"Samba da Feira" realiza concurso de novos talentos do samba “A VOZ DA FEIRA”, no Engenho de Dentro

Foto: Léo Neves

Samba da Feira realiza concurso de novos talentos do samba
Inscrições acontecem de graça neste sábado, dia 28

Evento, gratuito, contará com as apresentações dos grupos Bororó e Swing & Simpatia


Tem novidade no Samba da Feira! A roda de samba que conquistou o público da zona norte e ganhou o respeito dos artistas inovou e vai dar oportunidade para novos talentos do samba com o grande concurso musical “A VOZ DA FEIRA”. Quer participar? Então, se adianta! As inscrições serão apenas neste sábado, dia 28 de julho, nos Armazéns do Engenhão, localizados na área externa do Estádio Nilton Santos, no Engenho de Dentro, das 16h às 18h. A competição começa no dia 04 de agosto. Paralelo, acontece a roda de samba das 15h às 23h, com os grupos Swing & Simpatia e Bororó, anfitrião dos eventos.

O Samba da Feira é ambiente respeitado por onde já passaram Xande de Pilares, Fundo de Quintal, Reinaldo, Noca da Portela, Leandro Sapucahy, Revelação, Arlindinho, Marquynhos Sensação, Diogo Nogueira, Mumuzinho, Mart’nália, Leci Brandão e Clareou.

Agora chegou a vez de dar chance para quem deseja trilhar os rumos do sucesso. Erga a cabeça, mete o pé e vai na fé, sua hora vai chegar! Serão 25 selecionados entre cantores e cantoras. O concurso “A Voz da Feira” começa com a fase eliminatória que acontecerá durante cinco sábados. A cada sábado, cinco participantes terão oito minutos se apresentar; três serão eliminados e dois seguirão na competição. Na última edição das eliminatórias, os dez participantes que ficaram no concurso farão novas apresentações em outros dois sábados. Desse total, seis irão para a semifinal e apenas três para a grande final. A seleção será feita pelos organizadores do evento, convidados especiais e pelo público. O primeiro colocado receberá premiação de R$ 2 mil; o segundo, R$ 1mil e o terceiro lugar, R$ 500,00.

“A ideia nasceu há um tempo, mas ganhou força quando vimos o The Voice. Achamos legar dar uma força para os sambistas que buscam espaço para mostrar talento”, explica Mario Castilho, um dos fundadores do Samba da Feira.

Diversão de graça no subúrbio
 

A roda de samba começou de forma despretensiosa em 2016, quando amigos criaram o grupo “Bororó Produções” no aplicativo de mensagens WhatsApp. A ideia era fazer reuniões para “resenhas” em torno do samba, cerveja e alegria. O ponto de encontro? Rua Teresa Cavalcante, em Piedade, quintal da casa de Mario Castilho, que preparava camarões para petisco.

De mensagem em mensagem, de compartilhamento em compartilhamento, o “bororó” sobre o samba que rolava na rua da feira livre se espalhou, atraiu uma quantidade enorme de pessoas e precisou mudar de endereço: o “Samba da Feira com o Grupo Boboró” foi se abrigar nos Armazéns do Engenhão onde virou diversão de graça para amigos e famílias inteiras. Vão crianças, jovens, adultos e idosos.

Ao longo de quase dois anos, mais de 30 mil pessoas já curtiram o Samba da Feira, que recebe mais de 500 pessoas a cada edição. E todo esse sucesso acontece sem patrocínio! Só mesmo com o suor e a criatividade de Mario Castilho, Diogo Viana, Eduardo Zebral, Marco Veiga e Rodrigo Guedes, amigos e sócios na empreitada – profissionais de diversas profissões: de administrador de empresa a servidor público e autônomo.

O que era apenas um sambinha caiu nas graças da comunidade, atraiu olhares da imprensa, dos bambas e movimenta a economia da região dando oportunidade de trabalho e negócios comerciantes, food trucks, músicos, equipe de bar, seguranças, empresas terceirizadas dos mais diversos setores de festas e eventos.

“Quando começamos colocamos um barril de chopp e deixamos o portão da garagem aberto. Foi no dia 14 de maio de 2016. Ao longo das semanas tivemos que providenciar mais barris, espaço para os barraqueiros e para a galera que só aumentava. O samba ia das 10h às 16h e lotava! No dia 3 de dezembro de 2016, migramos para nossa nova casa nos Armazens do Engenhão, mantendo nossas premissas e filosofias. Conseguimos maximizar nosso público e alavancar nosso plantel de convidados”, recorda Castilho. E conclui: “Enquanto o samba for capaz de curar almas feridas, revigorar estruturas, reacender luzes, reencontrar caminhos e transcender prazeres, não mediremos esforços em persistir e preservar com nossos ideais”.

SERVIÇO:
Samba da Feira. Armazéns do Engenhão - área externa do Estádio Nilton Santos (R. José dos Reis, 425 - Engenho de Dentro). 
Todos os sábados. 
De GRAÇA - Roda de Samba, das 15h às 23h. 
Inscrições para o concurso “A Voz da Feira”: 28 de julho, das 16h às 18h. Atrações (28/07): grupos Bororó e Swing & Simpatia. Grátis.

Como ir: Ônibus, Trem - SuperVia, Uber, Taxi, Bike ou à pé.
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário