ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

6/04/2011

Genuinamente escrevendo





Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@hotmail.com
Portal Splish Splash


Não podia, de forma alguma, neste ciclo de matérias que tenho alinhavado para o Splish Splash – um pouco de tudo, desde a música, a política, o futebol e por aí fora -, deixar de registar, naquele que é o maior e melhor Portal do mundo, o feito inédito de Genuíno Madruga, também um dos meus amigos no facebook. Portanto, volvidos dois anos, continuamos a recordar esse grande feito de Genuíno Madruga. Um registo que o Splish Splash muito se orgulha de colocar à disposição dos seus visitantes (que já são muitos) e amigos.


Então, passamos à história de Genuíno Madruga nesta segunda viagem circum-navegação.

“Genuíno Madruga, mais do que um herói regional, ascendeu à categoria de herói nacional. Foi não só o primeiro açoriano, mas, sobretudo, o primeiro português a completar duas circum-navegações à vela, com escalas, em solitário.

Cinco anos depois da primeira aventura, Genuíno Madruga empreende a segunda viagem de circum-navegação do planeta em solitário, a bordo do seu fiel e incansável “Hemingway”, partindo da sua terra natal, as Lajes do Pico, a 25 de Agosto de 2007.

Desta feita, Genuíno propôs-se a enfrentar o mítico Cabo Horn, o ponto mais austral do continente americano, de Leste para Oeste, contra os ventos e correntes predominantes, concretizando o feito a 24 de Janeiro de 2008, tornando-se no décimo velejador solitário a nível mundial a alcançar este feito.


Nas várias escalas que efetuou Genuíno contatou com as populações e com as comunidades piscatórias locais com quem trocou conhecimentos sobre espécies, artes e técnicas de pesca. Também estabeleceu contacto com as comunidades portuguesas emigrantes, espalhadas pelos vários continentes, sobretudo as de origem açoriana. Visitou clubes, escolas e universidades onde proferiu palestras e conferências divulgando os Açores.

Depois de atravessar o grande Pacífico, a 11 de Agosto de 2008, o “Hemingway” largou ferro em frente à praia de Dili, tornando-se Genuíno no primeiro português navegando em solitário a escalar Timor Independente.

Foi um embaixador da açorianidade no mundo.

Atravessou o Oceano Índico, desta vez sem qualquer infortúnio, transpôs o Cabo da Boa Esperança e, de novo, no Oceano Atlântico, empreendeu a última etapa da viagem, o regresso a casa.

Numa viagem desta dimensão, onde percorreu 34 mil milhas náuticas, acontecem sempre momentos agradáveis e memoráveis bem como situações de maior aflição e perigo, não menos memoráveis. Foi precisamente uma destas ocorrências que surpreendeu Genuíno Madruga na noite de 10 de Maio de 2009. Uma inesperada perturbação meteorológica local, súbita e violenta, deixou o “Hemingway” sem mastro a 1960 milhas a Sudoeste dos Açores.

Genuíno não desistiu e numa demonstração de tenacidade, perseverança, e de bom marinheiro, manteve o rumo. Com a retranca do seu mastro montou uma armação de fortuna, onde envergou uma pequena vela com que percorreu as últimas milhas.

Já com a Ilha do Pico à vista, foi escoltado por um Navio da Armada Portuguesa e por inúmeras embarcações locais, que dessa forma saudaram um feito inédito em Portugal. Aportou nas Lajes do Pico, no dia 6 de Junho, 21 meses e 12 dias depois da partida, onde foi entusiasticamente recebido por milhares de cidadãos, bem como pelas autoridades locais que o aguardavam no cais.

Assim, só temos que genuinamente congratular Genuíno pelo feito inédito e histórico da vela nacional. É um exemplo para todos e, sobretudo, para os mais jovens, de como, com trabalho, abnegação, esforço e perseverança, é possível concretizar os sonhos. ”

NOTA FINAL – Tive o privilégio, durante o tempo em que passei pela cidade da Horta, em conhecer Genuíno Madruga, um homem simples e que sempre revelou total aproximação com os jornalistas quando, por norma, o procuravam no Clube Naval da Horta.
Acresce que Genuíno passou por este Brasil onde me encontro. Na impossibilidade de aportar em Fernando de Noronha, por considerar elevada a taxa pedida para encostar a embarcação, rumou depois para São Luís do Maranhão.

Genuíno Madruga - Site Oficial
Genuíno Madruga - Facebook

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil