Raquel Reis lança clipe para "Sorte" protagonizado por atriz mirim

Raquel Reis - clipe Sorte por Taís Cardoso

Saindo da escuridão para a iluminação, Raquel Reis lança clipe para o single “Sorte”, canção presente em seu álbum de estreia, “Quitinete”. Dirigido por Breno Galtier e Dario Pato, o vídeo mostra a menina Manu em seu pequeno quarto, retratando todo o imaginário e leveza que uma criança pode criar. Do outro lado, a cantora também se identifica com a inocência da atriz, mostrando que sorte também é ser feliz.

“No clipe temos dois espaços-mundos, o espaço Quitinete, que é retratado no quarto da criança, e o espaço Sonho, que é retratado no ambiente lúdico da floresta. E a narrativa se dá focando nos movimentos leves e naturais da criança, improvisados pela própria Manu, trazendo a leveza do que é a sorte pra uma criança. Porque a sorte pra uma criança pode estar no seu amigo imaginário, no seu urso de estimação, nas coisas mais simples e abstratas, e isso é lindo!”, emociona-se Raquel Reis.


Raquel Reis - clipe Sorte por Taís Cardoso 
 
Como se fosse escrito pelo destino, a atriz mirim, Manu, já tinha vontade de atuar e o clipe foi o seu primeiro trabalho com a câmera. Encontrada no Instagram pela própria cantora, a criança é afilhada de Thaís Mallon, fotógrafa amiga de Raquel, e representa a expectativa da artista neste novo ciclo:

“A princípio eu realmente queria uma criança especial, mas deixei aparecer a criança para esse papel que conseguisse trazer a verdade para mim, por seu meu novo começo em 2018. E pela coincidência (ou destino), encontrei a Manu, que se tornou a minha menina de Sorte”, relembra Raquel.

De estética leve, com cores claras, o clipe surge para subverter a ideia de canções intensas e soturnas. O single “Sorte” marca uma nova parte do projeto “Quitinete”, que também fala de amor, carinho, de sonhos, do que é leve e bonito. A canção é uma das mais alegres do disco e consta como favorita entre os fãs, sendo a escolha natural para representar essa nova fase de Raquel Reis.


Raquel Reis - One Take Por Breno Galtier.

Esse mundo de sorte retratado na canção existe no lado mais leve dos relacionamentos contados em “Quitinete”. A música traduz o sentimento de pertencimento, de encontrar alguém que se torna a “sua sorte”, tanto na leveza quanto na aflição.

“A música também demonstra o momento de medo e caos, porque há um peso em dizer pra alguém que a pessoa é sua sorte, e é claro que nós desejamos que aquilo seja recíproco. O trecho ‘No teu silêncio eu escuto o infinito’ é da poesia do João Pedro Doederlein, o @akapoeta. Esse peso é traduzido, mas no fim há o encontro e a certeza que aquele sentimento é verdadeiro É disso que o ‘Quitinete’ e ‘Sorte’ querem falar: verdade. Sobre o sentir. Que pode muitas vezes doer, mas que pode muitas vezes nos curar e nos fazer sentirmos vivos”, finaliza Raquel Reis.


Raquel-Reis_Por Breno Galtier

A ficha técnica do clipe traz direção e direção de fotografia de Breno Galtier e Dario Pato, que também participou no roteiro e edição. Já a finalização e colorização ficou por conta de Breno Galtier. A direção de arte é da Raquel Reis, enquanto os stills são de Taís Cardoso. Participaram da produção do clipe Lorena Leonel, Lucas Maranhão, Pedro Ganem, Raquel Reis e Taís Cardoso. O single “Sorte” foi produzido por Adriano Pasqua junto de Fernando Vaz, enquanto a mixagem e masterização são de Kelton Gomes.

Ouça “Quitinete”:
Spotify: http://bit.ly/QuitineteSpotify
Deezer: http://bit.ly/QuitineteDeezer
Apple Music: http://bit.ly/QuitineteAppleMusic
Google Play: http://bit.ly/QuitineteGPlay
YouTube: http://bit.ly/QuitineteVisualettes

 
Raquel Reis - Sorte (Clipe Oficial)
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário