11º Fórum Paulista de Prevenção de Acidentes e Combate à Violência

Sociedade de Pediatria de São Paulo realiza debatemultiprofissional para debater questões como cyberbullying,autoagressão, suicídio e disforia de gênero

O Núcleo de Estudos da Violência Contra Crianças e Adolescentes da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP) realizará, em 6 de dezembro, a décima primeira edição do Fórum Paulista de Prevenção de Acidentes e Combate à Violência.

POLÊMICAS
 
A programação do Fórum Paulista de Prevenção de Acidentes e Combate à Violência tratará de assuntos relevantes e recorrentes na atualidade, como crianças desaparecidas e crimes virtuais, cyberbullying, entre outros. O dr. Mario Roberto Hirschheimer, que coordena o encontro ao lado da dra. Renata Waksman, ressalta a importância de a discussão ser expandida a outras áreas, além da saúde.

“Iremos analisar o panorama no País hoje e buscar estratégias para identificar, encaminhar e prevenir todas as situações de risco relacionadas às crianças e aos adolescentes com todos os profissionais que de alguma forma lidam com esse público. Englobando a saúde, educação, assistência social, mídia, do Direito e segurança. Uma das metas é apontar uma política de consenso para a redução dos casos e o tratamento das vítimas”.

O presidente SPSP, Cláudio Barsanti, será um dos participantes de mesa redonda sobre cyberbullying e crimes virtuais. Trata-se de tema cada vez mais presente e preocupante.  Ele argumenta que em diversas oportunidades o autor de ataques ou provocações nem tem a noção de estar praticando uma agressão a outras pessoas.

“O cyberbullying tem dois grandes complicadores. Um é a memória da internet: a divulgação de uma imagem, de uma fala ou de uma piada de mau gosto pode permanecer indefinidamente no ar e nem se apagar. Há simultaneamente a possibilidade de repercussões graves, como quadros depressivos e até suicídios de vítimas”, comenta Cláudio Barsanti.

Como parte da programação, haverá conferência de autoagressão e suicídio, outra questão de grande destaque na mídia nos últimos anos devido ao aumento constante das taxas entre crianças e jovens no Brasil. Esse painel será ministrado pela Dra Luci Pfeiffer, pediatra e coordenadora do Programa HC Dedica de Atendimento a Menores em Situação de Violência Grave, do Hospital de Clínicas da UFPR.

“Será detalhado o conceito de a autoagressão, focando no suicídio, modalidades e formas, a legislação existente, comportamentos de risco, ou seja, quais são os sinais de alerta para perceber uma criança ou adolescente nessa situação. Também sobre autoagressão, falará de lesões factícias, mutilações, ocultação desses sintomas e casos de difícil percepção, adianta a dra. Renata Waksman.

Estarão em pauta ainda os diversos tipos de acidentes de trânsito, principal causa de morte acidental no Brasil entre crianças e adolescentes dos 0 aos 14 anos. Outro assunto polêmico é a disforia de gênero, que será abordado pela primeira vez no Fórum. Serão abordadas as transexualidades e os aspectos jurídicos, a proteção prevista na legislação. Por fim, o Fórum abordará adoção de crianças e adolescentes e tráfico de menores.

“Quem tiver a oportunidade de participar aprenderá bastante. O intuito é disseminar conhecimento, entender e saber mais sobre como lidar com essa situação tão grave que é a violência contra a criança e o adolescente, assim como unir forças pelo combate e prevenção de acidentes”, conclui a dra. Renata Waksman.

GUIA DE ORIENTAÇÃO
 
O Fórum será palco do lançamento da 2ª edição do Manual de Atendimento às Crianças e Adolescentes em Situação de Risco de Violência, na versão eletrônica.

A obra é um guia de orientação aos profissionais que lidam com o público infantil e com jovens nas áreas de saúde, educação, psicologia, justiça e mídia. Traz dicas de como reconhecer vítimas de violência, assim como proceder para o encaminhamento dos casos aos órgãos responsáveis. O manual foi elaborado por membros do Núcleo de Estudos da Violência da SPSP E do Departamento de Segurança da Sociedade Brasileira de Pediatria em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM).

“O Manual será uma referência nacional. É uma publicação de excelência para o combate e prevenção da violência contra criança e o adolescente”, garante Claudio Barsanti.

Para mais informações e inscrições, acesse http://www.spsp.org.br/2017/09/22/11o-forum-paulista-de-prevencao-de-acidentes-e-combate-violencia-da-sociedade-de-pediatria-de-sao-paulo-2/ 

11º Fórum Paulista de Prevenção de Acidentes e Combate à Violência Contra Crianças e Adolescentes
Data: 6 de dezembro de 2017
Horário: 08h30 às 18h00
Local: Anfiteatro João Yunes – Faculdade de Saúde Pública da USP, andar térreo do prédio da Biblioteca da Faculdade de Saúde Pública
Endereço: Avenida Dr. Arnaldo, 715. Cerqueira César, São Paulo – SP
Contato: (11) 3253-3713
Site: https://www.eventbrite.com.br/e/11o-forum-paulista-de-prevencao-de-acidentes-e-combate-a-violencia-da-sociedade-de-pediatria-de-sao-tickets-39487175204
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário