O2 Pós já trabalha nos efeitos especiais de “Pluft”, o primeiro filme infantil em 3D estéreo do Brasil


Produzido pela Raccord com Clelia Bessa na produção executiva, longa contará com time de artistas especializados em 3D, composição e cor para dar vida no cinema ao fantasminha mais famoso do teatro infantil 

São Paulo- novembro de 2017- Levar para as telas do cinema as aventuras do fantasminha “Pluft” é um verdadeiro desafio. O longa-metragem, dirigido por Rosane Svartman e produzido pela Raccord, será a primeira adaptação cinematográfica dessa história escrita por Maria Clara Machado em 1955. Trata-se do primeiro filme infantil em 3D estéreo do Brasil. A técnica já adotada em grandes produções internacionais vem sendo realizada pela equipe da O2 Pós.

A produção utilizou duas câmeras captando imagens ao mesmo tempo, uma para cada olho, que vai levar ao público a sensação de profundidade nas cenas. “É um personagem de pós-produção. Teve muita supervisão e interação da equipe da O2 Pós no set”, explica Sandro di Segni, diretor de efeitos especiais da O2 Pós. 

“Consideramos que o cinema brasileiro está maduro para suportar produções como a nossa e a parceria com a O2 nos trouxe a segurança necessária para avançarmos com um com o “Pluft” um projeto tão ousado e cheio de desafios. A confiança e a estrutura que nos ofereceram foi fundamental”, diz Clélia Bessa da Raccord. 

O projeto do filme começou ainda em 2016 e contou com o acompanhamento da O2 Pós nas três etapas de filmagem. As paisagens naturais da praia de Sibaúma, em Tibaú do Sul (RN), vão servir de cenário para a casa do fantasminha e de sua família no alto de um penhasco. “Durante as filmagens tivemos andaimes nesse local escolhido para ser a casa do protagonista e ali conseguimos as marcações exatas das janelas com imagens captadas através de drone. Toda a estrutura externa dessa casa que o público verá no filme será construída no computador”, comenta di Segni. 

No Rio de Janeiro, no começo do ano, foram filmadas as cenas internas do sótão, da casa do Pluft e da taverna. No segundo semestre, em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, o maior desafio: as cenas dentro da piscina. “O método de filmagem na água se provou muito eficaz. É dessa forma que teremos os efeitos dos movimentos dos fantasmas no filme”, diz odiretor de efeitos. 

Sinopse 
“Pluft” mostra a inesperada amizade entre um fantasma (Cleber Salgado), que morre de medo de gente, e a menina Maribel (Lola Belli). Ela é sequestrada pelo pirata Perna de Pau (Juliano Cazarré), que quer usá-la para achar o tesouro deixado pelo seu avô, o falecido Capitão Bonança Arco-íris. Na casa abandonada onde o velho morou Maribel espera pela ajuda dos marinheiros Sebastião (Arthur Aguiar), João (Lucas Salles) e Juliano (Hugo Germano), muito amigos do velho capitão, que saem em uma atrapalhada busca pela garota. Eles não chegam nunca e ela acaba conhecendo Pluft e sua família. O ator Gregório Duvivier faz uma participação especial como o apresentador de um show na taverna dos piratas.

O2 Pós 
As tecnologias mudam, e a própria maneira de fazer filmes também. A O2 Pós conta com uma grande estrutura para dar conta do complexo processo que é a pós-produção. Nossa equipe trabalha com todo tipo de finalização e as técnicas mais avançadas do mercado: 3D, Efeitos Visuais, Motion Graphics, Color Grading, Montagem e Estereoscopia.
Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário