ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

3/10/2016

Carlos Alberto Alves - 52 anos de jornalismo


clique na foto para ampliar


Por: Armindo Guimarães
Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins
Facebook

Desde Dezembro de 2010, com um interregno pelo meio, que o Portal Splish Splash possui nas suas fileiras redatoriais um jornalista digno da nossa mais profunda admiração pela forma incansável com que sempre se dedica à difícil, mas motivadora arte de comunicar com o semelhante numa plêiade temática a todos os títulos notável, não apenas pela quantidade, mas também, e em especial, pela qualidade.

Refiro-me, obviamente, ao nosso querido amigo e colaborador Carlos Alberto Alves, que hoje comemora 52 anos de jornalismo e que nós, neste dia tão importante na sua carreira, não podíamos deixar de lhe transmitir as nossas felicitações.

Escrever sobre quem tão bem escreve, não é fácil. Já o tentei fazer em quatro ocasiões e em todas elas fiquei sempre com a sensação que o que escrevi ficou aquém do que o visado merecia, mas escrever ao correr da pena como escreve o Carlos Alberto, não é para qualquer um e, por isso, fico-me por aqui, não sem que antes me lembre do que disse o jornalista Sandro Miranda: “ser jornalista é ser meio ator, meio médico, meio advogado, meio atleta, meio tudo. É até meio jornaleiro, às vezes. Mas, acima de tudo, é orgulhar-se da profissão e saber que, de uma forma ou de outra, todo mundo também gostaria de ser um pouquinho jornalista.” E eu, a rematar, digo: é por essas e por outras que quando for grande quero ser jornalista!

Parabéns, amigo Carlos Alberto, pelo trabalho desenvolvido com comprometimento, seriedade e em especial pela dedicação à causa Robertocarlistica de que faz jus diariamente através dos seus escritos que publica no Portal Splish Splash, alguns bem conhecidos dos nossos estimados leitores, como é o caso das rubricas “Da minha mesa de trabalho – Isto é Roberto!”, Fãs que marcam presença regular” e “Humor Robertocarlistico – Zé da Pipa”.

Carlos Alberto Alves, é natural de Angra do Heroísmo, Açores (Portugal) e reside há cerca de 12 anos em João Pessoa, Brasil (diz que foi de férias e gostou tanto que ainda não terminaram e, cá para nós, 'ad aeternum' ). A ele dedicamos um vídeo que criamos há 4 anos e no qual sobre a música introduzimos acompanhamento de castanholas da nossa autoria. Convenhamos que o efeito deixou muito a desejar mas que podia ser pior para quem pela primeira vez pegou naquele instrumento de percussão.


Açores – 9 Ilhas Maravilhosas 

A seguir, alguns escritos sobre Carlos Alberto Alves publicados no Portal Splish Splash.

- Carlos Alberto Alves – Representante do Splish Splash no Rio de Janeiro -  Brasil
http://www.portalsplishsplash.com/2010/12/carlos-alberto-alves-representante-do.html

- Carlos Alberto Alves no programa do Luciano Barcelos – RTP Açores
http://www.portalsplishsplash.com/2011/11/carlos-alberto-alves-no-programa-do.htm

- Carlos Alberto Alves - O regresso do Terceirense
http://www.portalsplishsplash.com/2011/01/carlos-alberto-alves-o-regresso-do.html

- Carlos Alberto Alves – O jornalista que escreve amizade ao correr da pena
http://www.portalsplishsplash.com/2011/03/carlos-alberto-alves-o-jornalista-que.html

---

CARLOS ALBERTO ALVES no Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

2 comentários:

  1. Comovidamente, grato ao meu amigo e "patrãozinho" Armindo Gonçalves Guimarães. De fato, palavras sensibilizantes para quem pensou, neste dia 10 de março de 2016, dizer ADEUS a uma causa que sempre abraçou com enorme paixão. Mas o estar aqui de novo no Splish Splash motivou-me para continuar por mais algum tempo. E tomei a decisão de ser exclusivo deste Portal Luso - Brasileiro. Já fiz muito para outros. Já não sou nenhum jovem, apesar de reconhecer que, felizmente, a capacidade continua incólume.
    Grato também pelo vídeo a recordar as minhas queridas ilhas dos Açores. NO que respeita às castanholas, acompanharam muito bem, no meu fraco entender. De resto, é um assunto técnico para o maestro Eduardo Lages opinar numa mesa de um restaurante com uma boa bacalhoada. E esta, heim!

    ResponderEliminar
  2. ehehehe Não tinha pensado nessa do maestro, senão tinha aproveitado quando ele esteve cá no ano passado. :) Abraço.

    ResponderEliminar

HOMENAGEM A ROBERTO LEAL

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil