Centro Mackenzie de Liberdade Econômica promove o primeiro Encontro de Segurança Alimentar da América do Sul


Evento discutirá o problema do intervencionismo estatal generalizado na região e a atual crise social e alimentar enfrentada pela Venezuela, o que tem levado a uma severa restrição das liberdades econômicas

O Centro Mackenzie de Liberdade Econômica promove no próximo dia 16 de abril, segunda-feira, a partir das 8h, no auditório da Escola Americana (Rua da Consolação, 930 – São Paulo), o primeiro Encontro de Segurança Alimentar da América do Sul, com o objetivo de discutir os problemas gerados pelo intervencionismo estatal em países da América do Sul e a redução de consumo nas sociedades capitalistas.

O debate terá como foco a crise social e humana da fome na Venezuela e contará com a participação (confirmadas) do presidente Confederação Nacional de Produtores Agropecuários da Venezuela, Aquilles Hopkins González; de Carlos Odoardo Albornoz, presidente da Federação Nacional de Pecuaristas da Venezuela; de Nilson Zambrano, professor da Fundácion Alberto Mariani e consultor de agronegócio; de João Martins da Silva Jr. presidente da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária; do presidente da Sociedade Rural Brasileira, Pedro de Camargo Neto; de Antônio Mello Alvarenga, presidente da Sociedade Nacional da Agricultura, e de Márcio Lopes de Freitas, presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras, que analisarão e farão propostas de ações e de apoio à segurança alimentar sul-americana.

Cenário
Os países sul-americanos como a Venezuela, que assim como o Brasil, não conseguiram crescer de forma consistente e estão presos no estatismo e na armadilha de renda média. Como pano de fundo teremos uma discussão pública da atual crise alimentar enfrentada pela Venezuela, com momentos de especial preocupação no setor da produção agrícola e pecuária devido ao fato de que, nos últimos anos, a produção de alimentos diminuiu por várias razões, entre as quais as decisões erradas do governo no âmbito de uma estratégia socioeconômica destinada a controlar todas as áreas da sociedade e, o que levou, a uma severa restrição das liberdades econômicas.

Os erros das políticas setoriais, sem a ajuda de análises sérias e consultas prévias, geraram um estado de insegurança, aumento excessivo nos custos de insumos (fertilizantes, herbicidas, máquinas, etc.) e desequilíbrios na cadeia alimentar, resultando em uma situação que levou a uma redução nos níveis de consumo da população e na diminuição do peso e altura de seus cidadãos, bem como de gerar menor acesso à alimentos e preços mais altos que restringem a compra desses produtos.

Para 2018, espera-se que a situação seja ainda mais dramática uma vez que, no segundo ciclo de plantação, concluído em novembro de 2017, apenas 30% da área utilizável foi plantada e as áreas de produção ilegalmente ocupada pelo Governo Nacional foram expropriadas de seus legítimos proprietários, além dos confiscos de produção.

O primeiro Encontro de Segurança Alimentar da América do Sul é gratuito e aberto ao público, tendo tradução simultânea. Para participar, basta realizar sua inscrição pelo link.

Serviço 
Encontro de Segurança Alimentar da América do Sul
Data: 16 de abril de 2018, às 8h
Local: Auditório da Escola Americana
Rua da Consolação, 930 – São Paulo
Gratuito e aberto ao público (tradução simultânea)
Para participar, basta realizar sua inscrição pelo link.

Sobre o Mackenzie
A Universidade Presbiteriana Mackenzie está entre as 100 melhores instituições de ensino da América Latina, segundo a pesquisa QS Quacquarelli Symonds University Rankings, uma organização internacional de pesquisa educacional, que avalia o desempenho de instituições de ensino médio, superior e pós-graduação.

Sobre o Centro Mackenzie de Liberdade Econômica
O Centro Mackenzie de Liberdade Econômica é um think-tank liberal acadêmico, único no Brasil baseado numa Universidade. É uma iniciativa do Instituto Presbiteriano Mackenzie (IPM) junto à Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), e faz parte da unidade “Centro de Ciências Sociais e Aplicadas” (antiga Faculdade de Ciências Econômicas, Contábeis e Administrativas). Tem como foco contribuir de forma sólida para o debate em torno do papel do mercado e das características e consequências dos diferentes tipos de intervenção e regulação, tendo como objeto as questões reais da economia brasileira e os entraves ao seu desenvolvimento.
Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário