Porque hoje é domingo






Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9

Em tempos idos alguém me perguntou o que eu fazia para manter este meu aspecto ainda tão jovial? Claro que toda a pergunta tem uma resposta (pelo menos no meu conceito e na minha forma de atuar) e, de imediato, respondi ao meu interlocutor (que por acaso até tem o nome do meu falecido pai) que, primeiramente, não me identificava com ele, na exata medida em que o dito cujo, logo pelas oito da matina, ingeria um “balde” (entenda-se por copo grande) de aguardente. Depois, que, tal como ele fazia no momento, não fumava. Mais: que não era (nem sou) homem de noitadas fora de casa e que, também, cuidava do meu físico com regulares caminhadas. E assim tenho mantido esta minha forma de estar na vida.
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário