ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

2 de agosto de 2017

Salão Internacional de Humor de Piracicaba terá 410 obras em sua mostra principal



Júri de seleção escolheu 108 caricaturas, 70 charges, 79 cartuns, 73 tiras, 46 prêmios temáticos Criança e 34 temáticos Saúde


Armindo Guimarães
Portal Splish Splash

O Armazém 14 do Engenho Central vai receber 410 trabalhos de 215 artistas de 32 países para a mostra principal do 44º Salão Internacional de Humor de Piracicaba. Eles foram selecionados no último final de semana entre os 2.985 enviados por 560 artistas de 57 países. O júri de seleção escolheu 108 caricaturas, 70 charges, 79 cartuns, 73 tiras, 46 prêmios temáticos Criança e 34 temáticos Saúde.

O 44º Salão Internacional de Humor é realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural e Turismo (SemacTur) e Cedhu (Centro Nacional de Documentação, Pesquisa e Divulgação do Humor Gráfico de Piracicaba) e faz parte das comemorações dos 250 anos de Piracicaba. A mostra será aberta no dia 26 de agosto e poderá ser visitada até 12 de outubro, no Armazém 14 do Engenho Central, com entrada gratuita.

O júri de seleção foi composto pelos cartunistas William Hussar, Junião e Orlando Pedroso, pelo professor do curso de publicidade, propaganda e criação da Universidade Presbiteriana Mackenzie Ricardo Morellato, pelo caricaturista Baptistão, pela ilustradora Maria Eugênia e pela produtora cultural Ana Helena Curti.

Baptistão, que já participou do Salão como jurado de premiação em outras edições, a seleção foi um desafio. “O trabalho e a responsabilidade são muito maiores. É mais frustrante ser eliminado na seleção do que não ser premiado. E, talvez para a maioria dos participantes, ser selecionado em Piracicaba já é um prêmio. Por isso tivemos de julgar os trabalhos com muito critério. A turma que a organização reuniu foi muito boa, houve respeito mútuo, o que fez com que o trabalho fluísse muito bem. Acho que estamos tranquilos por ter feito o melhor trabalho que pudemos fazer”, analisou.

Entre os temas que predominaram, é possível destacar o presidente dos EUA, Donald Trump, em caricaturas e charges, e o muro que ele propôs para separar o país do México. As tecnologias e as redes sociais também inspiraram os cartunistas, assim como o drama dos refugiados.

A secretária da Ação Cultural e Turismo, Rosângela Camolese, que acompanhou a seleção, agradeceu aos jurados pelo trabalho que durou o fim de semana todo. “Tenho certeza que o comprometimento do júri foi total. A escolha não é fácil. Exige conhecimento e olhar apurado, o que não falta aos profissionais designados para a tarefa”, disse.

O presidente desta edição do Salão, José Alberto Lovetro, o Jal, também esteve na seleção. "A responsabilidade de julgar tantos ótimos trabalhos dos artistas inscritos só poderia ter um júri de notáveis como esse. Fiz questão de, pessoalmente, cumprimentá-los pelo árduo e perfeito trabalho", disse Jal.

Para o diretor do CEDHU e do Salão de Humor, Erasmo Spadotto, a tarefa foi difícil, porém muito divertida. “Foram dois dias de trabalho pesado para os sete jurados, mas foi gratificante. O clima esquentou na seleção”, diverte-se Spadotto. “O que importa é que o público verá trabalhos de qualidade, o que mostra que o Salão, mais uma vez, será um sucesso e muito bem-humorado”, garante.

JÚRI DE PREMIAÇÃO – Os trabalhos selecionados serão analisados no dia 19/08, por outro júri, que irá decidir sobre a premiação. Esse júri será formado pelo caricaturista Jean Mulatier (França), pelos cartunistas Arturo Kemchs (México), Raul Fernando Zuleta (Colômbia) e Fernando Gonsales (Brasil), pela pesquisadora em história em quadrinhos e doutora em ciências da comunicação Sônia Luyten, pelo diretor geral da Pinacoteca de São Paulo, Tadeu Chiarelli, e pela publicitária e comediante do Festival Risadaria, Arianna Nutt.

Os vencedores das categorias cartum, caricatura, charge, quadrinhos e dos prêmios temáticos vão receber premiação no valor total de R$ 55 mil.

Com cartaz criado pelo cartunista Luiz Gê, o 44º Salão de Humor terá uma programação intensa, que inclui mais de 15 exposições paralelas no Engenho Central e em outros espaços, entre elas o 15º Salãozinho de Humor, com cartaz de Mauricio de Sousa.

HISTÓRIA – O Salão Internacional de Humor de Piracicaba surgiu em 1974, durante a ditadura militar, como iniciativa de um grupo de jornalistas, artistas e intelectuais atuantes no cenário político. A partir do sucesso das primeiras edições e do apoio da turma do jornal carioca O Pasquim, importantes cartunistas brasileiros contribuíram para a transformação do Salão em um dos mais conhecidos encontros do humor gráfico no Brasil e no exterior; é, ainda, um dos concursos mais antigos do gênero.

SERVIÇO:

44º Salão Internacional de Humor de Piracicaba
Data: De 26 de agosto a 12 de outubro
Local principal: Engenho Central
Endereço: Av. Maurice Allain, 454 - Nova Piracicaba, Piracicaba - SP
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis