ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

12/01/2015

Fãs de Roberto Carlos entrevistados pelo Portal Splish Splash – LETTY AZEVEDO


A pensar nos milhares de fãs de Roberto Carlos, espalhados pelo Mundo, o Portal Splish Splash achou por bem auscultar a alma robertocarlistica que por eles perpassa, dando início a uma série de entrevistas que, cremos, poderá de algum modo contribuir para uma melhor compreensão do motivo que leva tantos a admirar a obra de um cantor/compositor Brasileiro que ao comemorar 55 anos de carreira, não só consegue manter a fidelidade dos seus fãs que o acompanham desde o início da sua trilha poética e musical, como ainda, atrair muitos jovens que não conseguiram ficar indiferentes à obra daquele que, como disse o poeta, se mais mundo houvera lá chegara.

A selecão da série de entrevistas não obedece a nenhum critério relativamente a este ou àquele fã, foram obtidas por quem as irá publicar, ou seja, Armindo Guimarães, Carmen Augusta e Derbson Frota, de acordo com os contatos que possuem. Também a publicação, que acontecerá às terças-feiras e sábados, é aleatória, ou seja, não tem qualquer ordem em relação aos fãs. Todos eles admiram o rei Roberto Carlos e por isso todos nos merecem a mesma estima e a mesma consideração, independentemente de, muito naturalmente, podermos conhecermos melhor este ou aquele fã.

A entrevistada de hoje é a fã Letty Azevedo, de Belo Horizonte.

PORTAL SPLISH SPLASH - Como começou a gostar do NMQT Roberto Carlos?

LETTY AZEVEDO - Quando ele tinha uns 18 anos, mais ou menos, e eu o vi pela primeira vez na televisão a preto e branco, cantando “História de um homem mau”.

PSS - Você se considera uma grande fã? Por quê?

LA - Eu me considero uma grande fã porque senti por ele uma afinidade incalculável. Fiquei emocionada ao ver o olhar triste dele e até chorei. Nunca mais deixei de acompanhar a carreira dele. Conheci a história dele através da família do irmão do pai dele que morava aqui em Belo Horizonte e minha irmã deu aula de piano para a prima dele. Eu e minha mãe até tomamos conta do camarim dele aqui em Belo Horizonte, num show no Palácio das Artes. Desenhei o retrato dele e minha mãe pintou e nós o entregamos na suíte do Hotel Othon Palace de BH.

PSS - Se estivesse numa ilha deserta com o (a) amado(a), qual música do rei colocaria pra tocar?

LA – Pediria que tocasse e cantasse “Não se esqueça de mim”.

PSS - Roberto Carlos faz parte de sua vida? Como?

LA – Faz, sim, porque eu fui ao apartamento da mãe dele e do pai e conheci um irmão dele. Desde então fiquei muito amiga da dona Laura que conversava comigo sempre ao telefone e me contava como era a vida deles. Foi muito delicada connosco e nos levou ao camarim do Roberto, no Canecão. Eu e minha familia enviamos a ele e família um telegrama de pêsames pela morte do Sr. Robertino, pai dele.

PSS - Cite uma história engraçada e/ou emocionante que já viveu relacionada ao rei Roberto:

LA – Num show que ele fez aqui em BH e que eu fui assistir com a tia dele, Sra. Jandira, chorei muito também porque minha mãe estava hospitalizada e ele telefonou para ela do hotel e conversou com ela. Eu é que atendi o telefone e não contive a emoção.

LA – Minha mãe também era uma fã incondicional dele e tinha o poster dele na frente de sua cama quando adoeceu.

PSS - Uma música que você sempre põe no “repeat”:

LA – “Como é grande o meu amor por você”.

PSS - Muitas são as músicas do repertório do rei e muitas são aquelas que ele há muito não canta. Que música gostaria que ele voltasse a cantar?

LA – Uma delas é “A estação”.

PSS - Se Roberto Carlos fosse almoçar em sua casa, o que prepararias?

LA - Primeiro procuraria saber o que ele mais gostava e podia comer, porque a comida dele era controlada e especial. Naturalmente faria uma comida mais leve, à base de peixe e de sobremesa um gostoso sorvete.

PSS - Se fosse escolher para ouvir 10 músicas do rei, em ordem de preferência, quais seriam?

LA – Como é grande o meu amor por você, Nossa Senhora, Detalhes, Emoções, Amazônia, Música suave, O show já terminou, A mulher que eu amo, As curvas da estrada de Santos, Cavalgada.

PSS - Se tivesse a oportunidade de falar ao vivo com o rei, o que diria?

LA – Eu diria que desde que eu o conheci ele ilumina a minha vida e mora no meu coração eternamente.

PSS - As músicas do rei não seriam a mesma coisa sem as respetivas letras.
Independentemente da música, diga os títulos de três letras que mais o impressionam e porquê.

LA – “Lady Laura”, porque foi o Anjo dele em toda sua vida, “Jesus Cristo”, pela grande religiosidade dele e “Pra sempre” por ter feito esta música em homenagem à sua alma gémea, a doce Maria Rita.

PSS - O rei possui em torno dele uma vasta equipe, desde os elementos que compõem a orquestra (RC9), aos elementos da administração, assessoria de imprensa e apoio logístico. Com certeza você simpatiza por alguns desses elementos por os conhecer ou já ouvir falar. Cite quais e por quê.

LA – O maestro Eduardo Lages que me emocionou muito quando fui ao camarim dele aqui em BH. O guitarrista Paulinho que é muito simpático. O cantor Ismail porque sempre foi muito amigo da minha prima casada com Marcio Greyck, a Conceição. O Wanderley que infelizmente já não faz parte da orquestra e que era muito simpático. E o Dudu de quem sou fã, e para ser honesta, todos os componentes da Banda RC9, sempre muito leais ao Rei.

PSS - O que mais gosta na personalidade do rei?

LA – A humildade, o carisma, o grande amor que tem no coração, a solidariedade e a discrição.

PSS - O que gostaria que o rei mudasse nos seus usos e costumes?

LA – Nada, tudo nele é perfeito.

PSS - Se tivesse que escolher uma frase robertocarlistica do repertório do rei que mais se identificasse com você, que frase escolhia?

LA – “E cada verso meu será prá te dizer que eu sei que vou te amar. Por toda a minha vida...” (Eu sei que vou te amar).

PSS - Responda à pergunta que não fizemos e que gostaria que lhe tivéssemos feito.

LA – O que é o Rei para você? Eu diria que o Rei Roberto Carlos é um presente de Deus na minha vida e que meu amor por ele é eterno. Letty Azevedo de BH ou simplesmente Letty Maria Impelizieri, a mesma pessoa. 


LETTY AZEVEDO no Facebook:

Entrevista conduzida por:
Armindo Guimarães
Facebook
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

1 comentário:

  1. Meu querido amigo Armindo responsável pelo Portal Splish Splash , muito obrigada pelo seu carinho e por demonstrar que é um amigo de verdade. A postagem ficou ótima.Letty azevdo de BH

    ResponderEliminar

HOMENAGEM A ROBERTO LEAL

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil