ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

10 de julho de 2018

Conexão Ciência homenageia o centenário de Athos Bulcão

Conexão Athos Bulcão

Embrapa e EBC homenageiam o centenário de Athos Bulcão

A vida e a obra de um dos artistas mais democráticos de todos os tempos é o tema do Conexão Ciência, programa semanal de TV produzido em parceria entre as duas instituições.

Brasília, 10 de julho de 2018 - O Conexão Ciência desta semana faz uma homenagem ao centenário de Athos Bulcão, o artista que marcou a história da arte e da arquitetura em Brasília, no Brasil e no mundo. Para falar sobre o seu legado, que mudou para sempre a concepção artística de azulejos com intervenções abstrato-geométricas presentes em vários espaços da capital federal, o programa entrevista o professor do Departamento de Projeto, Expressão e Representação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Brasília (UnB), Cláudio Villar de Queiroz. O Conexão Ciência vai ao ar hoje (10/07) às 19h15 na TV NBR, do governo federal.  Pode ser assistido também no canal da NBR no Youtube.

Conhecido como o “artista de Brasília”, Athos Bulcão conseguiu unir a tradição da azulejaria de forma aplicada na arquitetura. Deixou a sua marca em diversos pontos da cidade, como a igrejinha Nossa Senhora de Fátima, Parque da Cidade, o Congresso Nacional, entre tantos outros. Se estivesse vivo, teria completado 100 anos no dia dois de julho de 2018. Iniciou sua carreira como assistente de Cândido Portinari no desenvolvimento do painel São Francisco de Assis, na igreja da Pampulha em Minas Gerais, o que possibilitou seu entendimento filosófico e artístico na relação entre Arte e Arquitetura.

Especialista em conforto ambiental e desenho urbano, o professor da UnB é um admirador da obra de Athos Bulcão, além de amigo do artista, que faleceu aos 90 anos na cidade que ajudou a colorir. Segundo ele, um traço marcante da personalidade de Bulcão, cuja obra vai muito além dos famosos azulejos, é o caráter democrático do seu trabalho. "Ele não fazia arte para os frequentadores de galerias e outros espaços similares. Ele queria que a sua obra fosse apreciada pelas pessoas no dia a dia em espaços públicos, como praças, escolas, muros e até banheiros”, comenta.

Outra característica inusitada da personalidade do artista era a liberdade que dava aos operários na construção dos painéis de azulejos. Queiroz explica que, apesar de não ser sempre, visto que algumas obras tinham que atender a um padrão pré-definido, essa atitude transformava o trabalho em uma verdadeira obra de arte coletiva.

No programa, o professor da UnB fala sobre a interação de Athos Bulcão com Cândido Portinari e Oscar Niemeyer, além da característica funcional dos painéis de azulejos. “Não eram apenas obras arquitetônicas, tinham um efeito impermeabilizante, que contribui para a preservação dos espaços”, destaca.

O Conexão Ciência é produzido em parceria pela Embrapa e a NBR e vai ao ar todas as terças-feiras na TV do Governo Federal, às 19h15. Saiba como sintonizar a NBR na página da EBC Serviços na internet. Assista aqui aos programas anteriores.

Fernanda Diniz
Jornalista
Secretaria de Pesquisa e Desenvolvimento (SPD)
Telefone: (61) 3448-4364
E-mail: Fernanda.diniz@embrapa.br
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis