TV Brasil: nova faixa de documentários a partir de segunda-feira (11)


A partir de segunda-feira (11) a TV Brasil exibe documentários nacionais inéditos.

Uma nova faixa dedicada a séries documentais brasileiras independentes é destaque na grade da emissora. As obras foram selecionadas pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Audiovisual (Prodav/TVs Públicas) 2013/2014.

Segundo o Informe de Acompanhamento do Mercado de TV Aberta, recente estudo divulgado pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), a TV Brasil é a emissora que mais exibe conteúdo independente nacional. Em 2016, foram mais de 1.162 horas destinadas ao segmento.

SERVIÇO:
Faixa de documentários TV Brasil
Segunda a sexta-feira, das 6h30 às 7h.



“Vida Fluxo”

Segunda-feira, 11 de setembro, às 6h30.



Em cada episódio, um jovem elege uma pauta e produz um vídeo-tema, em formato de vlog. Falando diretamente para a câmera, o participante desenvolve suas reflexões a respeito do tema, a fim de estimular o debate e construir uma opinião. O vídeo é publicado no Youtube e direcionado aos demais participantes.


Em resposta ao tema, cada um produz um vídeo-resposta, depois de um amplo debate gerado pelos seus grupos de convívio social.


Por fim, com todos os participantes reunidos no estúdio, os jovens comentam cada momento, cada opinião expressada, como uma grande roda de conversa, sem mediador ou interlocutor.


Inédito. Cinco episódios de 25 min. Direção-Geral: Pedro Marques. Produção: Bactéria Filmes / Translab.


“Roda Moinho, Roda Pião, Quero Cultura no meu Pirão”

Terça-feira, 12 de setembro, às 6h30.



Em cinco episódios de 26 minutos, a série de documentários conta a história de quatro jovens dançarinos. Integrantes de grupos regionais de dança indígena, eles ingressam na faculdade e precisam deixar a cidade de Maués (AM). A partir daí, têm que fazer escolhas entre o mundo da arte e o mundo do trabalho formal.



Na série, os estudantes revivem suas memórias, relatam suas experiências, visões de mundo e o posicionamento da família diante de suas recém-descobertas vocações.


Inédito. 26 min. Direção e roteiro: Carlos Garcia. Produção: Maya Filmes.


“Trabalhar pra Quem”

Quarta-feira, 13 de setembro, às 6h30.



A série retrata o cotidiano de um grupo de jovens da comunidade de Heliópolis, em São Paulo, que enfrentam um dilema recorrente envolvendo a necessidade de trabalhar e o sonho de ter uma profissão. Os jovens são a primeira geração de universitários em suas famílias. Apesar do conflito entre o êxito pessoal e o desejo de transformar o mundo, eles optaram por não colocar o dinheiro acima de tudo.
 
 
A equipe de produção passou meses convivendo com a comunidade, aprendendo, debatendo, promovendo workshops até chegar ao formato da série.

Direção: Mariana Oliva e Paula Szutan. Produção: Umana.


“O Muro”

Quinta-feira, 14 de setembro, às 6h30.



Série documental em cinco episódios retrata preconceitos arraigados na sociedade brasileira.

Em um país de extremos, comportamentos sociais e práticas institucionais repetem e naturalizam o preconceito. Barreiras invisíveis potencializam um dos maiores medos do ser humano: o outro.



Por meio da história de pessoas reais, “O Muro” compõe um mosaico de contradições humanas, de formação das identidades, de lutas políticas por igualdade de direitos e, sobretudo, de urgência na aceitação das diferenças.


Direção e roteiro: Jack Scarpelli e Perseu Azul. Produção: Cérberos Filmes


“Diários sobre o Corpo”

Sexta-feira, 15 de setembro, às 6h30.

 

Ao longo de cinco episódios, a série acompanha o cotidiano de pessoas que aprenderam a lidar com questões como bulimia, anorexia, cirurgia bariátrica, racismo, mudança de gênero e opção sexual, compulsão por cirurgias estéticas, aceitação da própria imagem e envelhecimento.
 

De forma intimista, a série analisa como a aparência física impacta a vida dessas pessoas. Os padrões estéticos vigentes acabam lhes impondo novos hábitos, valores, práticas e modos de ser e estar no mundo. De que modo, na atualidade, o corpo é um dos principais cartões de visita de uma pessoa mas, ao mesmo tempo, seu principal algoz?

Inédito. 26 min. Direção: Gabriela Altaf, Marcos Pimentel. Produção: Tempero Filmes.

Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário