Sugestões da TV Brasil para quinta-feira (31).


“Trilha de letras” de quinta-feira (31) recebe o escritor Eduardo Spohr para um papo sobre literatura fantástica.

Escritor, jornalista, blogueiro e podcaster, Eduardo Spohr é o convidado do escritor e apresentador Raphael Montes no programa Trilha de Letras, ao ar às 21h30 de quinta-feira (31), pela TV Brasil.


Quando Spohr escreveu seu primeiro livro, “A Batalha do Apocalipse”, ainda não havia um nicho consolidado de literatura fantástica no mercado brasileiro. O autor resolveu lançar o título pela loja virtual do portal "Jovem Nerd", site especializado em cultura pop e do qual é colaborador. Vendeu mais de quatro mil exemplares e, poucos meses depois, o Grupo Editorial Record publicou o livro, que vendeu outras 50 mil cópias ainda naquele ano.

"A editora não é uma instituição de caridade. É uma empresa que quer ter lucro", lembra Spohr, que recomenda: "a galera que está começando a publicar deve correr atrás com suas próprias pernas em vez de esperar que a única salvação seja uma editora grande que venha e faça de você um sucesso."

Ainda no programa, jornalista Katy Navarro Lê um trecho de “A Cruz de Zeta”, ficção científica recém-lançada pela escritora gaúcha Fátima Venceslau.

 Renata Ventura

André Vianco 
 
O Trilha de Letras desta semana conta com com depoimentos da escritora Renata Ventura, do escritor André Vianco e de Luciano Bibliotecário, editor do podcast “Cabuloso Cast”, que discute assuntos relacionados a literatura, em geral.

O Trilha de Letras é apresentado pelo escritor Raphael Montes e vai ao ar pela TV Brasil toda quinta-feira, às 21h30. O programa debate literatura de maneira informal, revela curiosidades e novidades do meio literário nacional.

SERVIÇO:
Trilha de Letras com escritor Eduardo Spohr
Quinta-feira, 31 de agosto, às 21h30, na TV Brasil.



Os cem anos que o jazz completou em 2017 são pauta do “Caminhos da Reportagem”, que a TV Brasil exibe às 22h de quinta (31).


Uma banda de músicos brancos foi a primeira a gravar um disco com o gênero musical criado pelos negros americanos, em 1917. “Se não tem nenhum negro no primeiro disco de jazz, alguma coisa está errada”, diz o musicólogo e jornalista Zuza Homem de Mello.


Por que o trompetista Freddie Kepaard recusou o convite da Victor Talk Machine para gravar o que seria o primeiro disco? O Caminhos da Reportagem homenageia o som que atravessa um século de transformações, duas guerras mundiais, o racismo nos Estados Unidos, a criação do Be Bop e variações mais intimistas da música, o cinema na era do Jazz, o retorno ao Lindy Hop (dança de jazz) nas ruas de São Paulo.


Mesmo 100 anos depois, é possível descobrir curiosidades sobre a música que veio do blues. 


Os músicos vivem de jazz? Como uma baterista e uma baixista enfrentaram o preconceito para substituir colegas em uma banda?


Na cidade de Atlanta, nos EUA, a cantora Julie Dexter revela suas influências. E a equipe de reportagem visita uma escola de "swing dance."

SERVIÇO:
Caminhos da Reportagem – Cem anos de jazz
Quinta-feira, dia 31 de agosto, às 22h, na TV Brasil.



Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário