Pesquisa inédita revela que 85% das brasileiras de 18 a 35 anos acreditam que o cabelo influencia na autoestima


Encomendado por Head&Shoulders, o estudo aponta que 61% das mulheres se preocupam muito com a saúde do cabelo, mas, em comparação com os cuidados com a pele facial, corporal e com o próprio cabelo, os cuidados com a raiz ficam em último lugar

São Paulo, 05 de abril de 2018 – Para as brasileiras, a aparência do cabelo tem um papel essencial na autoestima. Mas quantas delas sabem que o cuidado com o couro cabeludo tem relação direta com o crescimento de fios fortes e saudáveis? Para entender essas e outras questões que envolvem a autoestima da mulher, Head&Shoulders – a marca de shampoo mais vendida do mundo – encomendou uma pesquisa nacional que demonstra que, apesar de o couro cabeludo também ser pele, a maioria das mulheres não se preocupa tanto com ele como faz com a pele do rosto e do corpo.

“O segredo para conquistar um cabelo bonito, forte e saudável #TáNaRaiz e descobrimos, por meio da pesquisa, que poucas pessoas sabem disso. Queremos conscientizar as mulheres sobre a importância dos cuidados com o couro cabeludo, por isso desenvolvemos a campanha #ShampooSkincare”, diz Isabella Zakzuk, diretora de Marketing da marca.

O estudo foi desenvolvido com mais de 1.300 mulheres de 18 a 35 anos, das classes ABC, em oito diferentes cidades do Brasil – São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Recife e Manaus – e demonstrou que a relação da brasileira com o cabelo é muito forte e envolve questões de saúde e também emocionais. Para 85% das entrevistadas, o cabelo é um fator determinante na autoestima e, para 68% delas, é importante cuidar do cabelo primeiramente para que ele fique saudável e, em segundo lugar, para que ele fique bonito (66%). Com a pesquisa, ficou claro que a preocupação com o cabelo é comum a todo o País, mas Recife lidera esse ranking:

Ranking das cidades que consideram importante cuidar do cabelo

Recife - 77%    
Rio de Janeiro - 74%
Brasília - 69%
Manaus - 67%
São Paulo - 66%
Curitiba - 65%    
Porto Alegre - 63%    
Florianópolis - 54%

Apesar de a brasileira valorizar tanto a saúde do cabelo, os dados também comprovam que os cuidados com a pele do rosto e do corpo estão na lista de prioridades, o que comprova que as mulheres ainda não reconhecem a influência que os cuidados com o couro cabeludo, que também é pele, têm na aparência e na saúde dos fios, conforme o gráfico abaixo:

Consideram muito importante cuidar


Quando questionadas sobre quantos produtos são utilizados para cada região do corpo, as entrevistadas responderam que usam de 3 a 4 produtos de cuidado com a pele do rosto e a do corpo (média de 3,5 produtos entre as brasileiras), 4 produtos para cuidar do cabelo e apenas um produto para o cuidado com o couro cabeludo.

Oleosidade é o problema mais recorrente no País

Quando questionadas como classificam o tipo de cabelo, a maioria das mulheres (54%) afirma ter algum grau de oleosidade no cabelo: 18% dizem ter o cabelo oleoso, 4% muito oleoso e 32% com pontas secas e raiz oleosa; e concordam que a oleosidade é um problema que incomoda e merece cuidado especial. Mulheres da região Sul são as que mais disseram sofrer com esse tipo de problema: 65% em Curitiba, 62% em Florianópolis e 59% em Porto Alegre. A descamação e a coceira também são problemas que afetam as brasileiras.

Segundo a dermatologista Juliana Neiva, do Rio de Janeiro, passam diariamente por seu consultório mulheres que sofrem com cabelo oleoso ou pontas secas e raiz oleosa. “O couro cabeludo é apenas uma extensão da nossa pele e devemos ter cuidados específicos, assim como temos com o rosto e o corpo. Como apresentado na pesquisa, o problema da oleosidade afeta muitas mulheres e é causado pelo aumento da produção de sebo por glândulas do couro cabeludo, originado, principalmente, por estresse, genética, procedimento químico ou falta de cuidado”, explica a dermatologista.

De olho nesses dados e para atender à demanda específica das brasileiras, Head&Shoulders lançou a linha Remoção da Oleosidade e inovou mais uma vez com a tecnologia Dermasense. Inspirada em produtos para a pele, a tecnologia presente em todos os produtos da marca conta com micropartículas de minerais de zinco, que limpam, protegem e hidratam a raiz dos fios, criando uma base sólida para que o cabelo cresça com mais força e resistência.

A linha Remoção da Oleosidade oferece cuidado especial para a pele sensível da cabeça, em vez da ação apenas nos fios, e controle da oleosidade da raiz às pontas, para um cabelo cada vez mais bonito e hidratado.

Principais conclusões da pesquisa

Importância em cuidar/tratar do cabelo
61% das mulheres se preocupam muito com a saúde do cabelo e 86% consideram importante cuidar do couro cabelo.

Por que acham importante cuidar do cabelo
Para 85% das entrevistadas, o cabelo é um fator determinante na autoestima e, para 61% delas, é importante cuidar do cabelo primeiramente para que ele fique saudável e, em segundo lugar, para que ele fique bonito. 

Quantos produtos são usados para os cuidados do cabelo
54% das entrevistadas usam de 3 a 5 produtos de cuidado com a pele do rosto e a do corpo, em média 4 produtos para cuidar do cabelo e apenas um produto para o cuidado com o couro cabeludo.

Com que frequência cuidam/tratam do cabelo
40% das mulheres cuidam do cabelo de 2 a 3 vezes por semana; em Brasília, são 45%.

Quais produtos são usados para tratar do cabelo
- 81% das mulheres usam cremes hidratantes/máscara.
- 75% das mulheres usam shampoo específico para a condição do cabelo (coloração, químicas etc.).
- No uso de leave-in (creme para pentear), a média nacional é de 54%.
- 50% das mulheres entrevistadas usam shampoos de cuidados com o couro cabeludo. Manaus ganha destaque com 56%.

Quanto o cabelo influencia a autoestima
- 59% das entrevistadas concordam que o cabelo influencia totalmente na autoestima. Principalmente em Recife (69%) e no Rio de Janeiro (66%).
- 85% das brasileiras entre 18 e 35 anos acreditam que o cabelo influencia em algum nível na autoestima. Esse número sobe para 91% entre as mulheres de Curitiba.

Como classificam o cabelo
- 32% das respondentes avaliam seu cabelo como com pontas secas e raiz oleosa
- 18% das mulheres avaliam seu cabelo como oleoso.

O quanto a oleosidade do cabelo incomoda
Das mulheres que classificam o cabelo como oleoso, muito oleoso ou com pontas secas e raiz oleosa, 52% falaram que a oleosidade incomoda e gostariam que seu cabelo fosse menos oleoso. Destaque para Manaus (66%) e Porto Alegre (60%).

Depois de fazer um procedimento químico, quais sintomas já notaram
Dentre as que já tinham feito algum tipo de procedimento químico, 59% das mulheres já tiveram descamação ou “casquinhas” e 39% das mulheres sentiram aumento de oleosidade na raiz ou nos fios.

Deixariam de fazer algum tratamento ou química no cabelo por receio de causar alguma reação no cabelo/couro cabeludo
80% das mulheres disseram que sim.

Importância em cuidar/tratar do couro cabeludo
86% das entrevistadas consideram importante cuidar do couro cabeludo.

Tipo de cuidado com o couro cabeludo
- 74% das entrevistadas massageiam o couro cabeludo quando lavam o cabelo. Em São Paulo, o número cresce para 79%.
- 48% das mulheres se preocupam com a temperatura da água quando lavam o cabelo. Florianópolis ganha destaque com 55% das mulheres.

Quantos produtos são usados para o cuidado com o couro cabeludo
- 52% das participantes usam apenas um produto para o cuidado com o couro cabeludo.
- 20% das mulheres não usam nenhum produto específico para o couro cabeludo.

Quais problemas já tiveram no couro cabeludo
- 53% das mulheres entrevistadas já sofreram com coceira.
- 52%, com oleosidade excessiva.
- 41% já tiveram descamação.
- Apenas 6% nunca teve nenhum problema no couro cabeludo.

O que motivou os problemas que tiveram no couro cabeludo
- Em 40% das mulheres, a oleosidade foi causada por shampoo e/ou condicionador.
- A maioria sofreu com descamação, coceira, ardência, ressecamento e alergia caudados por procedimentos químicos. 

Concordam com as frases
- 53% das entrevistadas concordam totalmente com a afirmação de que os problemas no couro cabeludo fazem os cabelos ficarem fracos e quebradiços. Em Recife, 68% das mulheres concordam com isso totalmente. 
- 66% das mulheres brasileiras concordam totalmente com a afirmação de que o couro cabeludo também é pele, enquanto em Curitiba são 75% e em Recife, 74%.

Comparando pele, cabelo e couro cabeludo, em que medida as mulheres se preocupam com a saúde do cabelo, da pele e do couro cabeludo 
- 61% das brasileiras se preocupam muito com a saúde do cabelo.
- 52% se preocupam muito com a saúde da pele.
- 37% se preocupam muito com o couro cabeludo.

Sobre a campanha #ShampooSkincare

A campanha #ShampooSkincare quer mostrar para as mulheres a importância do cuidado com o couro cabeludo e a raiz dos fios para manter o cabelo bonito, forte e saudável.

Metodologia da pesquisa

Encomendada por Head&Shoulders, a pesquisa foi conduzida pelo IBOPE Conecta, por meio de plataforma on-line no painel CONECTAí, e abrangeu o total de 1.302 mulheres das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Recife e Manaus, entre 18 e 35 anos, das classes ABC. O estudo foi colocado em prática entre 19 de abril e 5 de maio de 2017. SAC Procter & Gamble: 0800 701 5515 - www.facebook.com.br/hsbrasil - www.headandshoulders.com.br

Sobre Head&Shoulders

O shampoo mais vendido do mundo nos mais de 80 países em que está presente, Head&Shoulders chegou ao Brasil em 2010. Sempre preocupada em inovar e atender às necessidades de seus consumidores, a marca oferece um portfólio com mais de 15 itens, dividido pelas diferentes especificidades de cada couro cabeludo.

E, pensando que os cuidados com os fios começam na raiz, a marca apresentou a coleção para Remoção da Oleosidade, além de aperfeiçoar todas as linhas com a nova fórmula DermaSense, que alivia a coceira do couro cabeludo, hidratando as fibras para um cabelo surpreendente da raiz às pontas.

Sobre a Procter & Gamble

A P&G atende pessoas ao redor do mundo por meio de um dos portfólios mais fortes de marcas líderes, confiáveis e de qualidade, incluindo Always®, Ariel®, Downy®, Febreze®, Gillette®, Head & Shoulders®, Oral-B®, Pampers®, Pantene®, Tide® e Vick®. A comunidade da P&G opera em aproximadamente 70 países. Acesse www.pg.com para encontrar as notícias mais recentes e informações detalhadas sobre a P&G e suas marcas.
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário