Vem aí a edição 2017 do concurso Miss Plus Size Carioca


O concurso pioneiro no segmento apresenta 25 candidatas de vários bairros do Rio de Janeiro

 
Alba Bittencourt
Portal Splish Splash


Candidatas

01. Camila Bessa – Taquara
02. Thuíza Nascimento – Andaraí
03. Tayla Nascimento
04. Tatiana Ribeiro – Centro do Rio
05. Sumara Leite – Penha Circular
06. Sonimar Bragança – Honório Gurgel
07. Rogéria Martins – Méier
08. Renata Lopes – Bangu
09. Rachel Lima – Magé
10. Mônica Lima – Niterói
11. Nathália Louzada – Tijuca
12. Luciana Augusto – Caxias
13. Linthy Magalhães – Caxias
14. Mariana Ferreira – Niterói
15. Jéssika Lima – Nova Friburgo
16. Jaqueline Soares – São João de Meriti
17. Fernanda Sampaio
18. Gabriela Tirado – Itaguaí
19. Elaine Mouhamed – Guaratiba
20. Eduarda Vasconcellos – Taquara
21. Cristiane Lima – Maricá
22. Caroline Freixo – São Gonçalo
23. Amanda Bransford – Copacabana
24. Aline Nascimento – Realengo

Atenção, belíssimas que vestem manequins a partir do 44!

Inscrições abertas para o concurso mais esperado do ano no segmento de moda tamanho GG. Atendendo a pedidos, acontece, no próximo dia 8 de julho, a edição 2017 do concurso Miss Plus Size Carioca. O evento, que começa às 18h, será no Salão Nobre do Clube dos Advogados do Brasil (av. Marechal Câmara 210, Centro).

A vencedora irá para Buenos Aires, Argentina, com acompanhante em translado pela Emirates e direito a hotel pela May Tour. Além disso, será a garota-propaganda da Citwar, uma das marcas apoiadoras do concurso. As outras são: Pop Moda Feminina.

Respeitado no mercado, o concurso também é conhecido por respeitar as concorrentes. É preciso conhecer a alma feminina e saber revelar toda beleza de cada mulher, sem se limitar aos padrões estabelecidos. Disso Eduardo Araúju, o criador do concurso Miss Plus Size Carioca, entende muito bem! Visagista, professor de modelos e manequins, produtor visual. Essas habilidades e talentos credenciam Araúju como um grande idealizador desse tipo de concurso.

Em mais de 30 anos de carreira, Eduardo Araúju é referência para iniciativas que elevem a autoestima de quem foge aos padrões de beleza ditados pela moda. Graças a ele, outros padrões de beleza feminina vêm ganhando espaço no comércio e na mídia,contribuindo para que todas as mulheres – independentemente da idade que têm ou do manequim que vestem – sintam-se bonitas, atraentes, satisfeitas consigo mesmas e – o mais importante – felizes!

Não à toa ele se sente realizado: “Acho que impulsionei um novo mercado no mundo dos concursos. Acredito sempre que a melhor forma é o amor e o respeito a causa. Como sempre falei, não faço apologia à obesidade, mas, sim, à oportunidade de felicidade. Espero que os outros concursos possam ter esse feeling para lidar com as inúmeras histórias que acompanham a vida de muitas candidatas. É preciso ter sensibilidade para entender o universo feminino e isso eu conquistei durantes 35 anos de experiência com a arte. Acho que a semente foi lançada e está germinando bem e se alastrando por todo o país. E aguardem porque em novembro é a vez do concurso nacional!”
 

Novidades no concurso

 
Segundo resolução da ABNT, manequins a partir de 44 são considerados plus size. Ou seja, ser plus size não significa mais ser gorda. A classificação é “tamanho maior”.

Outra novidade é que o evento contará com alguns estandes para os apoiadores terem um contato maior com o público e vice-versa.

Mais informações no site www.eduardoarauju.com.br.

A trajetória de Eduardo Araúju

Há mais de 30 anos, quando ainda era bancário e vendia de cosméticos para reforçar o orçamento, Eduardo Araúju conheceu a cantora Elza Soares, então em cartaz no Cassino Amarelinho, na Cinelândia. Por razões que o acaso não explica, o jovem bancário bateu no camarim da cantora justo na noite em que a maquiadora dela não havia aparecido. “Você sabe maquiar?”, indagou a cantora sem nenhum constrangimento. A partir de então, o jovem Eduardo abraçou o ofício de maquiador, no qual permaneceu acompanhando Elza Soares durante três décadas.

Durante esse tempo, o produtor visual – como prefere ser chamado – adquiriu know-how suficiente para figurar entre os melhores profissionais do país. Seus pincéis e batons pintaram os rostos de uma verdadeira constelação que inclui, além de Elza Soares, as cantoras Lana Bittencourt, Waleska, Elizeth Cardoso, Zezé Gonzaga; a apresentadora Xuxa Meneguel; e as manequins internacionais Veluma e Maria Rosa. Mas engana-se quem pensa que Eduardo só lida com estrelas do showbizz.

No ano de 1991, ele passou a ministrar aulas de modelo e manequim para mulheres da terceira idade no SESI de Jacarepaguá. Perdeu a conta de quantas profissionais formou e colocou no mercado, participando de anúncios televisivos ou ilustrando peças publicitárias. Em seus cursos, gosta de aguçar a criatividade e o sex- appeal das mulheres na faixa dos 60-70 anos. E foi assim que, em julho de 1996, 14 senhoras desfilaram roupas confeccionadas com materiais reciclados, criadas por elas sob o comando dele, em plena Avenida Paulista. Também em 1996, os cariocas presenciaram um desfile de roupas íntimas em plena Avenida Atlântica, em Copacabana, na Feira da Providência e em outros eventos no Rio de Janeiro.

A irreverência e a criatividade de Eduardo não pararam por aí. Em 1998, criou o concurso “Miss Terceira Idade de São Paulo”; em 1999, “A Mais Bela Senhora do Rio de Janeiro”; e em 2001, idealizou os concursos “Miss Rio de Janeiro da Maturidade”, para senhoras entre 40 e 60 anos; “Rainha Rio de Janeiro da Maturidade” e “Rainha das Rainhas”, para senhoras a partir de 61 anos. Os eventos, aliás, continuam existindo.

A fama de Eduardo Araúju correu mundo, passando por países como Argentina, Angola, Polônia, Japão a toda a Europa. Entre os muitos registros pela mídia internacional, destacou-se na TV europeia ARTE, num documentário feito no Brasil para ser exibido em toda a Europa. Eduardo também foi convidado a gravar um documentário sobre Misses da América Latina, exibido na Polônia.​
O carinho e dedicação a seu ofício e ao público da terceira idade também renderam-lhe Moções na Câmara Municipal e na Assembleia Legislativa, entre 2001 e 2007, e da Comenda Expoente.

O produtor é o pioneiro nos concursos para mulheres que de tamanho GG.  Em 2010, criou o concurso Miss Plus Size Carioca Oficial, provando que, para ser bela, a mulher não depende de idade ou peso. “O importante é dissociar o conceito de beleza da juventude, afinal, o mundo não é feito só de jovens de 18 anos e com manequins pequenos. Além de preenchermos uma lacuna no mercado de modelos, que se esquecia da terceira idade e das gordinhas como público-alvo. Não faço apologia à obesidade e sim apologia à felicidade e a oportunidade. Saber aceitar-se, assim do jeito que somos.”, ressalta Araúju, deixando claro que, no fim das contas, o que interessa é a saúde do corpo e da alma.

Candidatas
 
25. Camila Bessa – Taquara
26. Thuíza Nascimento – Andaraí
27. Tayla Nascimento
28. Tatiana Ribeiro – Centro do Rio
29. Sumara Leite – Penha Circular
30. Sonimar Bragança – Honório Gurgel
31. Rogéria Martins – Méier
32. Renata Lopes – Bangu
33. Rachel Lima – Magé
34. Mônica Lima – Niterói
35. Nathália Louzada – Tijuca
36. Luciana Augusto – Caxias
37. Linthy Magalhães – Caxias
38. Mariana Ferreira – Niterói
39. Jéssika Lima – Nova Friburgo
40. Jaqueline Soares – São João de Meriti
41. Fernanda Sampaio
42. Gabriela Tirado – Itaguaí
43. Elaine Mouhamed –  Guaratiba
44. Eduarda Vasconcellos – Taquara
45. Cristiane Lima – Maricá
46. Caroline Freixo – São Gonçalo
47. Amanda Bransford – Copacabana
48. Aline Nascimento – Realengo

Licenciada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora militante do Portal Splish Splash e Administradora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal.

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário