MA8 divulga pesquisa inédita que mostra expectativas e conhecimento das pessoas sobre Inteligência Artificial e Novas Tecnologias


- 38% do universo pesquisado acredita que seus empregos não correm riscos com a chegada das novas tecnologias
- Apenas 25% confiam nas Criptomoedas
- 59% aceitariam viajar em um avião exclusivamente elétrico, desenvolvido pela EMBRAER
- Apenas 23% não aceitariam viajar de São Paulo para Curitiba em um carro autônomo, sem motorista, se o veículo fosse alemão

A MA8 Management Consulting, grupo de consultores especializados em gestão, planejamento estratégico e inteligência de mercado, acaba de divulgar uma pesquisa inédita sobre o conhecimento das pessoas acerca da inteligência artificial e o impacto das novas tecnologias em suas vidas. Durante um mês, 930 pessoas, 58% delas com idade acima de 40 anos e 99% com formação superior e inseridas na indústria, comércio e prestação de serviços em todo o País, participaram da pesquisa, que contou com a coordenação editorial do blog Pensamento Corporativo. A metodologia é exploratória com margem de erro de 3,2 pontos porcentuais e foi realizada durante o período de 29 de janeiro a 28 de fevereiro de 2018.

Com o objetivo de compreender a percepção deste universo quanto às tecnologias que já estão e estarão presentes em nosso dia a dia, as questões abordaram preferências de acesso às mídias sociais, o conhecimento sobre big data, assistentes virtuais, substituição de profissões e empregos pela inteligência artificial, criptomoedas, carros autônomos e até aviões elétricos.

Segundo o consultor e palestrante Orlando Merluzzi, CEO da MA8, a pesquisa mostrou que a maioria do universo pesquisado ainda não percebeu a velocidade das mudanças e a forma como realmente estão ocorrendo: “A pesquisa revelou que há uma grande expectativa para que as novas tecnologias tragam benefícios para a humanidade, em forma de cura de doenças, correção de problemas genéticos, recuperação de movimentos perdidos por traumas, máquinas comandadas por voz e etc, mas muitos ainda não adequaram sua noção de tempo à realidade dessa evolução e pudemos notar um desconhecimento das tecnologias que já estão presentes”.

Ser humano x Robôs

Ao serem perguntados se acreditam que um robô poderia substituir o ser humano na maioria das atividades profissionais, 69% das pessoas disseram que sim, acreditam. Ao serem pontuadas algumas das profissões mais tradicionais que poderiam ser substituídas pela Inteligência Artificial, apenas 7% disseram que não poderia substituir um médico no futuro, 14% disseram que não substituiria um professor e 18% disseram que não substituiria um advogado. 68% não acreditam que, no futuro, poderia haver a melhor amizade entre o ser humano e um robô ou inteligência artificial, mas 69% das pessoas estão familiarizadas, de certa forma, com assistentes virtuais.

Carros Autônomos

Merluzzi, que atua no setor automotivo há mais de 30 anos, diz que pode-se notar que ainda há algum ceticismo quanto aos carros autônomos chineses, porém essa percepção de confiança aumentou em relação à pesquisa divulgada em 2016 pela própria MA8. “Quando induzimos a pergunta, 24% dos respondentes disseram que viajariam de São Paulo para Curitiba em um carro chinês sem motorista e esse percentual aumenta para 47% se o carro autônomo fosse alemão. Isso demonstra um desconhecimento quanto ao atual estágio de evolução tecnológica dos veículos elétricos e autônomos chineses”, finaliza o consultor. A pesquisa também comparou a percepção de confiança quanto a viajar a bordo de um avião exclusivamente elétrico desenvolvido pela NASA, com um avião elétrico desenvolvido pela Embraer.

O resultado completo dessa pesquisa está disponível para download em PDF no site da MA8 (www.ma8consulting.com) ou no blog www.pensamentocorporativo.com  
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário