Raul Seixas: Metrô Linha 743 ganha reedição de luxo em vinil


Nova versão do LP conta com faixa bônus, encartes e um livreto de 28 páginas.

Os selos independentes Record Collector Brasil & 180 Selo Fonográfico estão relançando Metrô Linha 743 (1984), um dos títulos mais clássicos da discografia de Raul Seixas. A nova versão do álbum chega em uma luxuosa versão expandida em vinil de 180 gramas, com encartes e uma faixa bônus.

A música “Anarkilópolis”, gravada durante as sessões de 1984, permaneceu por anos nos arquivos da gravadora. Em 2003, foi resgatada e lançada em CD, mas somente agora chega no formato analógico. Outra novidade da reedição é a capa dupla (gatefold), com uma fotografia inédita do roqueiro feita por Felipe Taborda. O encarte original, com todas as letras e ficha técnica completa, é reproduzido fielmente. O novo LP conta também com o release enviado para a imprensa em 1984.


Um dos principais destaques da nova versão de Metrô Linha 743 é um livreto de 28 páginas. A publicação, repleta de depoimentos, revela os bastidores do disco e é ilustrada com mais de 50 imagens inéditas. A pesquisa consumiu meses de trabalho dos realizadores. Segundo Fred Cesquim, do selo Record Collector Brasil, a intenção nunca foi reembalar um produto já existente, mas sim expandir a obra do artista. Rodrigo de Andrade, do 180 Selo Fonográfico, afirma que na era do streaming, a sonoridade e os suportes físicos da reedição fazem da audição do vinil uma experiência única.

Da discografia de Raul Seixas na década de 1980, Metrô Linha 743 talvez seja o título mais emblemático. Lançado pela Som Livre em 1984, para muitos é o último grande álbum da carreira do roqueiro baiano. É um trabalho conceitual. Raul tinha uma proposta bem definida para a sonoridade, para as letras e até para a identidade visual: um disco em preto e branco, cru, despojado de superproduções.

O lançamento acontece no dia 28 de junho, data em que o artista completaria 73 anos de idade. Coincidentemente, no dia seguinte, 29 de junho, o disco completa 34 anos de lançamento.

A venda da versão expandida de Metrô Linha 743 acontece exclusivamente pelos sites dos selos que realizam o lançamento.

180 Selo Fonográfico: https://selo180.com
Record Collector Brasil: http://recordcollector.com.br


Apresentação:

O texto abaixo é a introdução presente na folha de rosto do livreto que está encartado na edição expandida de Metrô Linha 743. Nele, os realizados Rodrigo de Andrade e Fred Cesquim apresentam o projeto e detalham o lançamento. Confira:

Mais uma vez o 180 Selo Fonográfico & Record Collector Brasil promovem um lançamento de Raul Seixas em vinil. Agora, trata-se de um disco de estúdio oficial da carreira do artista.

Ao se olhar para obra fonográfica de Raulzito, algo que chama a atenção é que ela foi produzida num período de apenas 21 anos. Um verdadeiro surto criativo registrado entre os 23 e os 44 anos de idade. O álbum que você tem em mãos apresenta um recorte específico na trajetória do artista: o ano de 1984.

Destaque-se o fato de que nossa intenção nunca foi simplesmente reembalar um produto já existente para entregar ao público. Sempre pensamos em expandir a obra do artista, dando aos discos um tratamento digno, semelhante ao que se observa em reedições realizadas no exterior. Para isso, no caso de Metrô Linha 743, entendemos que era necessário acrescentar algo substancial. Assim, licenciamos e incluímos no LP a faixa “Anarkilópolis (Cowboy Fora da Lei Nº 2)”, cuja a gravação original aconteceu durante as sessões desse álbum. É a primeira vez que essa música é lançada em vinil.

Também nos dedicamos a uma longa pesquisa para localizar fotos e fatos inéditos, que permitissem aos fãs realizarem uma verdadeira imersão no conteúdo do disco. Assim, desenvolvemos um relançamento que, além do encarte original, traz uma capa dupla com foto inédita, um segundo encarte com o release original do LP e este livreto, contendo uma narrativa cheia de depoimentos e de novas informações sobre o álbum. Para sua elaboração, foi fundamental a participação dos principais envolvidos na produção do disco. Entrevistamos o guitarrista Rick Ferreira, o baixista Paulo César Barros, o baterista Ivan Miguel Conti Maranhão, o capista Felipe Taborda, o produtor Alexandre Agra, a parceira Kika Seixas e o braço-direito Sylvio Passos. Todos foram muito gentis e atenciosos, colaborando para o relançamento.

Para preparar o áudio escalamos o engenheiro de som Arthur Joly. Ele foi o responsável pela remasterização e o corte do acetato. A fabricação foi feita na Polysom, que prensou este formidável LP em 180 gramas.

Enquanto as novas tecnologias apostam no imediatismo do streaming, nós acreditamos com todas as forças na realidade da música sendo reproduzida por um meio físico: a agulha arranhando o sulco do vinil. Para tornar essa experiência ainda mais incrível, estamos oferecendo uma série de suportes físicos palpáveis para acompanhar a audição. Tudo está sendo pensado, portanto, para que você possa embarcar no Metrô Linha 743 e contemplar a paisagem de uma maneira nunca antes feita.

Este é um relançamento produzido por fãs e para fãs. Cuidamos dos mínimos detalhes para honrar a memória de Raul Santos Seixas. Então, não perca tempo. Espete a agulha na bolacha, e boa viagem. O trem está prestes a partir.

- 180 Selo Fonográfico & Record Collector Brasil
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário