Fãs definem Roberto Carlos - Paulo Santos (20)





Por: Carlos Alberto Alves

jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9



Paulo Santos um terceirense (Açores) que emigrou para o Canadá. Fã de Roberto Carlos e um dos administradores da minha página EU E ROBERTO CARLOS. Presença assídua.

                                                 PAULO SANTOS


                                                              
O nosso rei cantor e compositor, filho de um relojoeiro e de uma costureira, tornou-me seu fã por volta dos anos 60, muito simplesmente porque naqueles anos,  quando do continente (Lisboa) chegavam as tão famosas feiras, carrossel ao "relvão" com canções de Roberto Carlos. Por outro lado, as máquinas de música espalhadas por Angra, nomeadamente na PORTA LARGA, JOÃO LINHARES, HENRIQUE TRULU, etc, etc. e que, também, muito divulgavam as canções do Roberto. Naquele tempo, as famosas como CALHAMBEQUE, PAREI NA CONTRA MÃO, É PROIBIDO FUMAR, entre outras. Depois eram as discussões entre a rapaziada: foi imputação da perna, uns acreditavam, outros não. Poucos eram os que acreditavam nessa situação.

NOTA DA REDAÇÃO - Tudo isto apanhei na cidade de Angra do Heroísmo. Belos tempos os das feiras que nos faziam divertir e ouvir boa música, sobretudo brasileira e onde nunca faltava a presença do rei Roberto Carlos.

ROBERTO CARLOS "Parei na contramão" & " Pega ladrão"

Jornalista há mais de 50 anos com crónicas e reportagens na comunicação social desportiva e generalista. Atualmente com site próprio (http://jornalistacarlosalbertoalves.blogspot.com) e contribuidor diário no Portal Splish Splash e no site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. jornalistaalves@bol.com.br

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário