ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

2/24/2011

Conhecer Santa Catarina logo que cheguei




Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@hotmail.com
Portal Splish Splash

O Brasil, indubitavelmente, é um país prenhe de belezas naturais. Disso ninguém poderá duvidar. Este Brasil é divino. Daí que, dois meses após a minha chegada, tenha excursionado até Santa Catarina, onde pululam muitos portugueses. Aliás, este país, como é do domínio público, está pejado de portugueses, muitos deles emigrados para fugirem ao regime salazarista. Um

período, de certo modo longo, onde as viagens eram feitas de barco. Mas, para a esmagadora maioria desses portugueses, valeu a pena. Óbvio que, intercaladamente, e numa situação também posterior, emanaram para o Brasil povos de outros países europeus e asiáticos, por exemplo. Receberam o estatuto de colonizadores. Nessa excursão, onde tive "honras" de foto no Diário de Santa Catarina, conheci Blumenau e, curiosamente, coincidiu com a festa dos alemães, o Oktober Fest. Uma noite de salsichas e boa cerveja, bem à maneira dos alemães. Aliás, eu que estive na Alemanha por três vezes em reportagem, fiquei impressionado com a arquitetura de Blumenau, bem ao estilo do que se constata na própria Alemanha-mãe. E os hábitos também ali estiveram bem patentes. Mas, no dia seguinte, a surpresa estava mesmo reservada. Levaram-me até à festa dos portugueses em Camboriu. Que delícia, que sentimento pátrio eu ali senti. Imperiosamente (...), teve que vir para a mesa uma sardinhada, bem preparada, bem ao gosto, por exemplo, da Lisboa dos Santos Populares e, também, da própria Feira Popular, que normalmente funciona de Maio a Outubro. E para que a festa fosse ainda mais portuguesa, não faltou um fadinho. Aqui, espiritualmente, prestei a minha homenagem à Diva do Fado, a saudosa Amália Rodrigues, que muitas vezes se deslocou ao Brasil, de acordo com as informações que recolhi junto de portugueses que ali se encontravam. A viagem para as ilhas de Santa Catarina foi feita no Príncipe de Joinville III, um barco bem apetrechado e onde não faltou música ao vivo. Uma viagem com chuva, mas que não impediu que o programa fosse cumprido integralmente. Percorrer Joinville e São Francisco com chuva teve um sabor muito especial. Saímos do Outono quente do Estado do Rio de Janeiro para entrarmos na frescura do Sul do país. A tranqüilidade no Estado de Santa Catarina é bem visível, a contrastar com a violência de São Paulo e do Rio de Janeiro. No regresso, outra enorme surpresa. Pernoitamos, de novo, em Curitiba, capital do Estado do Paraná. Caminhar numa praia de Curitiba (a mais perto do hotel, naturalmente) às seis da matina foi delicioso. E quando se fala de caminhadas, de cuidar do físico, neste caso, não estarei equivocado ao afirmar que, também aqui, os brasileiros são "campeões do mundo". Mas, afinal, que surpresa? Esta viagem coincidiu com a data do meu aniversário, assinalado a 13 de Outubro. Todos nós fomos para um restaurante chiquérrimo, muito amplo, com música ao vivo. Um restaurante com várias salas, uma delas ocupada por um político que se reuniu com muitos dos seus apoiantes. Na sala por nós ocupada, estavam outros grupos de excursões provindas do Rio de Janeiro. Mais duas pessoas, coincidentemente, faziam o seu aniversário, neste 13 de Outubro de 2004. Estava tudo bem preparado pelos respectivos organizadores das excursões. Escusado será dizer que os três aniversariantes foram alvo de carinhosa manifestação e que, a seguir, foram convidados a um pé de dança. Claro que não quis ser desmancha-prazeres e lá fui para o meio da sala, me divertindo e arrastando os pés ao som do conjunto contratado para o efeito pela gerência do restaurante e cujos visitantes foram muito bem recebidos. Este jantar fazia parte do programa. A Zezé, de Carmo, caprichou para que tudo fosse do agrado dos aderentes à excursão. Só não esperava que, no dia 13de Outubro, a minha festa de aniversário abarcasse tanta gente. Ao cabo, juntou-se o útil ao agradável. Parafraseando os brasileiros, VALEU!
 

1 comentário:

  1. Olà Carlos Aberto!tambem fiquei feliz de ter lido no relatorio dessa excursao de teres vivido esse teu dia 13 de Outubro do ano 2004 muito feliz e assim sem esperares que esse teu aniversario fosse festejado com muita mais gente na tua companhia. Valeu mesmo Carlos Aberto ! e estes acotecimentos é que sao para guardar na mameria porque é so felicidade.Abraços

    ResponderEliminar

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil