ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

4/06/2019

Campos do Jordão (SP) para crianças: 4 programas incríveis na cidade

Imagem do Tarundu, em Campos do Jordão (SP)

Campos do Jordão (SP) não se resume ao já celebrado período do inverno. O clima ameno da cidade a transforma no destino ideal durante todo o ano. Há atividades que mantém o visitante em contato direto com a natureza. Mas não  precisa ser aventureiro, tem opções que divertem a família inteira.

Confira abaixo quatro alternativas para o roteiro perfeito com crianças.

Os trilhos mais altos do Brasil


A buzina característica avisa que é hora de partir. Todos a bordo, começa o sacolejo. À medida que ganha velocidade, o balançar fica mais intenso. Os bancos de madeira parecem cúmplices e fazem o corpo acompanhar o vai e vem. O friozinho na barriga é inevitável e arranca sorrisos das crianças, reação comum também entre os adultos

Assim é o passeio de bondinho, um dos ícones de Campos do Jordão. Victor Godinho e Emílio Ribas, quando idealizaram a estrada de ferro em 1910 para transportar tuberculosos, jamais poderiam imaginar que hoje ela seria um dos principais atrativos turísticos da estância. Com barulho característico, a pequena composição vermelha e amarela cruza a cidade desde o portal até Capivari. São 50 minutos de uma ponta a outra, todos os dias, incluindo feriados.

Os encantos da Mantiqueira também são descortinados a partir de Pindamonhangaba. Um trem de subúrbio faz o passeio de segunda a sábado até o balneário de Piracuama, com paradas durante o trajeto. Embarcar na composição é viajar de volta ao tempo das antigas ferrovias. Sábados e domingos um trem mais moderno faz o mesmo percurso

Um santuário ecológico chamado Horto Florestal


Imagine 11 mil campos de futebol cercados pela maior floresta de Araucárias do Estado de São Paulo. Assim é o Parque Estadual de Campos do Jordão, mais conhecido como Horto Florestal. Um santuário ecológico onde fauna e flora típicas da Mata Atlântica estão a salvo. Só de plantas existem mais de 800 tipos, sendo 25 ameaçadas de extinção. Também estão protegidas quase 70 espécies de animais e 160 de aves. Durante o passeio, não é raro um desses moradores cruzarem no seu caminho.

Toda essa biodiversidade pode ser contemplada de forma mais radical. Dentro do Horto há uma agência de ecoturismo, que oferece bikes para alugar. A trilha da Cachoeira Galharada é ideal para quem gosta de pedalar. São quase 5 quilômetros de extensão com grau baixo de dificuldade. A pé o caminho dura cerca de uma hora e 20 minutos.

Já a trilha das quatro pontes é mais indicada para quem está com crianças. Tem só um quilômetro de extensão. Agora, se você gosta de subir morros, o caminho dos Campos de Altitude é a melhor opção. Como o próprio nome sugere, são três quilômetros morro acima. Lá do alto, a vista compensa o esforço. Quer mais contato ainda com a mata atlântica? Então não vá embora sem percorrer os 2.600 metros da trilha do rio Sapucaí.

Por fim, a trilha da Cachoeira Celestina foi feita para aventureiros natos. Tem 8 quilômetros e exige a presença de um guia. E para quem não gosta de caminhar, existe um trenzinho turístico que percorre o parque. O passeio dura cerca de 40 minutos. Também há uma exposição histórica bem em frente ao estacionamento com dezenas de fotografias que proporcionam uma viagem no tempo desde a criação do Horto, em 1941, até os dias atuais.

Fazendinha: um resgate do mundo do campo


Logo na chegada, o galo é quem faz a recepção. Ele enche o peito e canta dando as boas-vindas. Aos poucos todos os bichos entram no clima e começa a sinfonia! Assim é a chegada na Fazendinha Toriba.

Patos, marrecos, galinhas de angola, pavão... São mais de 200 aves, e a maioria vive solta disputando espaço com os visitantes. Impossível não interagir. No bosque também há contato direto com carneiros e ovelhas que ficam pastando o dia inteiro. As vacas, os bezerros, os pôneis e mini pôneis podem ser tocados na baia e também alimentados. As crianças adoram!

Além da bicharada, a Fazendinha conta ainda com um horta orgânica e dezenas de árvores frutíferas. Entre as espécies estão pés de ameixa, de pêssego e de limão. Outra atração é a estufa onde são cultivados vários tipos de flores, como Begônia, Gerânio, Petúnia e Brinco de Princesa. O lugar conta ainda com 12 guias para apresentar o ambiente tipicamente rural que encanta desde os mais jovens até os idosos.

Um dia inesquecível


Bem perto da Fazendinha, existe um lugar onde do nascer ao pôr do sol a diversão está garantida. No Tarundu há mais de 33 atividades de lazer e entretenimento que mantém o visitante em contato direto com a natureza. Faça chuva ou faça sol, tem diversão todo dia, o dia inteiro. São 500 mil metros quadrados de área verde a 1.700 metros acima do nível do mar!

Entre os brinquedos, o Tubo Insano merece destaque. Trata-se de um escorregador gigante com 110 metros de extensão. A Boia Cross também causa frio na barriga ao deslizar 100 metros morro abaixo até parar em uma piscina de bolinhas. E a Orbit ball, então, é ainda mais desafiadora. A bola enorme, que surgiu na Nova Zelândia, é inflável e rola descontroladamente com até duas pessoas dentro. É adrenalina do começo ao fim.

Cercado por Araucárias, o complexo também oferece arvorismo para adultos e crianças. As tirolesas a 50 metros de altura são as mais procuradas. O voo de 780 metros passa pela mata e cruza todo o complexo de lazer. Existem ainda passeios de balão que duram cerca de uma hora. O Local do pouso é definido pela direção do vento, o que aumenta ainda mais a aventura.
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

AS 10 TOP+ DE RC da menina Lola Amorim | Maia, Portugal

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil