Retrospecto – Roberto Carlos (36)





Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9

Da primeira série Humor Robertocarlístico coom “Zé da Pipa” 

Apanhamos cada susto com o “Zé da Pipa”. Desta feita, apareceu vermelho nem um tomate, até pensou-se que teria tomado uma piela no dia anterior. Mas não. Toda a gente sabe que ele não é de ingerir bebidas alcoólicas. Adora um suco de pêssego ou um guaraná bem fresquinho e, por vezes, uma água mineral. Não passa disso.  Nesse sentido, temos que lhe colocar a bandeira por cima.


Só que o “Zé da Pipa” também é de sonhos e alguns inclusivamente esquisitos. Ele vai contar o que sonhou por estes dias:


“Zé da Pipa” – Que sonho, que delicia de sonho.


Delícia de sonho? Algum ato sexual?


“Zé da Pipa” – Carago, só pensa nessa coisa...


E quem não gosta. Até bichinhos adoram. E tu já me contaste que um dia viste um lagarto em cima da lagartixa do Roberto Carlos.
Mas conta para nós esse sonho maravilhoso, delicioso, como o classificas...


“Zé da Pipa” – Carlinhos (hoje sem violão) acordei assustado. Era a noite de São João e o Rei estava nessa festa no Porto com um martelinho. E calcula quem ele escolheu para dar umas marteladas na cabeça?


Não posso adivinhar, muita gente nessa noite no Porto e, também, circunstancialmente, muitos fãs do Rei. Terá sido o Pinto da Costa?


“Zé da Pipa” – Esse levava mesmo umas marteladas, mas daquelas a valer de fazer mossa na cabeça. 



Não estou chegando lá, “Zé da Pipa”. No Cavaco Silva?


“Zé da Pipa” – Puxa... estás mesmo a leste de tudo.


Meu caro, não sou bruxo, mas agora estou ligando a ficha. Sonhaste que o Rei estava a martelar a cabeça do ilusionista?


“Zé da Pipa” – Até que enfim que acertaste. E vou-te contar mais: a expressão do dito cujo era linda, de felicidade. Até dava saltinhos. E dava para ler o seu pensamento.


Qual pensamento?


“Zé da Pipa” – Eu quero mais, eu quero mais, eu quero mais.


Então deduzo que, desse sonho que tiveste, ele não se importava de, durante toda a noite, levar marteladas do Rei?


“Zé da Pipa” – Isso mesmo. E o Rei estava a gostar porque acertava bem na carequinha do seu maior fã de Portugal.


Então tinha razão de ser essa atitude do Rei. Não considero nada de anormal.
E se fosse na cabeça do Dandan?


“Zé da Pipa” – Alguma coisa de comer?


Não, não confundas com donetes. Descobriu-se, via facebook, que o “menininho” Bezerra é conhecido pelo Dandan. E ele disse que gostava de ser chamado assim.


“Zé da Pipa” – O Dandan. Bom... Também entre Bezerra e Dandan, eu preferia o segundo. Bezerra podem interpretar que ele mama nas tetas de alguma vaca.


Outra coisa que ainda não te apercebeste. A mulherada na página O NOSSO AMOR PELO REI agora está mais virada para postar vídeos. Está faltando frases de eloquente amor. Como as coisas estão a mudar...


“Zé da Pipa” – Qualquer dia vão culpar o ex-locutor da Rádio Face pelo sucedido.


Obrigado “Zé da Pipa” pela tua visita. Cuidado ao atravessares a rua. É que, de repente, surge um maluco com o intuito de te atropelar.


“Zé da Pipa” – Já aprendi um truque para me desviar dos carros. Tive como professor o ilusionista.

Jornalista há mais de 50 anos com crónicas e reportagens na comunicação social desportiva e generalista. Atualmente com site próprio (http://jornalistacarlosalbertoalves.blogspot.com) e contribuidor diário no Portal Splish Splash e no site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. jornalistaalves@bol.com.br

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário