ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

11/25/2019

Olívia de Amores, Eugênio e Marina e Os Dias fazem encontro musical no Breve

Olívia de Amores por David Martins 
Em uma só noite, o Breve será palco de um potente encontro da cena independente. Se apresentando pela primeira vez em São Paulo, a cantora Olívia de Amores vem direto de Manaus para mostrar as canções de seu álbum, “Não é Doce”, que será lançado apenas em 2020. Eugênio e Marina e Os Dias representam a cena local com seu repertório autoral. O evento acontece em 29/11 (sexta-feira), a partir das 21h.

Empunhando sua guitarra, Olívia de Amores faz um som ao mesmo tempo delicado e sujo, com reflexões memorialistas e temáticas urbanas refletindo uma nova juventude amazonense. Olívia é multi-artista e gravou todos os instrumentos de seu álbum de estreia. Agora, ela leva seu som orgulhosamente manauara por palcos do sudeste, antecipando o repertório do disco e apresentando os singles bem-recebidos por público e crítica. 

Olívia ganhou reconhecimento na cena independente do Amazonas com o trio Anônimos Alhures, com quem tocou e cantou por 10 anos. Em 2013, a Olívia de Moraes começou a se tornar Olívia de Amores quando ganhou um impulso com um prêmio da Secretaria de Cultura do Amazonas, pelo roteiro que elaborou para a música “Plano Baixo”. Essa canção foi o primeiro passo e single solo da artista, seguido pelo contraponto “Post-It”. 

Atualmente finalizando seu visual album, no qual dirige todos os clipes, Olívia ainda carrega consigo toda a presença de sua voz e guitarra. “Não é Doce” tem produção musical de Bruno Prestes e masterização do americano Steve Fallone, responsável pelo álbum “Room On Fire”, do Strokes. Ao vivo, o show preza por liberdade e versatilidade. Olívia de Amores se desdobra em múltiplos formatos, seja unindo guitarra e baixo a beats eletrônicos ou explorando camadas de loops com a própria artista se alternando entre instrumentos. 

Na turnê que antecipa o lançamento do disco, a banda de uma mulher só se multiplica e ganha adições de instrumentistas experientes na cena nacional. O formato de banda completa permite explorar toda a minuciosidade e complexidade das faixas. Neste show, a cantora conta com o backup 100% amazonense de Lucas Bastos (guitarra/teclado), Marcello Henrique (bateria) e Abner Queiroz (baixo/guitarra). 

Assista aos clipes:
“Plano Baixo”: https://youtu.be/z8zwx-HsT2w
“Segunda-Feira”: https://youtu.be/VNnLxo2x_Pc
“La Cancionera”: https://youtu.be/VNnLxo2x_Pc

Com um som que incorpora a mistura da MPB com rock alternativo e noise pop, o quarteto Eugênio apresenta todo o seu repertório abusando de efeitos, distorções e brasilidades. Recentemente, a banda, formada por Paulo Lins, Lud Oliveira, Murilo Shoji e Sthé Caroline, lançou seu primeiro EP de estúdio, “Como diria Eugênio: Um Pouquinho de nada”.

Marina Dias é compositora e multi-instrumentista que lançou seu primeiro trabalho, chamado “Até Aqui”. Ela apresenta  músicas que passeiam pelo rock com o pulsar da música brasileira, onde faz reflexões sobre a vida. A artista sobe ao palco no formato Marina e Os Dias.

O evento é a nona edição do Funâmbula, coletivo sorocabano que reúne diversos núcleos artísticos para propagar cultura da região e também da América Latina, incluindo música, obras audiovisuais, peças teatrais e artes plásticas. 

SERVIÇO:
Funâmbula #9 com Olívia de Amores, Eugênio e Marina e Os Dias 
Data: 29/11/2019 (sexta-feira)
Horário: 21h
Local: Breve
Endereço: Rua Clélia, 470 - Vila Pompéia - São Paulo/SP
Ingressos: R$ 10
Classificação: 16 anos

Sem comentários:

Enviar um comentário