ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

1/16/2019

1º Seminário Stanislávski em Ação Macunaíma


Evento Gratuito para quem ama Teatro

Teatro Escola Macunaíma apresenta
1º SEMINÁRIO STANISLÁVSKI EM AÇÃO
Um olhar investigativo sobre o sistema

Abertura: 30 de janeiro
Programação: de 31 de janeiro a 01 fevereiro
Inscrições abertas e certificado ao final do evento. #seminariomacu

O Teatro Escola Macunaíma apresenta, entre os dias 30 de janeiro e 1º de fevereiro, o 1º SEMINÁRIO STANISLÁVSKI EM AÇÃO- Um olhar investigativo sobre o sistema. O evento inédito irá apresentar e debater a prática pedagógica do Macunaíma, revelando a pesquisa sobre o Sistema Stanislávski no processo de formação continuada de seus professores. A partir de estudos realizados nas reuniões pedagógicas e da pratica em sala de aula ao longo de 2018, o objetivo do encontro é criar diálogos entre as práticas do pedagogo e a formação do ator, tendo em vistanovos olhares sobre as teorias stanislavskianas.

Serão várias atividades, como instalações, mesas de debate, workshops, intervenções e apresentações teatrais. Toda a sua programação é gratuita e aberta a todos. Para participar é só se inscrever através do preenchimento e envio de um formulário até o dia 25/01/2019. Haverá entrega de certificado ao final do evento.

PROGRAMAÇÃO

DIA 30
INSTALAÇÃO “Trajetórias da Criatividade Artística em Registro”

ARTISTA RESPONSÁVEL: Alex Capelossa, Alexandra Tavares, André Haidamus, Andreia Barros, Angélica Di Paula, Camila Andrade, Carlos César, Carolina Otoni, Felipe Rocha, Lucia de Léllis,  Marcela Grandolpho, Maria Carolina Costa, Mônica Granndo, Naiara Soares,Renata Hallada, Renata Kamla, Rodrigo Polla, Silvia de Paula, Simone Shuba, Thais Lucena e Zé Aires.

HORÁRIO: 19:00 às 19:50 horas. A instalação se manterá fixa nos demais dias do evento.
LOCAL: Hall do Teatro Escola Macunaíma. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

SINOPSE: A Instalação “Trajetórias da Criatividade Artística em Registro” reunirá material produzido pelos alunos do curso profissionalizante relacionado ao tema “Hoje, Aqui, Agora, Como Pela Primeira Vez” da Mostra do segundo semestre de 2018. A instalação contará também com livros e banners de imagens de revistas produzidos nesses últimos anos pela escola. A instalação visa apresentar o estudo teórico e prático produzido pelo Macunaíma e compartilhá-lo com os participantes do I Seminário Stanislávski em Ação, com objetivo de construir conhecimentos e despertar novas experiências.

PALESTRA DE ABERTURA “Stanislávski e a Arte do Vivo”

PALESTRANTE: Simone Shuba
HORÁRIO: 20:00 às 22:00 horas
LOCAL: Teatro 4. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

SINOPSE: A observação da natureza, o movimento da vida em cena; o ator como investigador de si mesmo, em relação com a sua natureza criativa e orgânica. Stanislávski e a arte da vivência, da experiência, perejivánie. A investigação do “aqui e agora” e a descoberta do conhecimento na ação. Onde há movimento há vida.

PALESTRAS DIA 31

WORKSHOP  “Abaixo da Superfície: O Trabalho do Ator Sobre Si Mesmo”

MINISTRANTE: Alexandra Tavares
HORÁRIO: 9:00 às 12:30 horas
LOCAL: Teatro 1. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.
VAGAS: 15

SINOPSE: Abaixo da superfície, estamos nós e infinitas camadas de sentidos e percepções. Estão também espaços, tempos e aberturas complexas que nos permitem habitar a nós mesmos e corporificar o estado de presença. Aberto a atores e pesquisadores das artes do corpo, o workshop desenvolverá procedimentos ancorados na anatomia vivencial, a partir da abordagem somática em busca de desenvolver o sentido de si mesmo no trabalho do ator e de compreender, na prática, a relação psicofísica abordada por Stanislávski.

WORKSHOP  “Étude, Ação e Percepção: Stanislávski e Demídov”

MINISTRANTES: Felipe Rocha e Marcela Grandolpho
HORÁRIO: 9:00 às 12:30 horas
LOCAL: Teatros 4 e 5. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.
VAGAS: 40 (20 em cada teatro)

SINOPSE: Ao longo do workshop, os participantes irão treinar a liberdade e a individualidade criativa, aprendendo a reconhecer e seguir seus próprios impulsos artísticos. A ênfase colocada na prática dos études, com base no treinamento de Stanislávski e Demídov, visa estimular a espontaneidade e instigar o livre fluxo da criatividade subconsciente no processo de descoberta da ação. O workshoptambém apresentará exercícios introdutórios, a fim de estimular a percepção e intuição do ator.

WORKSHOP  “Tempo-ritmo: Estudos Sobre a Musicalidade do Ator no Trabalho Sobre Si Mesmo”

MINISTRANTES: Rodrigo Polla
HORÁRIO: 9:00 as 12:30 horas
LOCAL: Sala 8. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.
VAGAS: 18

SINOPSE: O workshop visa aprofundar os estudos sobre o trabalho do ator sobre si mesmo, tendo como ponto de partida o estudo do conceito Tempo-ritmo e explorando parâmetros musicais no exercício da preparação do ator, da construção da personagem e da composição cênica.

INTERVENÇÃO “Cidade”

ARTISTAS RESPONSÁVEIS: Carolina Otoni e Lúcia de Léllis
HORÁRIO: 10:40 às 10:50 e 15:40 às 15:50 horas (10 minutos de duração)
LOCAL: Hall do Macunaíma. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

SINOPSE: Essas intervenções são recortes da peça O Caos da Massa Humana em Sístole e Diástole, criação coletiva da turma PAMIX da semana, manhã da Unidade Macu Barra Funda no segundo semestre de 2018, com a orientação das professoras Carolina Otoni e Lúcia de Léllis. O tema da Mostra “Hoje, Aqui, Agora, Como Pela Primeira Vez” norteou todo o processo e foi fundamental para se chegar ao subtema “Cidade”. A partir do subtema e do texto Zona Contaminada, de Caio Fernando de Abreu, o grupo investigou ao longo do processo, a relação entre o caos da cidade, a mecânica manifestação do artifício relacional e a possibilidade de combater a violência sem violência.

MESA RELATO DE EXPERIÊNCIA: “O Que É Importante Desenvolver para se Conquistar o Estado do ‘Hoje, Aqui e Agora’ no Teatro?”

PALESTRANTES: Maria Carolina Costa e Rodrigo Polla
MEDIADORA: Dalila D'Cruz
HORÁRIO: 14:00 às 15:30 horas
LOCAL: Teatro 2. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

SINOPSE: Maria Carolina Costa abordará como a escolha da pergunta investigativa “Como o trabalho do ator sobre si mesmodesenvolve a autoconsciência, a autoconfiança e a autoestima no ator para a criação do papel com liberdade?" ajudou neste caminho. O professor Rodrigo Polla compartilhará os depoimentos e impressões de seus alunos nesta investigação.

MESA REFLEXIVA “A Prática do Étude no Processo Criativo do Ator”

PALESTRANTES: Angélica Di Paula, Felipe Rocha, Marcela Grandolpho e Simone Shuba
HORÁRIO: 16:00 às 18:00 horas
LOCAL: Teatro 4. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

SINOPSE: A mesa tem como tema a prática do étude no processo de criação e formação do ator. O objetivo é o diálogo tanto sobre o conceito de étude como sobre sua utilização no processo criativo, buscando assim compreender a importância dessa prática para o trabalho do ator.

INTERVENÇÃO “Fragmentos de A História dos Ursos Pandas Contada por um Saxofonista Que Tem uma Namorada em Frankfurt”

ARTISTA RESPONSÁVEL: Renata Hallada
HORÁRIO: 19:40 às 19:50 horas (10 minutos de duração)
LOCAL: Hall do Macunaíma. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

SINOPSE: O relacionamento entre homem e mulher a partir de uma relação com tempo. Essa intervenção tem origem no processo de montagem, que teve como tema “Hoje, Aqui, Agora, Como Pela Primeira Vez”. O trabalho se desenvolveu a partir dos impulsos, mergulhando nas imagens que surgem da relação do “Eu” nas Circunstâncias.

EVENTO ARTÍSTICO: Apresentação e Relato do Processo de Criação da Peça Trágico Bicho-Homem, por André Haidamus e estudantes-atores

DIRETOR-PEDAGOGO: André Haidamus
HORÁRIO: 20:00 às 22:30 horas
LOCAL: Teatro 4. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.
LOTAÇÃO: 74 lugares. Retirada de ingressos 1 hora antes do espetáculo.

SINOPSE: Se do pó viemos, ao pó retornaremos. Estamos em estado trágico: somos a poeira das estrelas. Somos a coletividade em um mundo que morre e nasce todos os dias, o ciclo da vida. Somos corpos animalescos movidos à eletricidade de raios e relâmpagos. Somos o som dos trovões. Somos aqueles que se violam, que elegem culpados e os sentenciam à morte. Somos aqueles que tentaram prever o futuro, viver o presente e homenagear o passado. Somos o Homem que corre, mata seu pai, responde o enigma, desposa sua mãe e arranca os próprios olhos. Somos aquele que vê. Somos o exílio, a iminência da guerra, o sepulcro e a posteridade. Somos aqueles que querem enterrar seus mortos e rugir seus nomes. Criação coletiva a partir da trilogia tebana: Édipo Rei, Édipo em Colono e Antígona, de Sófocles.

FICHA TÉCNICA: Assistência de Direção – Breno Furini, Grazi Reis e Pedro Lucas. Elenco – Aliyne Gama, Bia Gross, Bianca Correia, Bianca Domingues, Bruna Evaristo, Chiara Mazza, Cristhian Di Cavalcanti, Giovanna Lippolis, Harumi, Lays Alves, Leonardo Campos, Maria Fernanda Saragoça, Rafael Bonafé, Thaina Muniz, Thiago Cardoso, Yasmin Thin Qi.

Dia 1º de fevereiro:

WORKSHOP  “Abaixo da Superfície: O Trabalho do Ator Sobre Si Mesmo”

MINISTRANTE: Alexandra Tavares
HORÁRIO: 9:00 às 12:30 horas
LOCAL: Teatro 1. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

WORKSHOP  “Étude, Ação e Percepção: Stanislávski e Demídov”

MINISTRANTES: Felipe Rocha e Marcela Grandolpho
HORÁRIO: 9:00 às 12:30 horas
LOCAL: Teatros 4 e 5. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

WORKSHOP  “Tempo-ritmo: Estudos Sobre a Musicalidade do Ator no Trabalho Sobre Si Mesmo”

MINISTRANTES: Rodrigo Polla
HORÁRIO: 9:00 as 12:30 horas
LOCAL: Sala 8. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

INTERVENÇÃO “Paliassos - Personagens em Construção”

ARTISTA RESPONSÁVEI: Camila Andrade
HORÁRIO: 10:40 às 10:50 e 15:40 às 15:50 horas (10 minutos de duração)
LOCAL: Hall do Macunaíma. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

SINOPSE: Durante o período da ditadura militar no Brasil, quatro personagens, palhaços inacabados, que vivem na cabeça de um autor, lutam por suas existências. Essas intervenções são recortes de um trecho do espetáculo Pano de Boca, adaptação da obra homônima de Fauzi Arap. Processo de criação da turma do PA5 de sábado de manhã da Unidade Macu Barra Funda, que se formou no primeiro semestre de 2018, com orientação da professora Camila Andrade.

MESA RELATO DE EXPERIÊNCIA: “Quais São os Questionamentos para se Descobrir o Sistema Stanislávski?”

PALESTRANTES: Alexandra Tavares e Camila Andrade
HORÁRIO: 14:00 às 15:30 horas
LOCAL: Teatro 1. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

SINOPSE: Essa mesa busca compartilhar os relatos de experiência de dois processos pedagógicos realizados pelas diretoras-pedagogas Alexandra Tavares e Camila Andrade ao longo do primeiro semestre de 2018. A partilha foca os momentos específicos dos caminhos percorridos com as turmas de PAMIX (quarta/noite da Unidade Macu Barra Funda), durante o processo de criação da montagem Muito Além de um Coelho Branco que Passou, e de PA5 (sábado/manhã da Unidade Macu Barra Funda), durante o processo de criação da montagem Pano de Boca. O intuito é explorar uma reflexão sobre as questões investigativas que nortearam as pesquisas na época: Qual o lugar da experiência do vivo no exercício da atuação? Quais os caminhos se para encontrar a ação autêntica da obra?

MESA REFLEXIVA “O Poder do ‘Hoje, Aqui, Agora’ no Sistema Stanislávski”

PALESTRANTES: Alex Capelossa, Carlos César e Zé Aires
MEDIADOR: Ipojucan Pereira
HORÁRIO: 14:00 as 15:30 horas
LOCAL: Teatro 2. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

SINOPSE: Como adentrar esse espaço do existir “Eu Sou”? De que forma a Análise Ativa (leitura e études) pode colocar o ator no centro da descoberta criativa, atingindo o estado do agora, do “eu sou”, do “eu estou presente”? Essa mesa visa refletir sobre o que é o “estar no aqui e agora” e o como isso afeta o trabalho vivo e criativo do ator. A reflexão tem como ponto de partida o texto “HOJE, AQUI, AGORA – Análise Ativa para o Ator do Século XXI”, de Bella Merlin.

MESA RELATO DE EXPERIÊNCIA: “O Que É Importante Desenvolver para se Conquistar o Estado do ‘Hoje, Aqui e Agora’ no Teatro?”

PALESTRANTE: Mônica Granndo e Renata Kamla
MEDIADORA: Dalila D'Cruz
HORÁRIO: 16:00 às 17:30 horas
LOCAL: Teatro 2. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

SINOPSE: A professora Mônica Granndo apresentará os caminhos que percorreu, seguindo o esquema dos études propostos por Bella Merlin, para a aproximação do texto-cena, cena-texto, explorando assim um possível caminho para tornar o texto dramático vivo na fala do ator. Renata Kamla apresentará como abordou os procedimentos presentes na pedagogia da diretora Ariane Mnouchkine para a conquista do estado de presença, desenvolvimento da imaginação e suas conexões com a perejivánie presente na pedagogia de K. Stanislávski.

INTERVENÇÃO:  “Deixa eu Dizer o Que Penso Dessa Vida...”

ARTISTA RESPONSÁVEL: Camila Andrade
HORÁRIO: 19:40 às 19:50 horas (10 minutos de duração)
LOCAL: Hall do Macunaíma. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.

SINOPSE: Serão 3 Slams originais criados pelos alunos durante o processo de criação do espetáculo T.E.M.E.R - Terror e Miséria na Terceira República, da turma que cursou o PA3 durante a semana, de manhã, no primeiro semestre de 2018 na Unidade Macu Barra Funda, com orientação da professora Camila Andrade. Inspirados no estudo da obra Terror e Miséria no III Reich, de Bertold Brecht, os alunos relacionaram as circunstâncias desta obra com acontecimentos da ditadura militar no Brasil e com o crescente avanço recente do fascismo em nosso país e criaram uma dramaturgia inédita.

EVENTO ARTÍSTICO: Apresentação e Relato do Processo de Criação da Peça A História das Mexericas Que Com Sal Ficam Doces, por Felipe Rocha e estudantes-atores

DIRETOR-PEDAGOGO: Felipe Rocha
HORÁRIO: 20:00 às 22:30 horas
LOCAL: Teatro 3. Rua Adolfo Gordo 238, Barra Funda.
LOTAÇÃO: 70 lugares. Retirada de ingressos 1 hora antes do espetáculo.

SINOPSE: O processo de pesquisa se deu a partir da questão “O que entendemos pela prática do étude?” Ao longo do semestre, nos colocamos na pesquisa sobre o étude a partir das propostas de Stanislávski e Demídov, tentando compreender na prática qual a importância desse trabalho para o ato criativo do ator. A cada semana, os alunos traziam études movidos por questões propostas pelo professor. Sempre ao final de cada encontro, nos dávamos as novas perguntas que moviam o encontro seguinte. A cada ensaio, fomos aprofundando os estudos de cena, as relações que forma surgindo, as linhas de ação, até construirmos coletivamente uma dramaturgia única. A História das Mexericas Que Com Sal Ficam Doces é o resultado de uma profunda pesquisa sobre a prática do étude e do trabalho do ator sobre si mesmo. Quando a parte humana dentro do humano transborda e o azedo da vida se adoça. Quando as histórias se cruzam e o universo se alonga. Há algo salgado no passar do tempo. Há algo doce no gosto das mexericas.

FICHA TÉCNICA: Assistência de direção – Clariane Amorim e Marina Farhat. Elenco – Bia Braga, Danilo Teixeira, Eduardo Pekny, Fred Chaves, Giovanna Petená, Giovanna Pontes, Hebert Dabanovich, João Inamos, Kevin Santos, Kimbelly Marques, Laura Soto, Maby Gomes, Malaika Cipriano, Pedro Pó, Tati Barreto, Vinícius Estefanuto, Vitória Lima.

Inscrições: 
UNIDADE BARRA FUNDA
Tel: (11) 3217-3400 
Rua Adolfo Gordo, 238
Barra Funda - São Paulo - SP
UNIDADE CAMPINAS
Tel: (19) 3252-4600 
Academia Íris Ativa-Lina Penteado
Rua Barão de Paranapanema, 401
Bosque - Campinas - SP 
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

COPIE O SEU EMOTICON E COLE NOS COMENTÁRIOS


👍😀😁😄😇😉😊😋😌😍😎😏😐😕😘😛😞😤😥😧😩😭😮😰😴🐞🐢👄💗💙👻👽🎃🎄🎅🎂🍺🍻🍹🍷

VARIAÇÕES EM A DISTÂNCIA (PARTE 1 DE 2)

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil