Roberto me dá um “pedacito?”


       
Depois de ter terminado o show de Roberto Carlos, o Especial do Fim do Ano da Globo, ainda passei algum tempo no facebook para constatar comentários e, também, fotos postadas e relacionadas com o evento.

Pensei, desde logo, que Roberto Carlos é um felizardo com as mulheres. Cogitei, cogitei, interroguei, interroguei, e, neste segundo caso, veio-me à mente o seguinte: será que o esperma do rei tem mel? Penso que não será por aí. Penso. Mas penso, mais seriamente e com todo o sentido de realidade, que essa atração tem a ver com o carisma do Roberto, por uma popularidade que atravessa este Brasil lés-a-lés e, na sequência, se deleita para os quatro cantos do mundo. 

A dada altura do show, quando Roberto recebeu Erika Ender, assaltou-me o seguinte: será que, lá no Porto, o gajo do carago pensa o mesmo do que eu no que concerne a esta estampa de mulher? Se ele não pensou, eu, por outro lado, fiquei inquieto sentado no sofá com a intérprete de Despacito que rodeou Roberto várias vezes. O rei estava atento aos movimentos de Erika com toda a concentração, mas ali Roberto queria mesmo era cantar. Eu, todavia, com pensamento de sacanagem, baixinho fui repetindo algumas vezes: Roberto me dá um “pedacito?". Não da canção, mas tão somente daquele corpo esbelto. Que Deus me perdoe esta confissão. É possível que seja perdoado em função da sinceridade.                                                         
Carlos Alberto Alves

Sobre o autor

Carlos Alberto Alves - Jornalista há mais de 50 anos com crónicas e reportagens na comunicação social desportiva e generalista. Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Colabora semanalmente no programa Rádio Face, da Rádio Ratel, dos Açores. Leia Mais sobre o autor...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário