Entrega do “Prêmio Espantaxim” revela novos talentos da literatura infantil


A cerimônia reuniu jovens escritores, pais e professores de várias cidades brasileiras em um dos cartões postais de São Paulo, o Masp

 
Alba Bittencourt
Portal Splish Splash


Com homenagens e premiações emocionantes, a entrega do Prêmio Espantaxim 2016 fechou com chave de ouro a 4ª edição do Concurso Nacional Literário Infantil Espantaxim e o Castelinho Mágico. A iniciativa é da autora e escritora Dulce Auriemo, também idealizadora do Projeto Espantaxim, que tem como objetivo incentivar a literatura infantil e estimular a criatividade das crianças. Participaram alunos de 7 a 12 anos, de escolas públicas e privadas de todas as regiões do país.



O Prêmio Espantaxim, que acontece a cada dois anos, é aguardado ansiosamente pelos pequenos escritores, pais e professores, e não é para menos. Lá está a oportunidade para o autor mirim ver a sua dedicação sendo reconhecida e prestigiada pelos seus familiares e educadores, além de estar com outros estudantes de diversas cidades brasileiras.

Com o tema “Brasil: Gigante pela própria natureza”, a proposta foi despertar o sentimento de patriotismo e cidadania nos pequenos escritores. “A intenção foi levar o olhar das crianças para o lado positivo do Brasil, das belezas naturais, das riquezas culturais, da música, dos ídolos e heróis de nosso país. O nosso objetivo foi resgatar o sentimento de orgulho por nossa pátria e vimos nas produções que recebemos muitas mensagens de esperança e crença em um futuro melhor”, afirma Dulce.

Por falar em patriotismo, um dos momentos mais emocionantes da cerimônia foi a execução do Hino Nacional, que ficou ainda mais especial na voz de Luisa Auriemo, neta de Dulce. Luisa também presenteou os convidados ao cantar Aquarela do Brasil.

Essa edição do Concurso bateu recorde de participação com 3.400 obras recebidas, de cerca de 80 escolas de 10 Estados brasileiros. Uma comissão julgadora foi responsável por ler cada uma delas. “É um trabalho minuncioso, porém gratificante”, diz Dulce. Com trabalhos vencedores, destaques e   selecionados a “IV Antologia Espantaxim e o Castelinho Mágico” reúne 210 textos em um livro especial ilustrado onde são publicados os originais com a letra das crianças e também digitados.

Para assinar o prefácio da Antologia, Dulce convidou a psicóloga e empresária brasileira Viviane Senna, irmã do piloto tricampeão mundial Ayrton Senna. Viviane é engajada em causas muito nobres de políticas de desenvolvimento humano, principalmente as que envolvem a educação. Em seu prefácio, a empresária destaca a importância de iniciativas como a do Projeto Espantaxim, que apoia a educação de maneira eficiente e faz com que jovens escritores olhem para as questões que envolvem o país de maneira mais critica e esperançosa.  

Outro destaque do livro é o texto escrito por Bianca Schwam Auriemo, também neta de Dulce, que representou a voz da juventude e o olhar objetivo da futura geração de escritores.

Em uma das passagens do seu texto Bianca fala sobre a dificuldade que as crianças e jovens têm para diferenciar o que é para ser absorvido e o que não é, o que é certo e o que é errado e em quem e no que acreditar. Mas complementa, “com o concurso, cada participante mostra que nem tudo está perdido, mas que há sim, um futuro pela frente com muito amor envolvido. Quando cultivamos amor, seja à pátria ou ao próximo, o resultado sempre se mostra mais positivo”.


E foi com esse clima de otimismo que a cerimônia aconteceu e emocionou os participantes. O Projeto Espantaxim vai continuar contribuindo com o incentivo a literatura e apoiando a educação infantil.

 
Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário