TV Brasil estreia nesta quinta (12/4) série documental "Brasil Migrante"

Brasil Migrante-Identidade Visual

Imaginário dos migrantes

Série independente reflete sobre as mudanças na vida de quem sai do campo para a cidade

O imaginário das pessoas que rompem com a vida rural e mudam-se para as metrópoles é o mote para a série documental Brasil Migrante que estreia nesta quinta-feira, 12 de abril, às 6h, na faixa Olhar Nacional da TV Brasil.

Em 13 episódios de 52 minutos, a produção independente apresenta um novo enfoque para o clássico problema das migrações e do inchamento das periferias das grandes cidades do país. Cada edição investiga uma dimensão humana fundamental, pouco destacada em documentários de televisão: o imaginário.

A série analisa esse processo de adaptação, muitas vezes traumático, que permeia aspectos da vida profissional, econômica e também psicológica, emocional e existencial. Apesar de estar em uma nova realidade, o imaginário desses migrantes continua vinculado ao passado. O dezenraizamento é o conceito que une os documentários.

Brasil Migrante-Eliana Sousa Silva-BP

Em cada episódio, o programa acompanha um personagem do Brasil rural que migrou para espaços urbanos entre as décadas de 1950 e 1980. São homens e mulheres da Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Maranhão, Piauí, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. A produção revela o pensamento desses migrantes imerso em recordações, símbolos e arquétipos.

A ideia é investigar essas raízes profundas que ainda se encontram lá, na roça, no cerrado, na floresta, na beira do rio ou em qualquer outro lugar distante, deixado para trás e para sempre, com seus mitos, festas, tabus e tradições culturais.

Brasil Migrante-Eliana Sousa Silva-BP

Produzida pela Gaya Filmes, a série finalizada no ano passado tem direção do cineasta Renato Barbieri que já dirigiu filmes como a cinebiografia "Cora Coralina – Todas as Vidas" (2017), com narração de Walderez de Barros, Tereza Seiblitz, Zezé Motta e Beth Goulart, e o drama "As Vidas de Maria" (2005), estrelado por Ingra Liberato e Stephany Brito.

Além dos episódios semanais inéditos, a produção documental Brasil Migrantes também vai ao ar em horário alternativo na TV Brasil nas madrugadas de domingo para segunda-feira, às 2h.

Episódio de estreia


Brasil Migrante-Geraldo Moreira Prado-BA


Um dos personagens da série é Geraldo Moreira Prado que migrou para São Paulo aos 18 anos em 1957. Depois de seis décadas, ele construiu uma biblioteca com 120 mil livros em sua terra natal no sertão da Bahia.

"Os nordestinos que iam para São Paulo eram todos do meio rural, do campo, fugindo da seca, jovens procurando trabalho. Nós íamos trabalhar em serviços básicos", recorda o baiano, protagonista do primeiro episódio da série Brasil Migrante.


Brasil Migrante-Geraldo Moreira Prado-BA

Natural do povoado de São José do Paiaiá, no município de Nova Soure, Geraldo tinha apenas o primário quando chegou à cidade mais populosa do país. Hoje, é Mestre em Desenvolvimento Agrário.

Brasil Migrante-Geraldo Moreira Prado-BA

Como legado, criou em seu povoado a maior biblioteca em área rural do mundo. Além do acervo de milhares de livros, o espaço conta ainda como 10 mil periódicos, 1800 DVDs (filmes e documentários) e 2000 CDs de músicas.

Destaque para o conteúdo independente nacional na programação

Maior exibido de conteúdo independente nacional entre os canais abertos, a TV Brasil valoriza a produção dessa natureza. A série Brasil Migrante é um dos produtos audiovisuais independentes que foram selecionadas pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Audiovisual (Prodav/TVs Públicas).

De acordo com o Informe de Acompanhamento do Mercado de TV Aberta, estudo divulgado em agosto pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), a TV Brasil é o canal que mais exibe conteúdo independente nacional. Só em 2016, a emissora pública levou ao ar mais de 1.162 horas de programação destinadas ao segmento.

SERVIÇO:
Brasil Migrante – quinta-feira (12), às 6h, na TV Brasil
Brasil Migrante – domingo (15) segunda-feira (16), às 2h, na TV Brasil
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário