Retrospecto – Roberto Carlos (37)




Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9

Fãs de Roberto Carlos entrevistados pelo Portal Splish Splash - CARLOS ALBERTO ALVES SILVA

A pensar nos milhares de fãs de Roberto Carlos, espalhados pelo Mundo, o Portal Splish Splash achou por bem auscultar a alma robertocarlistica que por eles perpassa, dando início a uma série de entrevistas que, cremos, poderá de algum modo contribuir para uma melhor compreensão do motivo que leva tantos a admirar a obra de um cantor/compositor Brasileiro que ao comemorar 55 anos de carreira, não só consegue manter a fidelidade dos seus fãs que o acompanham desde o início da sua trilha poética e musical, como ainda, atrair muitos jovens que não conseguiram ficar indiferentes à obra daquele que, como disse o poeta, se mais mundo houvera lá chegara.
A seleção da série de entrevistas não obedece a nenhum critério relativamente a este ou àquele fã, foram obtidas por quem as irá publicar, ou seja, Armindo Guimarães, Carmen Augusta e Derbson Frota, de acordo com os contatos que possuem. Também a publicação, que acontecerá às terças-feiras e sábados, é aleatória, ou seja, não tem qualquer ordem em relação aos fãs. Todos eles admiram o rei Roberto Carlos e por isso todos nos merecem a mesma estima e a mesma consideração, independentemente de, muito naturalmente, podermos conhecermos melhor este ou aquele fã.
A entrevista que se segue é com o fã Carlos Alberto Alves Silva, jornalista nascido em Angra, Azores, Portugal e que reside atualmente em São Paulo.
PORTAL SPLISH SPLASH - Como começou a gostar do NMQT Roberto Carlos?
CARLOS ALBERTO - Desde muito jovem. E quando comprei o meu primeiro gira-discos (som para os brasileiros), desde logo comecei a adquirir os LP’S e 45 rotações do rei. E era raro o dia em que não perguntava na discoteca se tinham chegado novos discos do Roberto, até que o funcionário um dia me perguntou se eu (sic) “sonhava com o Roberto Carlos”. Deu para gargalhada.
PSS - Você se considera um grande fã? Por quê?
CA - Tal como muitos que conheço e que também são inteiramente dedicados considero-me um fã por excelência, pelo carisma do Roberto e, fundamentalmente, pelo grande ser humano que ele é, um dos seus maiores atributos.
PSS - Se estivesse numa ilha deserta com o (a) amado(a), qual música do rei colocaria pra tocar?
CA - Como sempre gosto das mais antigas, por exemplo, o Calhambeque.
PSS – Roberto Carlos faz parte de sua vida? Como?
CA - Desde que comecei a colaborar no Splish Splash, e uma vez que mudei o meu sistema de jornalismo, isto é, não fazendo apenas esporte, Roberto Carlos passou, circunstancialmente, a ser a minha prioridade. Dediquei-me como sempre o tem feito agora. Sublinharia, também, que foi muito gratificante a minha passagem pelo Splish Splash durante quatro anos. Acho que eu e o Armindo Guimarães formamos uma dupla de visões idênticas, tendo eu próprio beneficiado das suas excelentes fotomontagens.
PSS - Cite uma história engraçada e/ou emocionante que já viveu relacionado ao rei Roberto.
CA - Emocionante quando, efetivamente, assisti ao vivo a um primeiro show do Roberto. Engraçadas todas aquelas que escrevo e que trago à estampa na companhia da figura que criei o já famigerado “Zé da Pipa” que anda sempre, ficticiamente falando, no encalço do rei. E ornaram-se mais engraçadas que vem à baila a mulherada. Ora, pois, pois...
PSS – Você coleciona algo do rei? Se sim, cite exemplos.
CA - Nunca fui dado a coleções. Prefiro isso sim, e não sendo concorrente do rei (risos), ser colecionador de mulheres. Isso em tempos idos quando havia a imprescindível polivalência.
PSS – Você é jornalista nato, há mais de 50 anos na profissão. Qual a emoção de cobrir matérias e reportagens relacionadas ao seu ídolo Roberto Carlos?
CA - É sempre gratificante e enriquece o nosso próprio currículo. Também as emoções passam para o nosso lado. Roberto é o maior de todos. Roberto é, inquestionavelmente, o expoente máximo da canção romântica. E Roberto por onde passa também arrasta multidões. Alguém tem dúvidas?
