ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

3/06/2019

Susana Travassos associa-se ao Dia de Luto Nacional pelas Vítimas de Violência Doméstica com o single "Não Doeu"


A violência doméstica é um dos maiores flagelos nacionais e, provavelmente, a responsável pela maioria dos homícidos cometidos em Portugal. Por isso, o Governo marcou para 7 de Março, véspera do Dia Internacional da Mulher, um Dia de Luto Nacional pelas Vítimas de Violência Doméstica. E, também por isso, é importante ouvir, ver e divulgar o novo single-vídeo de Susana Travassos, "Não Doeu", escrito e composto por Luísa Sobral.

"Não Doeu" é o single de apresentação do álbum "Pássaro Palavra", já disponível em CD e nas plataformas digitais.

Um dia depois, a 8 de Março, a cantora algarvia apresenta o novo disco no Auditório Carlos do Carmo, em Lagoa, às 21h30.
Endereço: Rua do Centro de Saúde - Urbanização Lagoa Sol 8900-413 Lagoa
Informações de bilheteira: 282380473 (Convento de S. José).

SOBRE A CANTORA:

A cantora algarvia Susana Travassos, tem conquistado nos últimos anos um espaço de prestígio internacional, onde conquistou um público seguidor, ganhou admiradores e respeito por parte da imprensa. 
Actuou ao lado de músicos como Chico César, Yamandu Costa, Zeca Baleiro, Chico Pinheiro, Toninho Horta, Diego Schissi, Tiki Cantero, João Barradas, João Frade e Pedro Jóia. 
Conta com 2 CD's editados e um DVD co-produzido pelo Canal Brasil, que foi exibido pela RTP1 em Setembro de 2018. 
Foi finalista do Festival da Canção RTP1 em 2018 com uma canção da Aline Frazão. 

Susana Travassos apresenta agora o terceiro CD “PÁSSARO PALAVRA”, o seu primeiro trabalho autoral gravado em Buenos Aires, que conta com composições próprias e canções  inéditas de Luísa Sobral, Melody Gardot e Mili Vizcaíno. 
Um CD que representa a sua maturidade artística e certamente, coloca Susana entre as principais cantoras portuguesas da sua geração.

Vídeo do tema " Não Doeu"


Não doeu (Luisa Sobral)

Não doeu, já não dói
Já passou, já foi
Não sofri, nem ouvi
Nem dei por ti

Resta-me a espera pelo beijo do perdão
Beijo que cega, que engana a solidão
Não chorei, não gemi
Não gritei, não senti
Não te olhei, não quis ver
É mais fácil esquecer

Resta-me a espera pelo beijo do perdão
Beijo que cega, que engana a solidão 
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

Sem comentários:

Enviar um comentário

GALERIA DA LUSOFONIA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil