Exposição Bicudinho-do-brejo reúne obras de vários artistas que expressam em suas criações o amor pela natureza

Baía de Guaratuba - Ricardo Belmonte Lopes.
Por Emanuelle Spack

Uma reserva que tem a finalidade de preservar e conservar a natureza numa área em que existem muitas espécies raras da nossa fauna, e até ameaçadas de extinção, é a temática trabalhada na Exposição Coletiva Bicudinho-do-brejo que reúne obras de 76 artistas na Gelarteria – Gelato Café & Arte, em Guaratuba, entre os dias 10 de março e 14 de abril. A mostra apresenta trabalhos bem variados como dobraduras de papel, esculturas, pinturas, joias etc. Cada artista criou à sua maneira uma peça em homenagem ao Bicudinho-do-brejo e seu ambiente de vida.

De acordo com Cristina Yamada, curadora da exposição, a ideia dessa mostra surgiu para levantar uma questão importante: que as pessoas olhem e valorizem o ambiente ao redor delas, pois “o tema é apaixonante e precisamos olhar mais de perto e conhecer as belezas naturais do Paraná. Organizar esta exposição foi uma experiência muito gratificante. Conheci a Bianca Reinert e toda a equipe da Reserva Bicudinho-do-brejo, pessoas que dedicaram a vida à pesquisa e preservação da natureza”. Conta Cristina que ao conhecer a reserva se deparou com um ambiente lindo, sem igual. “Nunca tinha tido contato com uma área úmida e foi surpreendente. O 'brejo' tem uma vegetação muito rica, uma profusão de flores maravilhosas. As árvores parecem grandes Ikebanas na água”.

Bianca-Cristina-Désirée
 
Bióloga com mestrado em Conservação da Natureza pela UFPR e doutorado em Zoologia pela UNESP, Bianca Luiza Reinert, idealizadora da Reserva Bicudinho-do-brejo, descreveu espécies novas para a ciência e coordenou por mais de 20 anos estudos com os Bicudinhos-do-brejo. A cerâmica entrou na sua vida nos anos 80, mas foi apenas em 2016 que os trabalhos com argila tomaram espaço definitivo em sua vida. “O trabalho com cerâmica representa esperança, vida e energia. É uma paixão! Significa que podemos sempre superar as dificuldades”, conta Bianca. Segundo ela, Guaratuba é o local onde existe a maior população conhecida do Bicudinho-do-brejo, onde o ambiente está em melhor estado de conservação e é onde a maior parte dos estudos de história da vida desses passarinhos foram e são realizados até hoje. “A Gelarteria – Gelato Café & Arte sendo também um espaço cultural, foi o local perfeito para realização dessa parceria”.

Macho de Bicudinho-do-brejo - Ricardo Belmonte Lopes.
 
Fêmea de Bicudinho-do-brejo - Ricardo Belmonte Lopes.
  
O amor a essa ave tão simbólica, a dedicação extrema de anos em um magnífico trabalho e a paixão pela arte em cerâmica foram primordiais para Bianca superar um grave estado de saúde que a impossibilitou de andar nos brejos a procura dos Bicudinhos. Foi então que a bióloga colocou seu lado artista para trabalhar e começou a produzir colares. “Pensei: vou ficar aqui parada? Minha mente está ativa, é só o corpo que está pifando... então, como eu tinha essa ligação antiga com a cerâmica, tinha uma coleção enorme de colheres de cerâmica, difusores de óleos essenciais e sabia bem dos benefícios em usar esses óleos, comecei a estudar sobre psicoaromaterapia e decidi produzir meus próprios colares”, diz Bianca.

Esposição
 
A parceria do marido foi essencial para que o estímulo não parasse ali. “Meu marido Ricardo me observava com certa curiosidade enquanto eu transformava nosso pequeno apartamento em um ateliê de cerâmica. Um belo dia ele se aproximou e pediu um pouco de argila. Eu dei o equivalente a um grão de feijão e ele, ali em pé ao meu lado, modelou um lindo passarinho. Olhei apaixonada e disse: modela mais 20. Surgiu assim uma parceria perfeita!”, revela encantada Bianca.

Esposição

O estilo artístico desta exposição é totalmente eclético. “Temos obras de vários artistas diferentes, cada um com seu estilo de expressão, técnica e material diferente. É pura diversidade”, explica Cristina Yamada. Ao unir arte e conservação, informação e cultura, a curadora almeja que os visitantes desta exposição tomem conhecimento de um mundo lindo, delicado e pujante que existe aqui pertinho de nós. “Vale muito a pena conhecer as obras e o projeto de preservação da Reserva Bicudinho-do-brejo. Precisamos nos envolver para ajudar nessa causa”.

Mirante Reserva Bicudinho do Brejo - Hudson Garcia

Bianca Reinert e artistas visuais se reúnem em prol da preservação do Bicudinho-do-brejo. A mostra tem como objetivo gerar recursos para a manutenção do Projeto Bicudinho-do-brejo na Área de Proteção Ambiental – APA de Guaratuba.  As informações sobre como ajudar estão no link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/sos-reserva-bicudinho-do-brejo

SERVIÇO:
Exposição Bicudinho-do-brejo
Local: Gelarteria - Gelato Café & Arte
Data: De 10 de março a 14 de abril de 2018
Horário: das 12h:00 às 00h:00
Endereço: Rua 29 de Abril, 805 – Guaratuba - PR
Entrada: Gratuita
Site: https://www.gelarteria.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/gelarteriacwb/
Instagram: gelarteria_

Em Curitiba: Gelarteria – Gelato & Arte
Endereço: Rua Silveira Peixoto, 601 – água Verde, Curitiba – PR CEP: 80240-120
Telefone: (41) 3015-1359
Dias: de Terça-feira a Domingo
Horário: das 12h:30 às 19h:30
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário