#PalavraDoAno2017 será revelada no final do mês


Pelo segundo ano consecutivo, Brasil elege a palavra que sintetiza o espírito da época 

Foi dada a largada no processo de escolha da #PalavraDoAno2017. As cinco finalistas serão divulgadas no dia 31 deste mês pela CAUSE, responsável por, desde o ano passado, trazer para o Brasil essa tradição já consolidada em países como Estados Unidos e Alemanha. A #PalavraDoAno2017 será revelada na primeira quinzena de novembro. 

“A fragmentação e a radicalização da opinião pública são visíveis, mas ainda não está claro o que une o brasileiro – a percepção comum dos vários lados. É essa incógnita que a #PalavraDoAno ajuda a revelar”, explica o cientista político Leandro Machado, sócio da CAUSE e professor da FGV. “Ou seja, o Brasil precisa entender o Brasil e a #PalavraDoAno é mais uma ferramenta nesse processo”, completa. 

Os termos que concorrerão à #PalavraDoAno devem capturar o espírito da época. O processo levará em consideração apenas palavras em português. Não é necessário ser uma palavra nova. É possível que a palavra seja composta, desde que forme uma unidade semântica. O processo de escolha se dá em três fases: escolha do grupo de palavras elegíveis, seleção de uma lista de finalistas e escolha da vencedora. Ao contrário do ano passado, desta vez, tanto a primeira como a última etapas contarão com pesquisas de opinião com amostras que representam a população brasileira em sexo, idade, classe social e região do País. Serão utilizados painéis digitais PiniOn, do Idea Big Data, líder nessa metodologia no Brasil. Com tecnologia de ponta e proposta inovadora, esse formato oferece a agilidade e capilaridade necessárias para um processo que, em duas semanas, vai capturar o espírito do tempo ao apontar as principais palavras do ano. 

"A #PalavraDoAno busca refletir não só o aspecto quantitativo de um determinado tema. É uma grande oportunidade de nos aprofundarmos sobre as tendências do momento.", afirma o presidente do IDEIA Big Data, Maurício Moura. 

A Palavra do Ano é uma tradição ocidental desde a década de 1970, quando a Society of German Language passou a selecionar o vocábulo que melhor resume o espírito da época. Desde então, a ideia se espalhou pelo mundo, com processos de seleção distintos entre si. No ano passado, por exemplo, palavra escolhida para representar o contexto brasileiro foi “indignação”. 

O grupo de jurados inclui: 

Jorge Caldeira 
Doutor em ciência política e mestre em sociologia pela Universidade de São Paulo (USP). Foi editor da “Ilustrada” e da “Revista da Folha”, editor de economia da revista IstoÉ e editor-executivo da revista Exame. É autor de, entre outros livros, de: Mauá: empresário do Império, O banqueiro do sertão e Júlio Mesquita e seu tempo. 

Ricardo Arnt 
Jornalista e escritor. Foi colunista da revista Isto É, editor da Exame, da Superinteressante, da Folha de S. Paulo, do Jornal do Brasil, do Jornal Nacional (TV Globo) e diretor da TV Bandeirantes e da Planeta. Foi Gerente de Comunicação da Presidência da Natura e fundador do Instituto Socioambiental. Recebeu um Prêmio Esso de Jornalismo, o Maria Moors Cabot Award e o Prêmio CitiBank para Jornalismo Econômico. É autor de 10 livros, entre os quais O Que os Economistas Pensam sobre Sustentabilidade (Trinta e Quatro, 2010); Jânio Quadros: O Prometeu de Vila Maria (Ediouro, 2004) e O que é Política Nuclear (Brasiliense, 1983). 

Tony Marlon
Jornalista. Seu trabalho é voltado a entender como a comunicação e a educação se encontram e geram movimentos de transformação nos espaços e nas relações. Em 2013 fundou a Escola de Notícias, uma iniciativa que usa as tecnologias de informação e comunicação para gerar aprendizagem, ressignificação dos espaços públicos e produção de novas narrativas a partir das juventudes e das margens da cidade. Integra a Rede Jornalistas das Periferias, Líderes BrazilFoundation e RedBull Amaphiko de empreendedores sociais, além de ser um dos puxadores do Espaço Cultural CITA, residência artístico cultural no Campo Limpo. Em 2017, fundou o Historiorama, organização cujo propósito é garantir que todas e todos tenham o seu direito de contar o mundo restaurado. 

RESUMO DAS ETAPAS 
1ª Etapa: Pesquisa de opinião aberta com 5 mil respondentes
Resultado: long-list com as 15 palavras que, para as pessoas, melhores definem o ano
Data: Dia 27 de outubro 

2ª Etapa: Seleção de finalistas com grupo de pensadores brasileiros -- avaliação das palavras com maior aderência 
Resultado: lista de finalistas (5 palavras/termos)
Data: Dia 30 de outubro 

3ª Etapa: Pesquisa de opinião (fechada) para seleção da palavra do ano 
Resultado: palavra do ano 
Data: Dia 9 de novembro

Sobre a CAUSE: Fundada em 2013, a CAUSE é uma consultoria que apoia marcas e organizações na identificação e gestão de causas que as conectem com as demandas do nosso tempo. Cria estratégias de conscientização, engajamento e mobilização de diversos atores da sociedade, por meio de ações integradas de comunicação, relacionamento e advocacy. Entre seus clientes estão organizações como Nestlé, Open Society Foundations, Suzano Papel e Celulose e Todos Pela Educação. 

Sobre o IDEIA Big Data: Fundado em 2011 pelo economista Maurício Moura, o IDEIA Big Data nasceu com a finalidade de prover inteligência competitiva para empresas, órgãos públicos, associações e campanhas políticas no Brasil e no exterior. É uma empresa que utiliza expertise em pesquisas (escuta) aliada ao uso de Big Data (armazena) para estratificar da forma mais detalhada possível informações individuais e apoiar de forma eficiente a comunicação direta (impacta). Seu objetivo é ajudar clientes a solucionar problemas, tomar decisões estratégicas e se comunicar com os seus públicos de interesse de forma mais assertiva e segura. Para isso, a empresa alia um big data robusto, ampla expertise internacional e uma equipe inovadora e multidisciplinar.
Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário