Caverna mais profunda do mundo desafia exploradores a quebrarem recordes

Do UOL, em São Paulo

Com sua entrada a 2.240 metros de altitude, a caverna conhecida mais profunda do mundo estimula exploradores a uma corrida por recordes na Ásia caucasiana. A caverna Voronya está localizada no Maciço Arabika, na república autônoma de Abecásia, ao norte da Geórgia. 

Esse buraco profundo foi descoberto em 1960 pelo Instituto de Geografia Vakhushti Bagrationi, ligado à Academia de Ciências da Geórgia. Na época, no entanto, os exploradores georgianos não se aventuraram além dos primeiros --95 metros de profundidade. O recorde foi quebrado ano após ano e já alcança os 2.196 metros de profundidade, segundo a Associação Ucraniana de Espeleologia


Os espeleólogos pegaram gosto pela caverna no início dos anos 80, mais de vinte anos após a sua descoberta. Nessa fase, espeleólogos conseguiram chegar aos 340m de profundidade e se depararam com a má notícia: não havia mais como continuar a descida.

Nos anos 90, uma equipe ucraniana descobriu uma janela na caverna que permitiu a descida até 700m abaixo da entrada. 


As descobertas não pararam por aí. Em 57 anos de exploração, foram descobertos 17 sifões --áreas com água acumulada-- alguns deles localizados ainda não explorados. O primeiro deles foi encontrado em janeiro de 2001, há uma profundidade de -1.440 metros.

A exploração subaquática levou os especialistas ao recorde de 1.710m de profundidade


Ainda assim, os espeleólogos parecem não estar satisfeitos. Em 22 de julho, começou uma nova expedição à caverna Voronya, acompanhada por especialistas da Ucrânia, EUA, Israel, Rússia, Hungria e Turquia.

A qual profundidade chegarão? O centro da Terra é o limite. 







Administradora e Redatora do Portal Splish Splash. Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal.

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário