ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

6/23/2015

Fãs de Roberto Carlos entrevistados pelo Portal Splish Splash – DINA RAMOS


A pensar nos milhares de fãs de Roberto Carlos, espalhados pelo Mundo, o Portal Splish Splash achou por bem auscultar a alma robertocarlistica que por eles perpassa, dando início a uma série de entrevistas que, cremos, poderá de algum modo contribuir para uma melhor compreensão do motivo que leva tantos a admirar a obra de um cantor/compositor Brasileiro que ao comemorar 55 anos de carreira, não só consegue manter a fidelidade dos seus fãs que o acompanham desde o início da sua trilha poética e musical, como ainda, atrair muitos jovens que não conseguiram ficar indiferentes à obra daquele que, como disse o poeta, se mais mundo houvera lá chegara.

A selecão da série de entrevistas não obedece a nenhum critério relativamente a este ou àquele fã, foram obtidas por quem as irá publicar, ou seja, Armindo Guimarães, Carmen Augusta e Derbson Frota, de acordo com os contatos que possuem. Também a publicação, que acontecerá às terças-feiras e sábados, é aleatória, ou seja, não tem qualquer ordem em relação aos fãs. Todos eles admiram o rei Roberto Carlos e por isso todos nos merecem a mesma estima e a mesma consideração, independentemente de, muito naturalmente, podermos conhecermos melhor este ou aquele fã.

A entrevista que se segue é com Dina Ramos, natural de Cabo Verde e a residir em Loulé, Portugal.

PORTAL SPLISH SPLASH - Como começou a gostar do NMQT Roberto Carlos?

DINA RAMOS
- Desde Sempre, devia ter uns 5 anos mais ou menos.

PSS - Você se considera um grande fã? Por quê?

DR - Considero-me uma grande fã sim. Porque para mim nenhum cantor e compositor, consegue transmitir-me os mesmos sentimentos que o Roberto Carlos me transmite.

PSS - Se estivesse numa ilha deserta com o(a) amado(a), qual música do rei colocaria pra tocar?

DR - Pelo Avesso

PSS - Roberto Carlos faz parte de sua vida? Como?

DR - Roberto Carlos faz parte da minha vida porque nos momentos mais tristes ponho a música dele, oiço, acalma-me, dá-me uma paz, até posso chorar, mas sinto uma imensa paz.

PSS - Cite uma história engraçada e/ou emocionante que já viveu relacionada ao rei Roberto:

DR - Não sei se é emocionante. Vivi numa ilha pequena, onde a rádio era a pilhas e eu nem sequer tinha mais nada, como por exemplo gira discos, nem discos de vinil, não tinha nada disso. Tudo era luxo para mim. Na rádio que mal sintonizava, de vez em quando tocava músicas de Roberto Carlos. Eu sempre que ouvia, corria para ouvir a música. Ficava muito feliz quando tocava nos discos pedidos. Uma vez, eu não estava perto de casa, quando de repente começou a passar uma música e meus irmãos, sabendo que eu adorava, chamaram-me e corri para a casa para ouvir. Apanhei só um bocadinho, mas fiquei feliz com o pouco que ouvi.

PSS - Coleciona algo do rei? Se sim, cite exemplo(s):

DR - Não coleciono, mas desde que estou em Portugal, comprava os discos de vinil que saíam todos os anos, mais tarde os Cds. Comprava todas as revistas que saíam na altura e tudo que encontrasse referente a Roberto Carlos. Guardo tudo até hoje.

PSS - Uma música que você sempre põe no “repeat”:

DR - Ponho muitas, mas lembro-me muita de “Rotina”.

PSS - Muitas são as músicas do repertório do rei e muitas são aquelas que ele há muito não canta. Que música gostaria que ele voltasse a cantar?

DR - Há muitas, mas por exemplo “Despedida”.

PSS - Se Roberto Carlos fosse almoçar em sua casa, o que prepararias?

DR - Prepararia um peixe grelhado com salada e de sobremesa, um gelado.

PSS - Se fosse escolher para ouvir 10 músicas do rei, em ordem de preferência, quais seriam?

DR - Emoções, Detalhes, O Show já terminou, Meu querido meu velho meu amigo, Costumes, Rotina, Nossa Senhora, Contradições, Se eu partir e Me disse Adeus.

PSS - Se tivesse a oportunidade de falar ao vivo com o rei, o que diria?

DR - Diria que sou uma mulher de origens humildes, mas que a músicas dele, conseguiram transmitir-me muita coisa. Eu consegui perceber cada verso, cada letra e cada sentimento, transmitidas nas suas letras.

PSS - As músicas do rei não seriam a mesma coisa sem as respetivas letras. Independentemente da música, diga os títulos de três letras que mais o impressionam e porquê.

DR - Todas as letras impressionam-me, mas em especial “Aleluia”.

PSS - O rei possui em torno dele uma vasta equipe, desde os elementos que compõem a orquestra (RC9), aos elementos da administração, assessoria de imprensa e apoio logístico. Com certeza você simpatiza por alguns desses elementos por os conhecer ou já ouvir falar. Cite quais e por quê.

DR - Simpatizo com o Maestro Eduardo Lages e com a Carminha. O Maestro está sempre a frente com ele, no comando da orquestra, há uma cumplicidade muito grande entre eles e a Carminha, por acompanhá-lo cuidando dele durante muitos anos

PSS - O que mais gosta na personalidade do rei?

DR - A simplicidade.

PSS - O que gostaria que o rei mudasse nos seus usos e costumes?

DR - Acho que não precisa mudar nada.

PSS - Se tivesse que escolher uma frase robertocarlistica do repertório do rei que mais se identificasse com você, que frase escolhia?

DR - No meu dia-a-dia, digo muitas vezes, como diz Roberto Carlos, “se chorei ou se sorri o importante é que emoções eu vivi.” (Emoções).

PSS - Responda à pergunta que não fizemos e que gostaria que lhe tivéssemos feito.

DR - Se amo Roberto Carlos? Não, eu não o amo, admiro-o como cantor, compositor e homem que é.


Entrevista conduzida por:
Armindo Guimarães
Facebook
https://www.facebook.com/armindo.guimaraes
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

Sem comentários:

Enviar um comentário

MÚSICA LUSÓFONA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil