Primeiro documentário de Heitor Dhalia tem estreia mundial no Raindance Film Festival em Londres


Cineasta percorreu Índia e Nova Iorque para mostrar os 10 anos em que o renomado fotógrafo Michael O'Neill passou registrando grandes mestres e gurus da yoga; filme já chega entre os cinco melhores do evento na categoria

 
Alba Bittencourt
Portal Splish Splash


O primeiro documentário do cineasta brasileiro Heitor Dhalia já tem estreia mundial marcada. On Yoga: The Architecture of Peace foi selecionado para o Raindance Film Festival, que acontece em Londres, entre os dias 20 de setembro e 1 de outubro. Dedicado ao fomento e promoção de filmes independentes em todo o mundo, a 25ª edição do evento mostrará em primeira mão o novo filme de Dhalia, que já está nomeado entre os cinco documentários favoritos do festival, concorrendo ao prêmio de melhor filme da categoria. 


On Yoga: The Architecture of Peace é baseado no livro homônimo do renomado Michael O'Neill. Juntos, cineasta e fotógrafo, percorreram a Índia e Nova Iorque para filmarem gurus da yoga, numa viagem que conta a história dos dez anos em que O'Neill passou fotografando esses grandes mestres. O filme foi idealizado como uma extensão profunda da obra original, ao colocar questões humanas a partir da perspectiva atual e misturá-la com elementos de movimento e som experimental, resultando em uma nova visão da arte da yoga. Em uma coprodução Brasil-Estados Unidos, a produção do documentário é assinada pela Paranoid, Urso Filmes e Michael O'Neill Studio. 


No início de 2016, Dhalia e O'Neill viajaram juntos para conduzir entrevistas com gurus e mestres da yoga em várias partes da Índia, incluindo o Festival Internacional de Yoga em Rishikesh, bem como o Mela Festival Kumbha, em Haridwar. Em junho do mesmo ano, finalizaram as filmagens do documentário em Nova Iorque, onde conversaram com grandes pensadores, médicos indianos e americanos, além de professores iogues. 



“O mundo vive grandes conflitos, existem muitas perguntas a serem respondidas. Será muito interessante ouvir o que os grandes mestres têm a dizer sobre tudo isso, sobre a vida e a espiritualidade. A obra do Michael é o melhor livro de fotografia do mundo já feito sobre a yoga”, comenta Heitor Dhalia. “Quando o Alcir Lacerda Filho, produtor da Urso Filmes, me convidou para o projeto fiquei muito empolgado em ir mais a fundo nesse universo. O filme é visualmente muito interessante e traz discussões filosóficas e contemporâneas muito importantes”, completa o cineasta. 


Michael O'Neill é um dos fotógrafos mais respeitados do mundo. Depois de uma carreira de 35 anos carregando sua câmera, torcendo seu pescoço e comprometendo a sua postura, ele precisou passar por uma cirurgia em sua coluna vertebral. O procedimento, no entanto, resultou na paralisia do seu braço direito. O'Neill poderia ter aceitado o destino e o fim de sua carreira, mas escolheu outro caminho: estudar meditação, usar hidroterapia para recuperar o movimento e a yoga para equilibrar o sistema nervoso. Após um ano, ele foi capaz de mover seu braço novamente. Foi assim que a yoga e a meditação tornaram-se indispensáveis em sua vida, começando essa jornada.

Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário