Sopro: Jardim Soma aborda esperança e nostalgia em novo single

Uma ode à nostalgia e à amizade”. É com esse espírito que o baixista e vocalista da Vivendo do Ócio, Luca Bori, divulga mais uma música inédita do seu projeto solo, Jardim Soma.


“Uma ode à nostalgia e à amizade”. É com esse espírito que o baixista e vocalista da Vivendo do Ócio, Luca Bori, divulga mais uma música inédita do seu projeto solo, Jardim Soma. A faixa da vez se chama Sopro e trata-se de uma mensagem de fé e esperança em meio ao isolamento social. 


Escute Sopro via Spotify


O artista gravou a faixa no Estúdio Carmo 44, em Salvador (BA). Na ocasião, Luca produziu, cantou e tocou guitarra, baixo, entre outros instrumentos inspirando-se principalmente em nomes como Gorillaz, Mutantes, Crumb, Homeshake, Curumin e John Frusciante. 


Esta é a primeira vez que o músico também assina a mixagem e a masterização de uma música.


Ele conta que a letra de Sopro traça um paralelo entre a fragilidade da vida e a necessidade de se estar longe das turbulências. 


“A música nasceu em um momento de isolamento. Por um lado, mostro o quanto a vida passa rápido, bem como ‘um sopro de vento’. Pelo outro, falo que este sopro nos guia para um lugar distante dos momentos de caos. A arte da capa partiu de uma pintura acrílica 40 x 40, onde desenvolvi a mesma ideia”, frisou o cantor, baixista e artista visual.


Em atividade desde meados de 2016 com o projeto Jardim Soma, Luca anteriormente lançou o álbum Antena e o single The End, respectivamente, entre 2019 e 2020. 


Nas performances ao vivo, conta com o suporte dos músicos MAPA (guitarra, teclado e MPC), Jana Monteiro (bateria) e Luiz Henrique (guitarra). Vale pontuar que o single Sopro é um lançamento do selo Portal. 

Também pode ler:
Tags

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !