Sugestões da TV Brasil para domingo (3)


Piano, violino e violoncelo do Trio Arqué dão o tom do “Partituras” ao meio dia de domingo (3)

“Arqué” foi o termo dado por filósofos da Grécia antiga para um elemento que seria comum todas as coisas do mundo, a todo momento. Essa ideia de união inspirou os músicos do Trio Arqué, que colocaram juntos dois grandes compositores brasileiros: Francisco Mignone e César Guerra-Peixe. E ao lado deles, está o majestoso Trio para Piano em Lá menor, única peça composta por Tchaikovsky para piano, violino e violoncelo.


“O Trio Arqué sempre teve uma atenção especial para a música brasileira”, revela o violinista Emmanuele Baldini. “Ao mesmo tempo em que fazemos a divulgação da música (do Brasil), existe um trabalho de descoberta pessoal que nos faz sentir muito enriquecidos.”

Emmanuele Baldini (violino)
 
Heloisa Meirelles (violoncelo)

Horácio Gouveia (piano)

Composto por Emmanuele Baldini (violino), Heloisa Meirelles (violoncelo) e Horácio Gouveia (piano), o trio interpreta “Canção Sertaneja”, de Francisco Mignone, "Trio", de César Guerra-Peixe e "Trio Op. 50 em Lá Menor", considerada uma das mais marcantes composições da música de câmara ocidental.


A junção de uma obra internacional com dois grandes compositores brasileiros resultou na apresentação inédita que o programa Partituras traz no domingo, dia 3 de setembro, ao meio dia.

SERVIÇO:
Partituras com Trio Arqué
Domingo, 3 de setembro, ao meio dia, na TV Brasil.


Programa “Conhecendo Museus” de domingo (3) revê vida e obra do escritor Érico Veríssimo ao visitar o museu homônimo, no Rio Grande do Sul.


“Conhecendo Museus” desembarca na cidade gaúcha de Cruz Alta, a 350 quilômetros de Porto Alegre, e visita o Museu Érico Veríssimo, que conta boa parte da história do Brasil pelo olhar do escritor gaúcho.


O acervo é composto por originais datilografados, observações manuscritas, cadernos de anotações, desenhos, correspondências, fotos e ocupa dois andares do Centro Cultural Érico Veríssimo.


Vitrines, painéis e estruturas interativas são uma experiência singular para quem deseja conhecer mais sobre o autor de títulos como “O Tempo e o Vento”, “Incidente em Antares” e outros clássicos.


A casa que abriga o museu é uma construção de 1883 e preserva sua estrutura original. Érico nasceu no local em 17 de dezembro de 1905. Por sua importância histórica e cultural, a casa foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado, em 1984.


Érico Veríssimo é um dos autores brasileiros mais conhecidos no exterior, com obras editadas em mais de 15 idiomas. Ao longo de sua carreira, escreveu 36 livros, entre romances, novelas, contos, memórias, narrativas infantojuvenis e de viagens.

SERVIÇO:
Conhecendo Museus – Museu Érico Veríssimo
Domingo, 3 de setembro, às 11h30, na TV Brasil.

Licenciada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora militante do Portal Splish Splash e Administradora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal.

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário