ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

3/12/2011

Açores – Nove Ilhas Maravilhosas




Por: Sacha
Portal Splish Splash



Olá, Amiguinhos!

Desculpem ter estado afastada tanto tempo do nosso Splish Splash, mas acontece que estive sem computador durante vários dias e só hoje é que finalmente veio o técnico a casa resolver o problema.


Justificar completamente
Enquanto isso, imaginem o que se meteu na minha cabeça – que havia de aprender a tocar castanholas. Tinham-me dito que era muito difícil, que era preciso ter-se muita agilidade de mãos e de dedos, mas eu pensei cá pros meus botões que se outros tocavam castanholas eu também poderia tocar, ou, pelo menos experimentar. E foi o que eu fiz. Primeiro pesquisei sobre a história das castanholas e sua origens, descobrindo que o seu nome deriva do formato que lembra uma castanha. Foram criadas há três milénios pelos fenícios que as introduziram no Mediterrâneo através do comércio marítimo desenvolvido por esse povo. As castanholas são um instrumento de percussão muito popular em Espanha, em Portugal e em alguns países hispano-americanos.

E por esta altura vocês devem estar se interrogando: e o que tem as castanholas com o título desta matéria? E eu respondo: tenham calma e leiam o resto. Pôxa, vocês estão com uma pressa…


É que aqui a vossa Sachazinha ensaiou os seus primeiros toques de castanholas e ficou tão entusiasmada que se lembrou de um vídeo sobre o arquipélago dos Açores postado no Splish Splash em honra do nosso amigo Carlos Alberto Alves, açoriano da Ilha Terceira, vivendo no Brasil há cerca de 7 anos.


E o que foi que a Sacha fez, perguntarão vocês. E eu respondo: como a música do vídeo é bastante ritmada, fazendo lembrar os viras do Minho, região do norte de Portugal onde as castanholas são mais populares, pensei que à música só faltava um instrumento. Adivinhem qual. Claro, que as castanholas. E foi o que eu fiz. Produzi um vídeo que dedico aos Açores e a todos os açorianos aqui e além fronteiras, utilizando a mesma música, porém, com a inclusão das castanholas. Espero que eu não tenha estragado muito a música e, se estraguei, conto com a vossa compreensão. Vejam e ouçam o vídeo e depois digam alguma coisinha, tá? Entretanto eu vou coniuar a ensaiar para, quem sabe, tocar castanholas numa musiquinha do Roberto Carlos. O patrãozinho do Splish Splash na certa que iria gostar.


E vocês?


Beijinhos para todos!
 

Sacha

Açores - Nove Ilhas Maravilhosas


6 comentários:

  1. Minha Amiguinha Sacha!

    Eu não acredito!

    Há mais ou menos uns 3 a 4 dias que pensei em vc, sá!

    Onde será que ela está? O que será que aconteceu que ela veio e sumiu?

    Vc não pode sumir não, viu? Vc é uma graçinha de pess.., digo, de cachorrinha, eheheh!!!!

    Fôrça de expressão, viu?

    Olha! Que legal esta sua matéria! Podes crer que enriqueci-me por demais.

    Que berço de civilizações é este Mediterrâneo, héin Sacha? Mas, o homem sempre foi nômade por natureza, né? Quanto comércio não aconteceu ali, na época do mercantilismo!

    Quanto aos treinos com as ditas castanholas, estou torcendo pra que vc consiga, viu?

    Nossa! O vídeo então, nem se fala! Ficou maravilhoso. Que lindas são estas Ilhas! Como é bela a Natureza!

    Pergunto: Quem está cantando? O Roberto Leal?

    Um grandioso abraço!

    ResponderEliminar
  2. Oi, Bottary, que bom que cê gostou. Tô até imaginando você também transando uma de castanholas, rsrsrsrs
    Quanto ao cantor, não é o Roberto Leal. Cê nem imagina o quanto eu procurei pra saber o título da música, a letra, autor e cantor, mas tudo em vão. Por isso, eu própria tive que escrever a letra ouvindo o cantor. Pode ser que algum portuga saiba e deixe aqui essa informação.

    Beijinhos

    Sacha

    Estava agora me lembrando que se você também aprendesse a tocar castanholas a gente podia até tocar em dueto. Era bem bacana, viu?!

    Outro beijinho pra você.

    ResponderEliminar
  3. Apesar de estar meio de lado pelo facto de ter apanhado uma forte gripe, tenho a informar que o cantor é Jorge Ferreira, nascido na ilha de São Miguel, e que mais tarde emigrou para os Estados Unidos (Fall River) onde se encontra. É dos artistas portugueses daquela zona que mais discos vendeu - agora diz-se CD's.
    Tenciono, brevemente, apresentar um trabalho sobre o Jorginho.
    Um abraço
    Carlos Alves

    ResponderEliminar
  4. Oi, seu Carlos Alberto!
    Brigado por sua mensagem. Fui pesquisar na net sobre Jorge Ferreira e fiquei espantada com seu site bem bacana que tem até as letras de suas músicas, porém, a do vídeo que eu coloquei neste post não consta.
    Dei também uma olhada no Youtube e nem imagina quantos vídeos tem dele. Tem até um vídeo em que ele canta uma desgarrada com o Jack Sebastião. Bem legal.
    Tem outra coisa que vi. O Jorge Ferreira canta muitas músicas minhotas e num dos vídeos ele até diz que se não fosse açoriano queria ser minhoto. rsrsrsr
    Espero que você recupere rapidamente dessa gripe pois tá fazendo falgta aqui no Splish Splash, viu?!

    Beijinhos

    Sacha

    ResponderEliminar
  5. Olá Sacha!

    Esta é a primeira vez que estou escrevendo para você, já senti que tu és muito parecida com o patrãozinho, cheia de invenções estranbólicas, de fricotes.

    Essa de aprender a tocar castanholas, foi do carago mesmo e bem que você Sacha foi habilidosa na arte das castanholas. Parabéns pelo show que destes com as castanholas homenageando os açorianos com essa música linda e deu pra ouvir nitidamente o som das castanholas.

    Parabéns Sacha, ficou muito fixe.

    Sabe o que é castanhola aqui no Nordeste do Brasil? É uma árvore alta de tronco espesso, com folhas esparsas e grandes. Em certas épocas do ano cai toda sua folhagem e revigorando-se depois com uma belesza estontonteante de um verde encantador. Plantam-se para dar sombra.

    Gostei do post viu sacha! Acho que aprendeste comigo e eu contigo. Depois tu convida o patrãozinho para ensairem alguma canção do Roberto ao rítmo das castanholas e apresenter aqui em vídeo, pra todos conhecerem direito os seus dotes artísticos.

    Que tal? Ehehehehe

    Beijinhos pra você viu Sacha querida!

    Mazé Silva

    ResponderEliminar
  6. Oi, minha amiguinha Mazé!
    Que bom que cê gostou de ouvir eu tocando castanholas. Muito obrigado pelos parabéns. Cê disse que ficou fixe e eu como nunca tinha ouvido essa expressão, logo imaginei ser mais uma expressão portuga que cê, Gutinha e seu Bottary botam aqui no Splish Splash pro patrãozinho. Então aí eu me lembrei e fui consultar o Dicionário de Termos e Expressões portugas que tá aqui no Splish Splash e fiquei sabendo que fixe é o mesmo que legal. rsrsrsrs
    Brigado por ter me explicado que castanhola é uma árvore do Nordeste de nosso Brasil. Támos sempre aprendendo, né?!
    Cê falou em eu convidar nosso patrãozinho pra tocar castanholas comigo numa musiquinha de nosso Roberto e isso eu já tinha pensado, viu? Só que não sei qual a música certa que dê pra ritmo de castanholas. Cê sabe, Mazezinha? Se souber me diga, tá? Eu me lembrei de Cavalgada pois sei que nosso patrãozinho gosta mas não dá. Cê já imaginou a percussão das castanholas na música Cavalgada? Na certa iria apagar o amor idílico dos dois amantes. Rsrsrsr Temos que pensar noutra musiquinha mais ritmada, né? Fico esperando sua mensagem, viu? Muitos beijinhos pra você.
    Sacha

    ResponderEliminar

MÚSICA LUSÓFONA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil