LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

11/07/2015

Fãs de Roberto Carlos entrevistados pelo Portal Splish Splash - NICHOLAS AMARAL


A pensar nos milhares de fãs de Roberto Carlos, espalhados pelo Mundo, o Portal Splish Splash achou por bem auscultar a alma robertocarlística que por eles perpassa, dando início a uma série de entrevistas que, cremos, poderá de algum modo contribuir para uma melhor compreensão do motivo que leva tantos a admirar a obra de um cantor/compositor Brasileiro que ao comemorar 55 anos de carreira, não só consegue manter a fidelidade dos seus fãs que o acompanham desde o início da sua trilha poética e musical, como ainda, atrair muitos jovens que não conseguiram ficar indiferentes à obra daquele que, como disse o poeta, se mais mundo houvera lá chegara.

A seleção da série de entrevistas não obedece a nenhum critério relativamente a este ou àquele fã, foram obtidas por quem as irá publicar, ou seja, Armindo GuimarãesCarmen Augusta e Derbson Frota, de acordo com os contatos que possuem. Também a publicação, que acontecerá às terças-feiras e sábados, é aleatória, ou seja, não tem qualquer ordem em relação aos fãs. Todos eles admiram o rei Roberto Carlos e por isso todos nos merecem a mesma estima e a mesma consideração, independentemente de, muito naturalmente, podermos conhecermos melhor este ou aquele fã.

A entrevista que segue é com o fã Nicholas Amaral, de Fortaleza, no Ceará. Confira:

PORTAL SPLISH SPLASH - Como começou a gostar de Roberto Carlos?

NICHOLAS AMARAL - Comecei a gostar por intermédio de uma tia que gostava, todavia me aprofundei mais em matéria de Roberto Carlos quando namorei pela primeira vez.

PSS - Você se considera um grande fã? Por quê?

NA -  Sou fã de pessoas que eu considero grandes fãs do Rei como Adriano Thales, Fabiano Cavalcante e outros. Acredito que sou um fã que tem algo mais no sentido de ler colecionar acerca do seu ídolo Roberto Carlos .

PSS - Se estivesse numa ilha deserta com uma pessoa especial, qual música do rei colocaria pra tocar?

NA - Com certeza Amada Amante é minha preferida.

PSS - Roberto Carlos faz parte de sua vida? Como?

NA - Sim. Aos 10 anos me apaixonei pela primeira vez, cheguei a namorar, se podemos considerar um namoro, e aí Roberto Carlos entrou em minha vida com a canção O coração não tem idade.

SS - Cite uma história engraçada e/ou emocionante que já viveu relacionado ao rei Roberto.
5° Ocorreu no Crato neste ano quando entreguei um presente a ele no palco altíssimo e ainda consegui ir ao camarim. Foi uma emoção indescritível! Jamais senti algo assim e a felicidade foi tanta de cheguei a chorar. Ele é uma pessoa muito educada e humilde. Essas qualidades reforçaram minha admiração por ele.  

PSS – Você coleciona algo de Roberto Carlos? Se sim, cite exemplos.

NA - Sim, tenho a coleção completa de CDs, LPs e DVDs incluindo especiais, revistas de 1968 a 2015, pôster e tudo que lança eu procuro ter. Coisas de fã.

PSS - Uma música que você sempre põe no “repeat”:

NA - Tem várias, mas se é necessário selecionar eu diria que Jesus Cristo. Acho uma música bela e divina, além disso tem a hora das rosas o qual na minha opinião é o melhor momento do show.

PSS – Como foi seu encontro com Roberto Carlos, no show no Crato, este ano?

NA - Foi único! Olha, muita gente diz que o Roberto não recebe ou que pagam para ir ao camarim ou que ele só recebe artista, mas isso não é verdade. Sou prova viva de que o RC é um homem iluminado, humilde, educado. Como foi dito em outra pergunta, por esse motivo eu digo que ele merece todo esse carinho e muito mais. Voltando para o encontro com o Rei no Crato, acontece que eu levei um quadro na técnica da pirografia para entregá-lo no palco no momento das rosas. O palco era muito alto, as dificuldades eram muitas, mas Deus iluminou e o produtor dele, Mauricio, recebeu todos os presentes, inclusive o meu. Depois o Roberto fez um sinal para ele e ocorreu o momento magico: "Fica aí, você vai ao camarim" grita Mauricio. Depois disso sai abraçando todos os seguranças e meus amigos, comparado a um louco de felicidade. Já no camarim foi um sonho, momento lindo mesmo.

NOTA DO PORTAL SPLISH SPLASH: Clique aqui e relembre a matéria do show do Crato, em que Nicholas Amaral é entrevistado pela TV Verdes Mares(afiliada Rede Globo no Ceará) e mostra o presente dado ao cantor.

PSS – Como começou a gostar de Roberto Carlos assim tão jovem?

NA - Um pouco de influências de tias, tios e de minha mãe, afinal todos tem algum parente que gosta do Rei. Todavia, passei a gostar mesmo quando comecei a namorar e a me identificar com suas músicas.

PSS – O que os amigos(as) de sua faixa etária comentam sobre você gostar de Roberto Carlos?

NA - Preconceitos não faltam né?! Bom, já mandaram eu jogar seus discos no lixo e outras coisas. Enfim, isso não me interessa, pois sabemos da grandiosidade da obra do Roberto, não somente no Brasil como também no exterior.

PSS - Muitas são as músicas do repertório do rei e muitas são aquelas que ele há muito não canta. Que música gostaria que ele voltasse a cantar?

Gostaria que ele voltasse a cantar Amada Amante que é uma canção muito linda e requisitada no mercado latino.

PSS - Se fosse escolher para ouvir 10 músicas do rei, em ordem de preferência, quais seriam?

NA - 10 músicas seriam: Emoções, Jesus Cristo, Amada Amante, De Tanto Amor, Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo, Meu Pequeno Cachoeiro, Amigo, A Distância, Amor Sem Limite e O Coração Não Tem Idade.

PSS – Qual seu disco(ou CD) preferido de RC? E capa?

Tem vários, mas gosto muito do disco de 1971, pois suas canções e arranjos são fenomenais e possui músicas que marcaram gerações, como Debaixo dos caracóis dos seus cabelos, Amada amante, De tanto amor, Seu eu partir... Além disso, a capa é linda, como uma espécie de pintura a mão da imagem do Roberto estilo anos 70.

PSS - As músicas do rei não seriam a mesma coisa sem as respectivas letras. Independentemente da música, diga os títulos de três letras que mais a impressionam e porquê.

NA - Seriam primeiramente Rotina, pois caracteriza o cotidiano de um casal. Considero ela fantástica, visto que o Roberto consegue levar para música quase o gênero crônica; O coração não tem idade, pois retrata a história de um jovem casal e me identifico com essa canção pela pureza da letra; Pergunte pro seu coração, canção que retrata o romantismo do rei, sua leveza, sutileza.

PSS - O rei possui em torno dele uma vasta equipe, desde os elementos que compõem a orquestra (RC9), aos elementos da administração, assessoria de imprensa e apoio logístico. Com certeza você simpatiza por alguns desses elementos por os conhecer ou já ouvir falar. Cite quais e por quê.

NA - Com certeza Genival Barros é um deles, pois trabalha com RC desde o período da Record; Suzana Lamounier pelo cuidado e carinho com que trata os fâs do Roberto, assim como Mauricio Contreiras e Welligton Mendonça, grandes profissionais.

PSS - O que mais gosta na personalidade do rei?

NA - A humildade, justiça, generosidade, profissionalismo, o homem honesto que ele sempre foi.

PSS - Se tivesse que escolher uma frase de uma música de RC que mais se identificasse com você, que frase escolhia?

NA - Nem mesmo céu nem as estrelas nem mesmo mar e o infinito nada é maior que o meu amor nem mais bonito... (Como é grande o meu amor por você).


PSS - Responda à pergunta que não fizemos e que você gostaria que lhe tivéssemos feito.

NA - Qual a importância do Roberto Carlos para a música em escala global ? Ele é uma referência em longevidade na carreira e seriedade e honestidade, por isso é uma referencia não só para as novas gerações musicais no pais como também para o meio internacional. Exemplo disso, Marco Antonio Sollis e Marc Antony. Este último já regravou Amada Amante, deixando explícito a influência do RC para sua carreira.

Valeu, bicho!

Entrevista conduzida por
Derbson Frota

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo