Espumante brasileiro de R$ 43,50 é escolhido o 5º melhor vinho do mundo

O Casa Perini Moscatel (1º à esquerda) é o vinho brasileiro mais bem colocado
Do UOL, em São Paulo

O Casa Perini Moscatel (1º à esquerda) é o vinho brasileiro mais bem colocado
O espumante brasileiro Casa Perini Moscatel, da vinícola Perini, foi o escolhido como o quinto melhor vinho do mundo pela Associação Mundial de Jornalistas e Escritores de Vinhos e Licores (WAWWJ). Ele custa R$ 43,50. No total, 11 vinhos brasileiros aparecem entre os 150 melhores do mundo na lista. Todos os brasileiros do ranking são espumantes. Seus preços variam de R$ 30 a R$ 117.

Confira os rótulos brasileiros na lista, e os preços sugeridos pelos fabricantes
5º - Casa Perini Moscatel, da vinícola Perini: R$ 43,50
14º - Garibaldi Espumante Chardonnay Brut, da vinícola Garibaldi: R$ 36
32º - Garibaldi Espumante Moscatel, da vinícola Garibaldi: R$ 36
41º - Marcus James Espumante Brut, da vinícola Aurora: R$ 29
43º - Garibaldi Espumante Prosecco Brut, da vinícola Garibaldi: R$ 36
61º - Ponto Nero Brut Rosé de Noir, da vinícola Domno: R$ 117,11 (preço na cidade de São Paulo)
65º - Ponto Nero Brut, da vinícola Domno: R$ 55,77 (preço na cidade de São Paulo)
83º - Aurora Espumante Moscatel Branco, da vinícola Aurora: R$ 26,80
117º - Zanotto Espumante Moscatel, da vinícola Campestre: R$ 40 a R$ 50
125º - Zanotto Espumante Brut, da vinícola Campestre: R$ 30 a R$ 40
144º - Privillege Peterlongo Espumante Brut Rosé, da vinícola Armando Peterlongo: R$ 49 a R$ 65

Trata-se de valores sugeridos pelas empresas, que podem variar de um lugar para o outro.

O ranking é elaborado com base em concursos mundiais de bebidas disputados entre fevereiro de um ano e janeiro do ano seguinte. Assim, a lista de 2017 é elaborada com base em concursos disputados, em sua maioria, ao longo de 2016.

Entre esses concursos, estão o Vinalies Internationales, da França, e o International Wine Challenge, do Reino Unido. As pontuações dos vinhos variam de acordo com a importância relativa do concurso e a posição de cada rótulo dentro deles.

Australiano é primeiro da lista

O vinho tinto australiano Taylors Jaraman Shiraz 2014 encabeça a lista em 2017. Ele é produzido pela vinícola Wakefield, que também ficou com o segundo posto do ranking.
A Austrália teve destaque, com quatro vinhos entre os dez primeiros.
1.Taylors Jaraman Shiraz 2014 (Austrália)
2.Taylors St Andrews Single Vineyard Release Shiraz Clare Valley 2013 (Austrália)
3.Noe Pedro Ximenez Vors (Espanha)
4.Taylors St Andrews Single Vineyard Release Shiraz Clare Valley 2014 (Austrália)
5.Casa Perini Moscatel (Brasil)
6.Beronia Rioja Reserva 2011 (Espanha)
7.Los Noques Finca Don Juan 2013 (Argentina)
8.Matusalem Oloroso Dulce Muy Viejo VORS (Espanha)
9.Taylors Shiraz Clare Valley 2015 (Austrália)
10.Beviam Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2012 (Argentina)

No ranking dos melhores países produtores de vinhos, o Brasil aparece em 12º lugar entre 66 nações.À frente estão: França, EUA, Espanha, Itália, Austrália, Portugal, Chile, Argentina, África do Sul, Nova Zelândia e Canadá.

In:https://economia.uol.com.br



Carmen Augusta

Sobre a autora

Carmen Augusta - Administradora e Redatora do Portal Splish Splash. Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário