Rapidinha: Naira Cristina a Dona do Bolo

    Naira Cristina  transformou brincadeira em um grande negócio 

 
Por:Tâmara Oliveira Santana
tamaraoliveirasantana08@gmail.com
https://www.facebook.com/tambrasil
Crédito Fotos: Arquivo Pessoal 

Suas obras primas figuraram entre a revista de bolos 
de casamentos mais queridinha do Reino Unido
Ela começou a vida na capital inglesa no ano de 2005, desde então trabalhou como babá, faxineira, mas sempre com a convicção em um dia “alçar vôos” grandes em Londres. Como a maior parte dos imigrados recém- chegado, com pouco dinheiro no bolso, com limitado inglês, a imigrante jornalista brasileira formada pela Universidade Vale do Rio Doce passou frio, fome e por outros “maus bocados” até encontrar seu caminho na Ilha de Shakespeare. Para  Naira Cristina da Silva a caminhada foi árdua , porém recompensadora, já que anos depois a meteca  oriunda de Governador Valadares/MG realizou seu sonho e abriu uma empresa de decoração de bolos para casamentos, quinze anos e outros eventos significativos, tornando-se a cake designer mais conhecida e respeitada na comunidade lusófona, assim como altamente solicitada pelos britânicos e pessoas de outras nacionalidades residentes no Reino Unido. Atualmente Naira divide seu tempo entre a ponte aérea Governador Valadares/Londres cidades onde a cake designer, empresária, jornalista  e professora administra a empresa Naira Cristina Cake Designer.

Uma das centenas obras-primas da cake designer

Entre o intervalo da ministração de uma aula e outra,  entre a  preparação  de um bolo decorado  e outro a cake designer Naira Cristina encontrou um tempo para uma “Rapidinha” para o Splish Splash. “Please” pegue uma xícara de café  e  delicie-se com Naira Cristina da Silva.  

PSS: Quando foi para Londres você tinha em mente em trabalhar com decoração de bolos?

NCS: Nunca. Minha idéia era para outras coisas. Fui com meu ex namorado para ficar dois anos, terminei ficando 12 anos. A decoração de bolo começou de brincadeira, fazia os bolos para amigos e para a igreja, nunca cobrava era apenas por diversão. Até que um dia uma amiga  me enviou o primeiro cliente, sem eu mesma saber, fiquei desesperada pois nunca tive pretensão de fazer dos bolos uma fonte de renda, como gosto de desafios resolvi aceitar minha primeira encomenda e assim não parei mais. 

PSS: Como muitas pessoas que imigram para outro País o sonho de vida realizada inicialmente é árdua. Na caminhada para suas realizações em País alheio você pensou alguma vez em desistir?

NCS: Toda semana fazia as malas com saudades do meu filho Gabriel  e de meus pais. Mas ai pensava nos estudos do Gabriel , hoje com 20 anos cursando engenharia e desistia de voltar. O primeiro ano é o tempo que a saudade mais machuca.                                
PSS: Qual o “mau bocado” mais desconfortável que passou em Londres?

NCS: Logo no segundo  dia quando eu e meu ex namorado chegamos em Londres fomos postos para fora da casa onde estávamos, com inglês limitado, sem conhecer ninguém o jeito foi procurar abrigo em uma passagem subterrânea para pedestres, com pouco dinheiro no bolso, tivemos que poupar até para comer, a saída durante o dia enquanto não encontrávamos trabalho era andar de ônibus o “minhocão” pela cidade que não precisávamos pagar por várias passagens e a noite para dormir nos refugiávamos na passarela subterrânea para  pedestres  no bairro Elephant & Castle. Foi duro mas sou grata a Deus pois assim conhecemos mais rápido a cidade. Risos. Hoje não poderíamos mais nos “refugiar” no ônibus sanfonado/o popular minhocão já que não mais transita nas ruas de Londres.

Renovar é preciso: Comemorando o sucesso da aula de decoração de cupcake 
em um curso de Idiomas na cidade de Governador Valadares, detalhe, a aula foi toda em Inglês.

PSS: Além de cake designer, empresária, professora  você é jornalista . Chegou a trabalhar como foliculária na capital inglesa?

NCS: Em 2009 fui editora da VIDA,  primeira e única revista católica no Reino Unido.  

PSS: Qual o bolo mais emocionante que você confeccionou?

NCS: Todos os trabalhos para mim são bacanas e lido com muita emoção , mas fazer o bolo de casamento do meu irmão em abril deste ano foi uma emoção diferente, foi uma honra algo inexplicável para mim. 

PSS: Alguma celebridade na sua lista de clientes?

NCS: Sim, fiz bolos para os jogadores da seleção brasileira de futebol,Davi Luiz e Bruno Uvini, para o deputado britânico Dawn Butler Macgrin  que encomendou um bolo totalmente sem ovos por causa da religião da esposa que não permite ovos, mas para mim todos os meus clientes são celebridades.

PSS: Onde suas obras de arte são mais valorizadas? No Brasil ou Reino Unido ?

NCS: Sem pestanejar, no Reino Unido. A tradição de bolos de casamento nasceu na Inglaterra. Os britânicos valorizam muito trabalhos manuais . 

PSS: Seus bolos são um dos elementos principais de um grande dia, como você administra o estresse de expectativa do cliente?

NCS: Tenho uma reunião muito criteriosa com meus clientes antes da confecção do bolo, tento captar o máximo possível de informação do cliente e descobrir as expectativas para assim utilizá-las no resultado do trabalho.

PSS: Já teve alguma experiência desagradável ao entregar uma encomenda e o cliente não gostar? 
Objetivo alcançado, fim de mais uma ministração de curso 
de decoração de bolos. Festejando com os alunos.

NCS: Não foi exatamente com o bolo...  antigamente minha margem de entrega era bem próxima ao horário do evento, uma vez o entregador não encontrou o endereço a tempo, quando chegou na casa para a entrega os pais da criança estavam tão estressados que decidiram não colocar mais o bolo na mesa. Essa experiência foi muito desconfortável para mim. 

SSP: Para se tornar um cake designer é mais inspiração, talento ou mais preparação em cursos?

NCS:  É um conjunto de tudo: gostar, ter talento, criatividade, prática e estudo. 

SPP: Pretende algum dia confeccionar um livro reunindo seus trabalhos?
NCS: É um sonho que está tomando forma, passei três meses em Israel, meu objetivo era um retiro espiritual, ao chegar ficaram sabendo que eu decorava bolo , quando dei por mim estava dando aula para mulheres árabes, que nada falavam de Português e tinham um limitado inglês, mesmo assim conseguimos nos comunicar e o curso foi um sucesso. Dai pensei será um sinal? Se Deus quiser o sonho do livro se tornará realidade em breve.

SPP: A norte americana radicada em Portugal, Julie Deffense é uma das cake designers mais requisitadas e mais bem pagas em Portugal, tornou-se celebridade. Para você quem é a maior celebridade na área no Brasil?

NCS: Sem dúvida Ana Salinas, ela optou por seguir os passos da mãe.

PSS: Para qual tipo de evento você faz mais bolos?

NCS: Casamento 

PSS: Qual o bolo mais esquisito que já te encomendaram?

NCS: Foi o da minha primeira encomenda, não pela minha insegurança, mas pelo fato do bolo ser gótico, todo preto . Para mim foi estranho.

PSS: Na sua visão de profissional o norte americano Buddy Valastro, apresentador do popular pograma de TV Cake Boss que aparentemente tornou- se  sucesso mundial, é mais “showbusiness” ou de fato beleza, criatividade?

NCS: Para mim é mais sowbusiness, digamos que é um showbusiness com beleza.

 Mão na massa SEMPRE!

PSS: Já fez alguma aventura para entregar uma encomenda? 

NCS: Por um acaso acabo de fazer uma aventura, viajei 17 horas de ônibus para entregar um bolo de casamento para uma sobrinha de uma funcionária do Itamaraty, em Paracatú/MG. Como não tem voo direto Governador Valadares X Paracatu e se optasse por avião  teria que fazer duas escalas com os bolos que devem ser carregados com todo cuidado, e minha equipe estava com outro compromisso da empresa, tive eu mesma que pegar um ônibus de Governador Valadares para Paracatú. Essa  foi uma aventura especial pois se trata do casamento da irmã de uma de minhas melhores amigas que conheci em Londres. Valeu a pena mesmo passando a madrugada e a manhã do casamento montando o bolo. 

PSS: Para quem você sonha em ser convidada a criar um bolo?

NCS: Ah! Para o Papa Francisco.
Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário