Silvério Pontes lança CD autoral


 Trompetista mostra magia ao tirar lindas melodias da cartola 

Chegou a vez do Rio de Janeiro receber o show de lançamento do CD “Reencontro”, em que o trompetista Silvério Pontes comemora seus 40 anos de carreira. No dia 1º de novembro, ele faz show na Casa do Choro, depois de levar as canções desse CD autoral a Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Curitiba e Niterói. 

O espetáculo terá formato de quinteto – baixo, bateria, piano, trombone e trompete – e não em formato de regional, tradicional do choro, já que a proposta é mostrar as composições do CD “Reencontro”, que é pródigo de estilos. Afinal de contas, Silvério recebeu influências variadas desde que ganhou seu primeiro trompete aos oito anos de idade. Por isso, o show baseado no CD passeia por diferentes gêneros: bossa nova, choro, valsa, polca, bolero e jazz. Apesar de se considerar um “chorão” trabalhando há 30 anos com o trombonista Zé da Velha, Silvério Pontes lembra que já tocou em outros ritmos e com artistas diversos, como Tim Maia – que acompanhou como integrante da banda Vitória Régia por 12 anos –, Paulinho da Viola, Luiz Melodia, Elza Soares, Francis Hime, Beth Carvalho, Yamandú Costa e a banda Cidade Negra.
Além das músicas do CD lançado pelo selo Des Arts, o repertório vai incluir choros conhecidos de Pixinguinha e Bonfiglio de Oliveira, uma parceria com Marcelo Caldi feita especialmente para a própria Casa do Choro e um aperitivo do trabalho que o trompetista vai lançar com obras do maestro Radamés Gnattali, em dueto com o pianista Antônio Guerra, integrante do quinteto que estará no show do dia 1º de novembro. 

“Adorei o convite da Luciana Rabello para fazer, na Casa do Choro, o primeiro show deste CD no Rio. É uma casa importante no Rio de Janeiro, um espaço que define muito a trajetória do choro, um lugar importante pra nós músicos”, empolga-se Silvério. 

O CD “Reeencontro”
O tal “Reencontro” de Silvério Pontes é consigo mesmo, com sua criatividade, com suas emoções, com seu talento e toda a sua versatilidade. Se o choro sempre foi o carro-chefe do trabalho do trompetista, ele puxa um cortejo de ritmos, estilos e gêneros. Diversidade que o compositor e violonista Guinga exalta com empolgação: “Grande artista brasileiro! Você lembra as aves da Ponta d`Areia. Sua música é linda!”.
O CD tem concepção e idealização de Silvério Pontes. Da alegre faixa “Polca na praia” à romântica “Amor eterno”, do choro ao jazz, Silvério passeou por lembranças de infância com a circense “Hoje tem marmelada” e rendeu homenagens ao ídolo, o compositor e instrumentista Astor Piazzolla, e ao parceiro de décadas, o trombonista Zé da Velha, que não poupou elogios: “Conheço o Silvério há 32 anos e ele já era um músico talentoso. Mas, durante esse tempo, ele evoluiu muito e agora se mostra um compositor de belas melodias. A música em minha homenagem foi um presente que eu não esperava; fiquei muito emocionado. Durante esses anos, interpretamos juntos os compositores brasileiros e agora tenho a alegria de apresentá-lo como compositor. Adorei a variedade de estilos!” 

Serviço
Show de lançamento do CD “Reencontro” de Silvério Pontes
Dia: 1º de novembro de 2017
Horário: 19h 
Local: Casa do Choro
Endereço: Rua da Carioca 38 – Centro
Ingressos: R$ 40 reais
Classificação livre
Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário