CONDEPE traz o que há de mais moderno e eficaz para a qualificação dos profissionais de Enfermagem


Marcado para 3 e 4 de abril de 2018, no Transamerica Expo Center, o Congresso de Desenvolvimento Profissional em Enfermagem, CONDEPE 2018, fará uma completa revisão dos conhecimentos dessa importante área de cuidados aos pacientes. Também apresentará as principais novidades científicas, os avanços em terapias no mundo, além de focar especialmente na qualificação prática de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem.
    
Com uma proposta ousada e inovadora, o CONDEPE construiu programação de altíssimo nível (http://condepe2018.com.br/programacao) conforme afirma a presidente científica Renata Pietro. Serão tratadas em profundidade questões como urgência e emergência, terapia nutricional e intensiva, feridas e estomas, traumas, estética e saúde, enfermagem forense, entre outras.

“Quando pensamos no conteúdo, a ideia foi contemplar as mais diferentes áreas da Enfermagem: desde o atendimento básico, passando pelo paciente neonatal e por aquele que necessita de atenção domiciliar, até o doente crítico, em estado grave”, pontua Renata Pietro.

Estética

Maria Helena Sant Ana Mandelbaum, enfermeira especialista em dermatologia, mestre e doutora pela PUC-SP, Coordenadora da ONG Dermacamp UNITAU, RT da Clínica Dermatológica SHM, e docente de cursos de especialização em Enfermagem em Dermatologia, destaca que o CONDEPE 2018 terá um painel específico para debater a atuação profissional em Estética.

“Como parte essencial da equipe de saúde, a Enfermagem tem em suas mãos um rico e promissor horizonte de atuação, que envolve a utilização de produtos, equipamentos e tecnologias capazes de promover o bem estar, a autoestima e a autoimagem das pessoas ao longo da vida. Neste curso, os profissionais poderão conhecer as atividades do enfermeiro na Estética, tanto sob os aspectos técnicos como legais e éticos, integrando-se, assim, a este novo mundo de oportunidades profissionais, onde perceberão como oferecer novas formas de cuidados às pessoas, com segurança e qualidade.”,
explica.

Câncer na infância

De acordo com a Enf. Ms. Ana Lygia Pires Melaragno, especialista em oncologia, Presidente do Comitê de Enfermagem da Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica – SOBOPE e Diretora do Centro de Desenvolvimento de Práticas Profissionais da ABEN-SP, o Congresso também será de suma importância para a capacitação de profissionais sobre os sinais e sintomas do câncer na infância.

Durante as consultas de enfermagem é essencial estar preparado para identificar estes sinais, acionar o atendimento da equipe interdisciplinar e agilizar os encaminhamentos dos casos suspeitos. Estas medidas contribuirão para a melhoria das curvas de sobrevida das crianças brasileiras. Atualmente o câncer é a primeira causa de morte por doença na faixa de 5 a 19 anos.

Nos países desenvolvidos, as taxas de cura superam 70%. No Brasil atingimos 60%, índice que com certeza pode melhorar com conhecimento científico capaz de diminuir os diagnósticos tardios.

“Embora as famílias levem os filhos aos serviços de saúde, há profissionais ainda não capacitados adequadamente para o diagnóstico. As chances de cura de uma criança estão relacionadas à identificação precoce e ao atendimento adequado”, acrescenta.

Atendimento pré-hospitalar

O CONDEPE 2018 receberá ainda profissionais que trabalham com o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), com o GRAU (Grupo de Resgate e Atendimento às Urgências) e com empresas de transporte e remoção pré-hospitalar.

“A intervenção pré-hospitalar é de extrema relevância para a proteção à saúde, principalmente por lidar com o paciente em situação de urgência, seja em casa, na rua, na ambulância etc. É o primeiro socorro e diversas vezes em situações graves. Portanto, a boa organização do atendimento pré-hospitalar e a adequada capacitação dos profissionais fazem toda a diferença no resultado, até aumentam as chances de sobrevivência de uma vítima”, destaca Marisa Malvestio, professora doutora da Escola de Enfermagem da USP e Coordenadora de Enfermagem do SAMU de São Paulo.

Paciente crítico

Assuntos relacionados aos cuidados ao paciente crítico, relevantes para a melhoria dos desfechos clínicos e para a qualidade de vida na pós-alta da UTI, serão apresentados por Débora Feijó Vieira, presidente da Associação Brasileira de Enfermagem  em Terapia Intensiva (ABENTI)​ e professora da Escola de Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Especial atenção será dispensada ao campo da terapia intensiva, tratando de questões como o uso da ​​microdiálise em paciente neurológico,  a utilização do balão intra-aórtico, processos dialíticos na insuficiência renal, a atuação do enfermeiro na pós-cirurgia cardíaca, monitorização invasiva e não invasiva do paciente crítico e a gestão das necessidades dos cuidados do pacientes e seu impacto no dimensionamento da equipe de enfermagem.

 “Queremos aperfeiçoar o conhecimento científico e a prática. Assim, o CONDEPE traz a proposta de interação entre todas as especialidades de nossa área, o que é essencial à promoção de uma assistência em saúde eficaz e segura à população brasileira”, aponta Feijó.

Terapia nutricional

A prática segura da terapia nutricional também está na pauta do Congresso. Segundo Claudia Satiko Takemura Matsuba, Enfermeira Coordenadora da Equipe Multiprofissional de Terapia Nutricional-EMTN do Hospital do Coração e presidente do Comitê de Enfermagem da BRASPEN (gestão 2018-2019), estudos demonstram que a prevalência de pacientes desnutridos no âmbito hospitalar gira em torno de 40 a 50%, sendo maior no período de internação. Como um dos problemas mais graves da saúde atualmente, a desnutrição tem consequências como o aumento nas taxas de morbidade, tempo de internação, custos hospitalares e mortalidade.

“O panorama justifica a importância do enfermeiro na identificação do risco para desnutrição e na otimização da oferta proteico-calórico. Uma intervenção adequada minimiza riscos de complicações e garante a administração segura das diferentes terapias”.

Prospecção e parcerias

O Congresso de Desenvolvimento Profissional de Enfermagem será simultaneamente um fórum privilegiado para contatos e fechamento de bons negócios. As empresas poderão prospectar um público seleto que, no dia a dia, avalia os produtos, serviços, materiais, equipamentos e insumos nas instituições de saúde, com grande influência no fechamento das parcerias comerciais.

 “Queremos que todos desenvolvam e aprimorem suas práticas, focando no cuidado seguro. Com educação continuada adequada, conseguimos que os profissionais tenham uma intervenção mais eficaz. Ganham os pacientes, as instituições e nós da Enfermagem”, finaliza Renata Pietro.

As inscrições para o CONDEPE estão abertas, podendo ser efetuadas no site www.condepe2018.com.br, onde há informações gerais sobre a programação científica e atividades práticas.
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário