Aprenda a potenciar os benefícios do tomate


Armazenamento e forma de preparo podem tornar o alimento mais nutritivo e saudável

São Paulo, janeiro de 2018 – Popular nas refeições dos brasileiros, o tomate é um alimento que, além de saboroso, possui alto valor nutritivo e proporciona inúmeros benefícios à saúde. No entanto, para que o organismo aproveite melhor os nutrientes, é importante ressaltar que o fruto deve ser preparado de diferentes maneiras. 

A nutricionista Indianara Coimbra, da Trebeschi Tomates, destaca como é possível potencializar os benefícios do alimento com dicas simples:

Licopeno

O licopeno é um antioxidante, ajuda a prevenir o envelhecimento precoce e alguns tipos de câncer, protege o sistema cardiovascular, ajudando o organismo a eliminar as moléculas de LDL (colesterol ruim) oxidadas. Porém, poucos sabem que, para garantir uma melhor absorção da substância, é necessário levar o tomate ao fogo, por isso, o ideal é ingerir o alimento na forma de molho, sopa, creme ou purê e, ao final do preparo, acrescentar azeite de oliva extravirgem, com acidez inferior a 0,5%. “Isso ocorre porque a combinação entre o processamento do tomate e a presença do azeite potencializa a biodisponibilidade do nutriente”, pontua a nutricionista.

Vitaminas e fibras 

Quando consumido in natura, o tomate é considerado uma rica fonte de vitaminas A, B, C e K, de minerais, como cálcio e potássio, além de fibras. Isso ocorre porque, uma vez submetido ao calor, o alimento perde algumas vitaminas, outras têm a concentração reduzida e as fibras são abrandadas. Diante disso, para uma alimentação balanceada, é importante consumir também o fruto em saladas, gaspacho, cremes frios ou até mesmo na forma de bebidas, como sucos e Bloody Mary sem álcool, para que a absorção dos nutrientes não seja inibida.

“Os nutrientes, com exceção das fibras, apresentam-se em concentrações maiores quando os tomates estão maduros. O ideal é consumir o fruto diariamente e de diferentes maneiras, pois são inúmeras as possibilidades de preparo do tomate, dos lanches às refeições principais”, ressalta Indianara Coimbra.

Escolha do fruto e armazenamento

Outro ponto que deve ser destacado também é que a forma de armazenamento e a escolha dos frutos interferem no valor nutricional. “Caso o interesse seja por tomates maduros e eles ainda estiverem verdes, é necessário deixá-los na fruteira para amadurecer. Quando os frutos estão maduros, é possível deixá-los na geladeira para que sejam conservados por mais tempo”, acrescenta ela.

Ainda em relação ao armazenamento, uma sugestão é que, antes de guardar os tomates na geladeira, os frutos devem ser higienizados corretamente e colocados em vasilhas com tampas. “Isso ajuda a proteger de choques mecânicos, o que proporciona um maior shelf life (tempo de vida) do alimento”, finaliza a nutricionista da Trebeschi Tomates. 

Sobre a Trebeschi 

A Trebeschi é uma das principais produtoras e distribuidoras de tomates do Brasil. Com plantações no Sudeste, Sul e Centro-Oeste, a empresa abastece as principais capitais do país e exporta para diversos países da América do Sul. Presentes no DNA da marca, a tecnologia e a sustentabilidade contribuem para a produção de frutos de alta qualidade, que prezam o sabor e a segurança alimentar. Mais informações www.trebeschi.com.br.
Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário