ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

16 de janeiro de 2019

8 hábitos que podem causar oleosidade em seus cabelos

Especialista em cabelos explica o que devemos evitar fazer para diminuir a produção de oleosidade pelo couro cabelo e assim prevenir problemas como queda capilar e caspa.

São Paulo – 14/01/2019 - Ninguém gosta de ter o cabelo oleoso e ficar com aquela sensação de gordura acumulada na raiz dos fios. Porém, o que poucos sabem é que, muitas vezes, essa oleosidade é resultado de uma série de coisas que fazemos sem perceber e que podem aumentar a quantidade de gordura no couro cabeludo e nos fios. Para ajudar você a entender melhor de onde vem esse excesso de oleosidade em suas madeixas e como evitá-la, a Domenica Souza, hairdresser do Lefil Beauty, maior salão de beleza de São Paulo, apontou os principais hábitos que podem causar oleosidade nos cabelos. Confira:

- Dormir de cabelo molhado. Cabelos molhados ajudam a refrescar durante o calor, mas dormir com eles ainda úmidos é um hábito que compromete a saúde capilar, pois pode causar a proliferação de bactérias no couro cabeludo que deixam a região oleosa, favorecendo o aparecimento da caspa e acelerando a queda capilar. “Além disso, dormir com cabelo molhado faz com que os fios fiquem frágeis e acabem quebrando em contato com o travesseiro. O ideal é secar os cabelos com calma antes de dormir, comprimindo-o suavemente com as mãos e, em seguida, retirando a umidade com uma toalha de algodão. Mas só tirar a umidade com toalha não é suficiente, é necessário lavar pelo menos três horas antes de dormir ou mais para dar tempo de secar o couro cabeludo também; ou então utilizar um secador”, explica a especialista.

- Lavar o cabelo com água quente. “Este é um dos piores hábitos para quem quer se ver livre dos cabelos oleosos, pois, além de deixar os fios frágeis e secos, a água quente resseca o couro cabelo e estimula as glândulas sebáceas a produzir mais oleosidade, causando o famoso efeito rebote. O recomendado então é usar água morna e realizar um último enxágue com água fria, para fechar as cutículas do fio.” 

- Usar secador e chapinha excessivamente e sem proteção. A chapinha, o secador e o baby liss quando utilizados em uma temperatura muito alta e sem protetor térmico, podem causar ressecamento extremo nos cabelos, o que leva o couro cabeludo a produzir mais oleosidade na tentativa de hidratar os fios. “Dessa forma, é importante que você não utilize essas ferramentas em temperaturas muito quentes, diariamente ou com o cabelo molhado. Além disso, antes de usar chapinha e secador você deve passar um bom protetor térmico para evitar a desidratação do fio”, aponta a hairdresser do Lefil Beauty.

 - Aplicar condicionador e máscara capilar no couro cabeludo. “O couro cabeludo já tende a ser mais oleoso, logo é importante aplicar condicionadores e máscaras capilares somente no comprimento e nas pontas dos cabelos, já que, quando aplicados no couro cabeludo, estes produtos podem obstruir a raiz dos fios e causar uma série de danos, como queda e caspa.”

- Usar os produtos errados para o seu tipo de cabelo. Para conquistar um cabelo bonito, saudável e livre de oleosidade, é fundamental também utilizar os produtos corretos na hora de lavar os fios, que devem ser escolhidos de acordo com o seu tipo de cabelo. “Fios oleosos não combinam com produtos hidratantes e versões que diminuem o volume, porque eles retêm a umidade e acabam deixando os cabelos ainda mais oleosos. Nestes casos, o ideal é optar por produtos com ativos que controlem a oleosidade. Já se o seu problema é couro cabeludo ressecado, evite produtos com sulfato na composição. Eles agravam o problema e causam efeito rebote”, recomenda Domenica.

- Utilizar shampoo em excesso. Na hora de lavar o cabelo é importante que você não use shampoo demais, pois ele pode acabar retirando mais oleosidade dos fios do que deveriam, deixando-os ressecados e, consequentemente, causando efeito rebote no couro cabeludo. “O ideal é que você preste atenção na hora de escolher o shampoo e opte por aqueles que não contenham sulfato, pois, geralmente, esse tipo de produto tem menos detergentes e, logo, não ressecam seu cabelo em excesso”, completa a cabelereira do Lefil Beauty. 

- Esfoliar o couro cabeludo com agressividade. “Esfoliar o couro cabeludo a cada duas semanas é essencial para remover o acúmulo de produtos e células mortas que podem estar fazendo seu cabelo ficar mais oleoso do que o normal. Porém, é preciso tomar cuidado, pois, se feita de forma agressiva ou excessivamente, a esfoliação pode acabar irritando a região e provocando o efeito rebote, o que gerará mais oleosidade e até mesmo descamação.” 

- Mexer excessivamente no cabelo com as mãos. “Nossas mãos, mesmo quando limpas, carregam uma grande quantidade de gordura e sujeira invisíveis ao olho nu. Logo, quando você passa as mãos no cabelo, todas estas impurezas acabam sendo transferidas para os fios que, consequentemente, tornam-se mais oleosos”, finaliza Domeniza Souza, hairdresser do LeFil Beauty.

Lefil Beauty: Maior salão de beleza de São Paulo, conta com mais de 80 profissionais. Lefil Beauty oferece serviços premium de cabeleireiro (corte feminino e masculino, coloração, escova, progressiva, botox capilar, mega hair, hidratação, entre outros), manicure (unhas em gel, esmaltação em gel), pedicure e podologia (reflexologia), depilação (feminina e masculina), cuidados com o rosto e corpo, maquiagem, sobrancelha definitiva, dia da noiva, Day SPA, técnicas exclusivas de drenagem linfática e atendimento premium (vallet gratuito, manobrista). Localizado em Perdizes, em São Paulo, ocupando uma área de 1400m², o salão é uma experiência única de beleza, focado no bem-estar e estética. www.lefilsalon.com
Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique para ver o perfil