PSS – Como jornalista você já esteve em duas coletivas de RC. Fez alguma pergunta a ele? E qual a resposta?
CA - Tinha que fazer. Lá estive duas vezes em representação do Splish Splash e na primeira vez questionei o Roberto sobre uma próxima turnê a Portugal, situação que ocorrerá brevemente, ou seja, no próximo mês de maio, para gáudio de muitos fãs, um deles o Armindo Guimarães que bem merece essa presença do rei no seu “habitat”, o norte do país, isto é, a Cidade Invicta. Vai ser uma noite do carago...
PSS – Qual o objetivo da criação do grupo no Facebook “Eu e Roberto Carlos”? Dá trabalho administrar?
CA - Exatamente para poder corresponder aos meus objetivos de não parar de escrever e, claro, sempre de mãos-dadas com o rei em termos de divulgação. É trabalhoso sim, mas a minha lata experiência ajuda muito. De resto, também conto com excelentes colaboradores, nomeadamente aqueles que são fantásticos em fotomontagens – Vitor Espínola (Canadá), Fabiana Santos (Rio Grande do Sul) e Alda Jesus (sul de Portugal).
PSS - Uma música do rei que você sempre põe no “repeat”:
CA - Como é grande o meu amor por você.
PSS - Muitas são as músicas do repertório do rei e muitas são aquelas que ele há muito não canta. Que música gostaria que ele voltasse a cantar?
CA - Gostaria de assistir a um show com aquelas músicas do início da Jovem Guarda que creio foram marcantes.
PSS - Se fosse escolher para ouvir 10 músicas do rei, em ordem de preferência, quais seriam?
CA - Calhambeque, seguindo-se É proibido fumar, Um leão está solto na rua, Amada amante, Namoradinha de um amigo meu, Esse cara sou eu, Detalhes, Emoções, Falando sério e Na paz do seu sorriso.
PSS - Se tivesse mais oportunidades de falar ao vivo com RC, o que diria?
CA - Que prazer abraçar você. E que momento emocionante. Vive Le Roi!
PSS - As músicas do rei não seriam a mesma coisa sem as respectivas letras. Independentemente da música, diga os títulos de três letras que mais a impressionam e porquê.
CA - É difícil responder. Todas têm uma essência que toca fundo. Mas esta letra tem algo que se passou na minha vida. Eis Sua estupidez... Meu bem, meu bem Você tem que acreditar em mim Ninguém pode destruir assim Um grande amor Não dê ouvidos à maldade alheia E creia Sua estupidez não lhe deixa ver Que eu te amo Meu bem, meu bem Use a inteligência uma vez só Quantos idiotas vivem só Sem ter amor E você vai ficar também sozinha E eu sei por que Sua estupidez não lhe deixa ver Que eu te amo Quantas vezes eu tentei falar Que no mundo não há mais lugar Pra quem toma decisões na vida sem pensar Conte ao menos até três Se precisar conte outra vez Mas pense outra vez Meu bem, meu bem, meu bem Eu te amo Meu bem, meu bem Sua incompreensão já é demais Nunca vi alguém tão incapaz De compreender Que o meu amor é bem maior que tudo Que existe Mas sua estupidez não lhe deixa ver Que eu te amo.
PSS – Roberto Carlos possui em torno dele uma vasta equipe, desde os elementos que compõem a orquestra (RC9), aos elementos da administração, assessoria de imprensa e apoio logístico. Com certeza você simpatiza por alguns desses elementos por os conhecer ou já ouvir falar. Cite quais e por quê.
CA - Tenho imensas saudades da Ivone Kassu a quem presto, mais uma vez, a minha homenagem póstuma. Mas o Maurício Aires e o Rogério Alves seguem o trilho daquela que foi uma Assessora de Imprensa que muito lhes ensinou. É por isso que lá estão.
PSS - O que mais gosta na personalidade dele?
CA - O seu espírito de humanismo, a sua forma de ser humilde perante os fãs que o procuram. Roberto é o cara que, no meu entender, é de outra galáxia.
PSS - Se tivesse que escolher uma frase robertocarlistica do repertório do rei que mais se identificasse com você, que frase escolhia?
CA - Que prazer estar de novo com vocês. Amo vocês. Aplausos para ele!
PSS - Responda à pergunta que não fizemos e que gostaria que lhe tivéssemos feito.
CA - Sobre Roberto há uma imensidão de perguntas para fazer. Contudo, achei muito bem equacionado este questionário. Valeu!


    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário