Fliaraxá e Fórum das Letras trazem autores nacionais e estrangeiros a Minas Gerais

(foto: FERNANDO LOPES CB/D.A.PRESS)

Eventos prestam homenagem a Mia Couto e Drummond e expandem sua programação para outras áreas, como a gastronomia

Ana Clara Brant

Cerca de 500 quilômetros separam Araxá, no Alto Paranaíba, e Ouro Preto, na região central do estado. Nesta semana, a literatura vai unir essas duas cidades. Enquanto a terra de Dona Beija recebe, a partir de amanhã, o Festival Literário de Araxá (Fliaraxá), a antiga Vila Rica sedia mais uma vez o Fórum das Letras. Saraus, lançamentos de livros, exposições, debates, oficinas, exibição de filmes e espetáculos musicais fazem parte da programação dos dois eventos.

Apesar de este ser o sexto ano do Fliaraxá, seu curador e criador, o produtor Afonso Borges, encara esta edição, cujo tema é “Língua, literatura e utopia”, como uma espécie de estreia, dada a quantidade de novidades. A primeira delas é a internacionalização do evento, que contará com grandes nomes da literatura lusófona, como o moçambicano Mia Couto (homenageado deste ano), o cabo-verdiano Arménio Vieira, o angolano Ondjaki e os portugueses Gonçalo Tavares e José Luís Peixoto. “O Fliaraxá se expandiu muito. É um festival que sempre primou pela sua diversidade e riqueza e, agora, com esses convidados de renome mundial, ele ganha outra proporção”, afirma Borges.

Pela primeira vez, o Fliaraxá será realizado no Tauá Grande Hotel. “Além de o Grande Hotel ser um ponto turístico da cidade, está sendo montada uma megaestrutura do lado de fora, com palco, livraria e tendas, que vão receber o Fliaraxá Gastronomia”, diz o curador.

Organizador do braço gastronômico do festival, Kuru Lima diz que o evento vai valorizar a produção local. Além dos tradicionais doces e compotas araxaenses, haverá iguarias como queijos, embutidos e pratos típicos da região. “Serão cerca de 20 expositores. Quem for vai poder participar da harmonização de cervejas artesanais mineiras também. Os restaurantes e principais estabelecimentos da cidade estarão presentes. Sem contar que no Fliaraxá Gastronomia estará montado o palco dos shows. Entre os convidados, teremos Pato Fu, João Donato, Duelo de MCs e atrações locais”, cita.

SARAMAGO O patrono desta edição será o português José Saramago (in memoriam), Prêmio Nobel de Literatura em 1998. “Teremos uma exposição do livro O lagarto, do Saramago, ilustrada pelo gravurista e cordelista pernambucano J. Borges. Ela faz parte da mostra Saramago Criança, projeto educativo que está sendo produzido pela comunidade estudantil de Araxá”, diz Borges, observando que “essa programação com escolas da cidade e voltada ao público infantojuvenil faz parte do Fliaraxá desde o começo e contribuiu bastante para a formação de leitores”.
Entre os brasileiros convidados para esta edição estão os escritores Luiz Ruffato, Ana Maria Gonçalves, Ana Paula Maia, Cristóvão Tezza, Paulo Scott e Claudia Giannetti, o jornalista, escritor e diretor de Redação do Estado de Minas Carlos Marcelo Carvalho, a atriz, diretora e escritora Bruna Lombardi, a escritora, cantora e compositora Fernanda Takai, entre outros. “Literatura é 360 graus. Ela não tem um foco, uma ação só, por isso, além de escritores, teremos músicos, atores, chefs de cozinha. É um leque grande e diverso”, resume o curador do Fliaraxá.

6º FESTIVAL LITERÁRIO DE ARAXÁ (FLIARAXÁ)
De quarta-feira (15/11) a domingo (19/11), no Tauá Grande Hotel de Araxá. 
A entrada é gratuita, mas é necessário reservar ingressos pelo site do Sympla (www.sympla.com.br). 
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário