ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

22 de setembro de 2012

Mozart, funk e RC fazem trilha da nova série da Globo

Fabricio Boliveira e Erika Januza: os protagonistas
Cristina Padiglione 
Os créditos de Subúrbia, nova série de Luiz Fernando Carvalho na Globo, hão de reprisar o nome do diretor em várias funções do programa, que estreia dia 1º, em oito episódios. Carvalho assina o texto, ao lado de Paulo Lins, a direção e a produção musical de Subúrbia. A história se passa nos anos 1990 e joga holofotes sobre uma família negra do subúrbio do Rio. Conceição (Erika Januza), a protagonista, é acolhida por essa família. Tendo justamente a música como fio condutor, o enredo prevê boa dose de black music, funk dos anos 90, Roberto Carlos, samba, jongo e, por que não, Mozart. Seu Aloysio (interpretado por Haroldo Costa, que na foto ao lado contracena com Rosa Marya Colin, a Mãe Bia), o patriarca é amante de Mozart e coloca discos de seu ídolo para que seus passarinhos ouçam seus acordes no quintal.
O repertório inclui canções escolhidas por Carvalho para musicar a história. Tem mais. Ed Motta e o multi-instrumentista André Mehmari criaram parte da trilha do seriado, a convite do diretor, mas são músicas mais incidentais. Ed Motta se inspirou no movimento blaxploitation (gênero do cinema americano do qual é fã) e Mehmari chegou a gravar com a Orquestra Sinfônica de Heliópolis.
Carmen Augusta

Sobre a autora

Carmen Augusta - Administradora e Redatora do Portal Splish Splash. Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis