Roberto Carlos pode lançar este ano coletânea com raridades


Mauro Ferreira
Roberto Carlos terminou de pôr voz nas músicas do álbum em espanhol que grava desde junho sob a direção musical do guitarrista norte-americano Tim Mitchell, também condutor do anterior projeto fonográfico do artista para o mercado latino de língua hispânica. Contudo, o cantor ainda retoca as gravações deste disco direcionado ao mercado externo e gravado com músicos como o baterista Brendan Buckley, o baixista Eric Kertes, o guitarrista Grecco Burratto, o percussionista Richard Bravo, o violinista Pedro Alfonso e o tecladista Peter Wallace.

Paralelamente, Roberto avaliza compilação com gravações raras da discografia do Rei. O projeto está em andamento na gravadora Sony Music. A ideia é compilar músicas gravadas pelo cantor em compactos dos anos 1960 e 1970 e nunca incluídas nos álbuns oficiais do artista. Se for além dos fonogramas editados em compactos, a coletânea poderá incluir gravações em italiano e em francês feitas por Roberto para o exterior e ainda inéditas no mercado brasileiro. E também faixas do álbum em inglês lançado no Brasil em 1981. Disco que, embora já tenha sido reeditado no formato de CD, virou raridade.

(Crédito da imagem: Roberto Carlos em foto da capa de EP de 2017)

Derbson Frota

Sobre o autor

Derbson Frota - Professor, blogueiro, jornalista, radialista, cordelista e wikipedista, é graduado em História e especialista em Mídias na Educação e em Informática e Comunicação na Educação. Redator do Portal Splish Splash desde 2014. Leia Mais sobre o autor...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário