Lançamento Selvagem à Procura da Lei

Selvagens à Procura de Lei | foto: Dario Matos

Selvagens à Procura de Lei lança o single “Gostar só dela”, acompanhado de videoclipe 

“Gosta só dela” surge como um marco na carreira da banda ao apresentar um som diferente do que vem fazendo, ao mesmo tempo que une diversas referências dos três álbuns

São Paulo, março de 2018 - A banda Selvagens à Procura de Lei, uma das independentes que mais cresce no país – em 2017, foram mais de 100 shows da turnê “Praieiro” -, lança o single “Gostar só dela”, acompanhado de videoclipe, gravado em Buenos Aires. A novidade é um marco na carreira da banda, uma vez que representa um novo momento: encerra a história vivida com o lançamento do último álbum (“Praieiro”, já citado), e busca inovar em sonoridade.

Com produção de Yury Kalil, e referências de samba-rock, em junção com testes de sintetizadores e bateria eletrônica, a banda experimentou criar, dentro do rock indie, um som diferente de tudo o que fizeram até hoje, apesar de reunir aspectos dos três álbuns: o rock básico de “Aprendendo a Mentir”, o lado mais introspectivo do segundo álbum, homônimo, e o dançante de “Praieiro”.

O single foi composto por Gabriel Aragão e Rafael Martins, e a ideia inicial era um diálogo “dela falando para ele”. “Enquanto produzíamos, acabamos acrescentando mais estrofes e sinto que o sentido da música mudou. Com os novos versos, ‘ela’ ganhou um sentido maior do que um simples diálogo. Ficou mais abstrato e, para mim, é mais sobre os conselhos de vida dado a uma pessoa. Ficou mais místico mesmo”, comenta Gabriel.

Já o videoclipe, gravado em Buenos Aires – em primeira visita da banda à Argentina -, buscou uma imagem o mais diferente possível do trabalho anterior, para exemplificar visualmente a mudança. Rafael Carvalho (Estúdio Curva), produtor, optou por filmar em preto e branco, em contraste com as cores de “Praieiro”, e que se aproxima da era de ouro do rock indie, do começo dos anos 2000.

A banda, que nasceu em Fortaleza há oito anos, está confirmada no line-up do Lollapalooza 2018, onde tocam também The Killers, Pearl Jam e Red Hot Chili Peppers – trata-se da segunda apresentação da banda no festival, a primeira foi na edição do ano de 2014.

Ficha técnica do single “Gostar só dela”
Produção: Yury Kalil.

Ficha técnica do videoclipe “Gostar só dela”
Roteiro, direção e edição: Rafael Carvalho (estúdio curva)
Figurino: Press Pass
Produção: Multientretenimento

Sobre a Selvagens à Procura de Lei
A banda Selvagens à Procura de Lei foi formada em 2009 em Fortaleza, Ceará, e toca rock com bastante influência da música nacional dos anos 80, de bandas como Legião Urbana; e do rock indie dos anos 2000, como The Strokes e Arctic Monkeys.

Formada por Rafael Martins (vocal e guitarra), Gabriel Aragão (vocal, guitarra e teclado), Caio Evangelista (vocal e baixo) e Nicholas Magalhães (vocal e guitarra), a Selvagens lançou três EPs no início da carreira: “Talvez eu Seja Mesmo Calado, mas Eu sei Exatamente o que eu Quero”, de 2010; “Suas Mentiras Modernas”, também de 2010; e “Lado C”, de 2011. Depois dos EPs, investiu esforços para gravar álbuns de estúdio, e, até o momento, foram lançados três. O primeiro deles é “Aprendendo a Mentir”, de 2011; seguido pelo homônimo “Selvagens à Procura de Lei”, de 2013; e o mais recente “Praieiro”, de 2016.

O single “Tarde Livre”, pertencente ao último álbum, foi eleito como o melhor de 2016 pelos leitores da revista Rolling Stone Brasil. Em 2017 se dedicaram à turnê de “Praieiro”, e fizeram quase cem shows em todo o país, além do primeiro em Buenos Aires, na Argentina.

Está ainda confirmada no line-up do Lollapalooza Brasil 2018 – trata-se da segunda apresentação da banda neste que é um dos maiores festivais do país; a primeiro foi em 2014. 
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário