ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

3/01/2011

Na contagem decrescente




Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@hotmail.com
Portal Splish Splash

Não sou, nunca fui, um carnavalesco por excelência, mas, desde que vim para o Brasil agucei o apetite nesse sentido. E é natural em Terras de Vera Cruz. De sexta a quarta-feira, o país pára. Digamos que o Rei Momo é vivido com grande intensidade. Grandes vultos da música, do teatro, do futebol e por aí fora, desfilam em escolas e/ou em blocos. Na Marquês de Sapucaí é vê-los desfilar com aquela contagiante alegria peculiar dos brasileiros. Disso não há a menor dúvida. Até os estrangeiros que demandam o Brasil nesta quadra do Rei Momo ficam contagiados por esta grande cultura popular. Para além disso, há aqueles “mirones” – afinal, um pouco de tudo no Carnaval – que ficam de “olhos em bico” com as meninas – morenas, loiras, etc., etc – que entram em cena quase peladinhas. Os tais corpos esbeltos que vão rebolando ao som do samba. Na verdade, é prazeroso assistir, durante uma noite inteira, aos desfiles das escolas de samba, sempre trazendo para Sapucaí grandes novidades em termos de enredo. Óbvio que os corpos esbeltos das mulheres nunca faltam. E que dirão as mulheres dos corpos esbeltos dos homens? Até hoje, mulher alguma me falou sobre isso. Contudo, acredito que elas também apreciam os corpos dos homens, inclusive aqueles mais anafados. É que ouvi dizer que a mulher brasileira gosta de homem gordinho. Será mesmo?


Estamos na contagem decrescente – para os brasileiros diz-se regressiva – e, a cada dia que passa, aumenta a expectativa, a ansiedade de quem desfila, enfim, tudo se encaminha para a folia do maior Carnaval do mundo.

Nesta edição de 2011, a particularidade, conforme é sabido, da Escola de Samba Beija-Flor trazer a público os 50 anos de carreira do King Roberto Carlos, que, logicamente, estará em Sapucaí e, daí, transformar-se, pela sua enorme popularidade, na grande figura do Carnaval de 2011 na Marquês de Sapucaí. Naturalmente que, neste ritual, a Escola Beija-Flor abarcará outros nomes sonantes da música, para apenas falarmos destes.

Resumindo e concluindo: vamos ter festa rija na Marquês de Sapucaí com alegria transbordante. E quando o King passar vai ser um autêntico delírio. E se a Beija-Flor vencer o concurso, no sábado seguinte, no desfile das escolas campeãs, vamos ter mesmo festa de arromba entre os milhares de prosélitos da popular escola de Nilópolis.


Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil