Nuno da Camara Pereira no Coliseu de Lisboa dia 20 de Abril


Nuno da Camara Pereira sobe ao palco do Coliseu de Lisboa no próximo dia 20 de Abril, para apresentar o seu recente álbum “Belmonte, Emcantos mil” dedicado à epopeia trágico-marítima das descobertas e achamento do Brasil e comemorando a par, os seus quarenta anos de carreira após haver pisado o palco desta icónica casa em 1977.

Neste espectáculo não poderão faltar também todos os êxitos que marcam a carreira deste prestigiado artista.

A apresentação do concerto será feita por Júlio Isidro.

Músicos:
Nuno da Camara Pereira – voz
Custódio Castelo - Guitarra  
Fernado Silva - Guitarra  
Carlos Garcia - Viola
João Triska - Viola Caipira
Fernando Calado - Baixo  
Tiago Pereira - Percussão  
José Liaça - Teclas 

Convidados:

Maria João Quadros a voz mais castiça de Lisboa, senhora cuja presença aristocrática conseguiu fazer conciliar com o fado na geminação perfeita de sua própria vida, em cima da poesia e musicalidade próprias, que esta modulação popular apenas permite, aos que foram agraciados naturalmente com o prodigioso talento de uma só vez, imporem toda a força da palavra e música dos melhores poetas portugueses.

Artur Batalha nato de Alfama igualmente icónico, alicerçado no fado mais genuíno, representativo e genuinamente popular, representa o que de melhor e perfeito se encontra na emoção e textura dramatológica, guardada apenas àqueles que de uma forma ou de outra, souberam viver nas circunstancias da vida, a voz dos poetas por eles mesmos, se eternizando.

Mico da Camara Pereira-irmão e afilhado de Nuno, com quem se iniciou na música a quem acompanhou na sua primeira década de artista; cantautor e músico eclético tem vindo desde há 30 anos a impor-se no panorama musical espelhado por sua diversa discografia, havendo-se recentemente apresentado autonomamente com largo êxito no Casino Estoril .

Orquestra da Escola de música de Belmonte, orquestra sinfónica, que participou no tema principal que dá nome ao álbum e que através da sua erudição, alegria e juventude emprestarão ao Coliseu a principal razão porque Nuno soube atravessar o tempo, conseguindo por quatro décadas e 16 álbuns publicados, uma enorme diversidade musical, contemporânea e subversivamente antológica, na evolução contínua e cuidada sem ambiguidades ou extemporâneas razões, alicerce constante do Fado ,metrópole de toda pop-musica portuguesa

Assim estarão no palco do Coliseu a verdade, a tradição e o amanhã de nossos dias, sem duvida na direção do reencontro gestual que somente a arte e a música apenas permitem.


NUNO DA CAMARA PEREIRA
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário