ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

22 de setembro de 2017

'Dama da música caipira', Inezita Barroso tem trajetória revisitada em mostra do Itaú Cultural

Inezita Barroso no programa “Os Sons da Memória” (1980, TV Cultura) - Cedoc FPA/TV Cultura/Danilo Pavani

AMANDA RIBEIRO
DE SÃO PAULO

Durante sua longa carreira, Inezita Barroso (1925-2015) contou uma infinidade de histórias: no rádio, onde cantou músicas dos 70 discos que gravou, na televisão, onde apresentou o programa Viola, Minha Viola, da TV Cultura, por quase 30 anos, e nos palcos, por onde teve passagens como atriz.

Agora, a paulistana —considerada um dos principais expoentes da música caipira— terá a vida narrada ao público na Ocupação Inezita Barroso, que estreia na quarta (27), no Itaú Cultural. Dividida em quatro eixos, com nomes que fazem referência a discos da cantora, a mostra apresenta a infância e a adolescência de Inezita, sua atuação na música, no teatro e no cinema, sua extensa pesquisa sobre folclore e, por fim, o trabalho como apresentadora de TV.

A exposição vai apresentar músicas, gravações, fotos, recortes de jornais e até bilhetes de fãs encontrados na casa da cantora.

NO GRAVADOR

No mesmo dia da abertura da ocupação, o Itaú Cultural lança o projeto No Gravador de Inezita (www.inezita.com.br), vencedor da edição 2015-2016 do prêmio Rumos —programa de fomento à cultura brasileira.

Coordenado pelo jornalista e produtor musical Aloisio Milani e acompanhado pela filha de Inezita, Marta Barroso, o projeto traz digitalizadas 30 horas de gravação que mostram a cantora tanto em situações cotidianas —como durante um ensaio em casa ou um momento de descontração com a família— quanto durante apresentações importantes, como a do 1º Festival Sulamericano de Folclore, que ocorreu no Uruguai em 1960.

Av. Paulista, 149, Bela Vista, região central, tel. 2168-1777. Ter. a sex.: 9h às 20h. Sáb. e dom.: 11h às 20h. Até 5/11. Livre. Abertura 27/9, 20h. GRÁTIS

SHOWS

Além da ocupação, o Itaú Cultural promove shows que também dialogam com a obra de Inezita.

Ceumar e Renata Mattar

A cantora mineira Ceumar e a instrumentista, cantora e pesquisadora paulista Renata Mattar apresentam repertório de músicas do cancioneiro caipira, interpretadas por Inezita durante sua trajetória. Lampião de Gás, Moda da Pinga e Prenda Minha estão garantidas no set list.

Roberto Corrêa

Um dos nomes mais importantes da viola no Brasil, o compositor e instrumentista mineiro reverencia a cantora no show "Lírica Caipira - Homenagem a Inezita Barroso", na sexta (29). Acompanhado do violonista Hérik de Souza, o músico toca temas autorais inspirados pela cultura interiorana e canções interpretadas pela homenageada, caso de Tristezas do Jeca e Cuitelinho.

Itaú Cultural - sala Itaú Cultural - Av. Paulista, 149, Bela Vista, região central, tel. 2168-1777. 224 lugares. Ceumar e Renata Mattar: qui. (28): 20h. Roberto Corrêa: sex. (29): 20h. 80 min. Livre. Estac. a partir de R$ 7 (r. Leôncio de Carvalho, 108). Retirar ingresso com uma hora de antecedência. GRÁTIS

In:http://guia.folha.uol.com.br
Carmen Augusta

Sobre a autora

Carmen Augusta - Administradora e Redatora do Portal Splish Splash. Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis